May continua sem apoio para aprovar acordo do Brexit. Corbyn desafia-a a considerá-lo “morto”

David Levenson / Pool

A primeira-ministra britânica, Theresa May, admitiu que o governo continua sem apoio suficiente para fazer aprovar no parlamento o Acordo de Saída do Reino Unido da União Europeia, mantendo-se incerto quando o fará.

“É com grande pesar que tive que concluir que, da maneira como as coisas estão, ainda não há apoio suficiente na Câmara para trazer de volta o Acordo para um terceiro ‘voto significativo'”, afirmou Theresa May.

A primeira-ministra disse que continua a ter discussões com líderes e deputados de todos os partidos para tentar encontrar um consenso, mas alertou para o risco de o parlamento votar uma proposta que lhe dá precedência sobre o governo para agendar um debate sobre o Brexit e alternativas.

Pelo contrário, prometeu que o governo criaria tempo para os chamados “votos alternativos” terem lugar, a primeira-ministra se tenha manifestado “cética” sobre este tipo de processo.

“Quando experimentámos este tipo de coisas no passado, produziram resultados contraditórios ou nenhuma conclusão“, avisou.

Na semana passada, o Conselho Europeu concordou com uma prorrogação da data de saída do Reino Unido da UE até 22 de maio de 2019, desde que o Acordo de Saída seja aprovado pela Câmara dos Comuns até sexta-feira.

Se não acontecer, o Conselho Europeu estipulou uma prorrogação até 12 de abril de 2019 e disse que esperava que o Reino Unido indicasse um caminho a seguir antes de 12 de abril de 2019 para a consideração dos líderes europeus.

O acordo foi chumbado a 12 de março por 391 votos contra e 242 votos a favor, uma diferença de 149 votos, repetindo o chumbo de janeiro por 432 votos contra e 202 contra, uma margem histórica de 230 votos.

Corbyn desafia May

O líder do partido Trabalhista, Jeremy Corbyn, desafiou a primeira-ministra britânica, Theresa May, a declarar “morto” o Acordo de Saída do Reino Unido da União Europeia (UE) e a aceitar votos sobre alternativas.

“Tendo em conta que a primeira-ministra admitiu que não tem o apoio suficiente para aprovar o acordo, podia aceitar que o acordo dela está morto e que a Câmara não deveria desperdiçar tempo a dar a mesma resposta pela terceira vez”, afirmou Corbyn.

O líder trabalhista exigiu um “plano B” e defendeu ser altura de o “parlamento ganhar o controlo” do processo, prometendo o apoio do principal partido da oposição a uma proposta para forçar um debate na quarta-feira sobre alternativas à estratégia do governo.

Corbyn disse ter participado em discussões interpartidárias “para encontrar um caminho em frente”, acrescentando: “Eu acredito existir apoio nesta Câmara para um acordo baseado numa alternativa que proteja empregos, a economia através de uma união aduaneira e acesso total ao mercado único e que nos permite continuar a beneficiar da participação em agências vitais e medidas de segurança”.

Se o governo não concordar com uma alternativa determinada pelos deputados, pois os “votos indicativos” não têm caráter vinculativo, o partido Trabalhista vai aprovar “medidas para uma votação pública que impeça uma saída sem acordo ou um acordo caótico“.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Reaberto ao público o primeiro palácio de Nero, construído há 2.000 anos

O primeiro palácio do imperador Nero, localizado no Monte Palatino, em Roma, foi reaberto ao público na passada semana. Depois de uma década de reformas, o monumento construído há 2.000 anos volta a poder ser …

Cria de lobo-marinho voltou a aparecer no areal do Porto Santo

A cria de lobo-marinho que tem feito do areal da ilha do Porto Santo o seu local de descanso voltou a aparecer hoje, depois de ter desaparecido desde terça-feira à noite. A bióloga Rosa Pires, do …

Há um fóssil único de tiranossauro bebé à venda no eBay (e os cientistas estão indignados)

O esqueleto "único" de um filhote de tiranossauto (Tyrannosaurus rex) com mais de 60 milhões de anos foi posto à venda na plataforma eBay nos Estados Unidos. O vendedor pede quase 3 milhões de dólares …

Agência francesa adverte: troque ibuprofeno por paracetamol

A agência francesa do medicamento ANSM fez uma advertência a médicos e pacientes sobre riscos decorrentes do uso do ibuprofeno e do cetoprofeno, que podem agravar infeções em tratamento, e pediu uma investigação a nível …

"Lendária" e misteriosa espécie de orca avistada por cientistas

Cientistas admitem o possível avistamento de uma das espécies de orca mais misteriosas da natureza. A orca é conhecida como o "Tipo D", mas muito raramente foi vista ou ouvida. A orca foi avistada no Cabo …

Nacional vs Sporting | Triunfo curto para tanto domínio

O Sporting foi à Madeira somar a sua sétima vitória consecutiva na Liga NOS. No terreno do Nacional, os “leões” ganharam por 1-0, num jogo em que o resultado não espelha a grande superioridade da …

Titã pode ter "lagos fantasmas" e cavernas

Titã, a lua e Saturno, é surpreendentemente semelhante à Terra. Tem lagos, rios e oceanos profundos (e possivelmente cavernas) que poderiam sustentar vida. Em Titã, a chuva não é água, mas sim metano líquido. Duas …

As barbas podem ter mais bactérias do que o pêlo dos cães

Uma equipa de investigadores suíços descobriu que as barbas podem ter mais micróbios prejudiciais à saúde humana do que o pêlo dos cães. Uma recente investigação realizada pela clínica Hirslanden, na Suíça, descobriu que as barbas …

Há uma cidade onde é proibido morrer

Longyearbyen, capital do arquipélago de Svalbard, na Noruega, deu o passo muito incomum de proibir a morte naquela região. Desde 1950, ninguém está legalmente autorizado a morrer na cidade. Até uma pessoa que lá tenha vivido …

Este ano já morreram 129 pessoas na estrada. O telemóvel leva as culpas

A Secretaria de Estado da Proteção Civil informou hoje que morreram 129 pessoas nas estradas portuguesas, menos uma morte do que em período homólogo de 2018 e o telemóvel ao volante tem contribuído para aumento …