Brexit. May diz que acordo “ainda é possível”, mas divergência que resta é “frustrante”

Stephanie Lecocq / Lusa

Theresa May, primeira-ministra britânica

A primeira-ministra britânica, Theresa May, admitiu esta segunda-feira que “ainda é possível” um acordo que permita uma saída ordeira do Reino Unido da União Europeia, mas a divergência que resta com Bruxelas é “frustrante.

Numa declaração no parlamento sobre o andamento das negociações para ao Brexit, May disse terem sido feitos progressos, porém existe um impasse sobre uma solução temporária necessária para a fronteira entre a República da Irlanda e a Irlanda do Norte.

“Não acredito que o Reino Unido e a UE estejam longe [de um acordo]. Ambos concordamos que o Artigo 50 não pode fornecer a base legal para um relacionamento permanente. E ambos concordamos que essa solução deve ser temporária”, afirmou.

Porém, a primeira-ministra britânica declarou que o governo não podia aceitar a sugestão da UE para a Irlanda do Norte permanecer alinhada com o mercado único europeu enquanto não fosse alcançado um acordo comercial bilateral pós-Brexit.

“É claro que é frustrante que quase todos os pontos restantes de discórdia estejam focalizados na forma como vamos gerir um cenário que ambos os lados esperam que nunca venha a acontecer. E que, se acontecer, será apenas temporário”, confiou.

Porém, manifestou esperança que este desacordo não inviabilize “as perspetivas de um bom acordo e nos deixe sem acordo, o que ninguém deseja. Continuo a acreditar que um acordo negociado é o melhor resultado para o Reino Unido e para a União Europeia. Eu continuo a acreditar que tal acordo é possível”.

O líder do principal partido da oposição, o trabalhista Jeremy Corbyn, desafiou a primeira-ministra a “colocar o país acima do partido e enfrentar as vozes irresponsáveis dos seus deputados e dentro do governo por quem o país foi mantido refém muito tempo”.

As negociações entre o Reino Unido e a União Europeia chegaram a um novo impasse neste fim de semana, dois dias antes do início, na quarta-feira, de um Conselho Europeu dedicado ao tema, devido à questão da fronteira entre a Irlanda e a província britânica da Irlanda do Norte.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Costa diz que estado de emergência “não está em cima da mesa” (e adia discussão sobre app obrigatória)

O primeiro-ministro António Costa, em entrevista à TVI esta segunda-feira, falou sobre a obrigatoriedade do uso de máscara e da app Stayway Covid, da possibilidade de o país voltar ao estado de emergência e do …

Nove meses depois de ter chegado ao United, Bruno Fernandes vai ser capitão

O futebolista internacional português Bruno Fernandes foi escolhido pelo treinador do Manchester United para usar a braçadeira de capitão no encontro da primeira jornada da Liga dos Campeões. O antigo jogador do Sporting, que deixou os …

Preocupada com casos na Europa e América do Norte, OMS insiste na quebra de cadeias de transmissão

Os responsáveis máximos da Organização Mundial da Saúde (OMS) insistiram esta segunda-feira na importância de os governos quebrarem as cadeias de transmissão da covid-19 e afirmaram-se preocupados com o aumento de casos na Europa e …

Aquecer resíduos plásticos com microondas pode gerar hidrogénio limpo

Uma equipa de cientistas conseguiu gerar hidrogénio limpo através de um processo simples, aquecendo resíduos plásticos com microondas. O crescente uso de plástico descartável gerou um sério problema ambiental, sendo que, todos os anos, são produzidas …

Erupções vulcânicas podem explicar os misteriosos cristais da Dinamarca

Algumas das maiores espécies de cristais raros de carbonato de cálcio do mundo, também conhecidos como glendonitas, são encontrados na Dinamarca e isso pode ser explicado pelas erupções vulcânicas. Os cristais foram formados há cerca de …

O antigo campo magnético da Lua pode ter servido de "escudo" para atmosfera da Terra

Há 4 mil milhões de anos, a Lua pode ter protegido a atmosfera Terra, através do seu já extinto campo magnético, do Sol, sugere uma nova investigação, levada a cabo por um especialista da agência …

Coloridos e selados. Descobertos no Egito sarcófagos com mais de 2.500 anos

As autoridades egípcias anunciaram esta segunda-feira a descoberta de uma coleção de sarcófagos datados de há mais de 2.500 anos, na zona arqueológica de Sakkara, a sul da cidade do Cairo. Em comunicado, citado pela agência …

Nokia vai criar para a NASA a primeira rede móvel operacional na Lua

O grupo finlandês Nokia vai fabricar para a NASA aquela que será a primeira rede móvel móvel na Lua, como parte de um projeto de base humana permanente da agência espacial norte-americana, foi esta segunda-feira …

Sarkozy acusado de "associação criminosa". Investigação sobre ligações à Líbia continua

Nicolas Sarkozy, o antigo Presidente francês, está a ser acusado de "associação criminosa" como parte de uma investigação sobre o financiamento da sua campanha presidencial de 2007, particularmente acerca dos seus alegados vínculos com o …

A última década foi a mais quente do Oceano Atlântico em três milénios

A última década foi a mais quente do Oceano Atlântico em quase três milénios, aponta uma nova investigação da Universidade de Massachusetts em Amherst, nos Estados Unidos, e da Universidade de Quebec, no Canadá. As …