Autarca de Matosinhos acusa Galp de “desconsideração” (e avisa que chumbará projetos imobiliários)

Tiago Petinga / Lusa

A presidente da Câmara de Matosinhos acusou a Galp de ter decidido encerrar a refinaria em “desconsideração pela população” e avisou que chumbará projetos imobiliários ou outros que tenham em conta interesses da empresa.

O semanário Expresso teve acesso a uma carta da presidente da Câmara de Matosinhos, Luísa Salgueiro, enviada ao presidente da Comissão Executiva da Galp.

Na missiva, a autarca lamenta que o CEO da Galp Energia não tenha contactado com a Câmara – o que diz estar em “total desacordo com a política de responsabilidade social e de sustentabilidade que a empresa afirma seguir”.

Luísa Salgueiro diz ainda afirma ser inaceitável que a empresa a laborar no concelho há meio século não respeite a comunidade local, “tolerou a presença da refinaria em nome do interesse coletivo do país”.

“Outros tempos, em que Portugal vivia sob ditadura e o interesse das comunidades era subjugado pelos interesses dos negócios entre o Governo da ditadura e os grupos económicos que, em monopólio e conluio, punham e dispunham da coisa pública em seu benefício”, escreveu a autarca.

Luísa Salgueiro avisou ainda que projetos que “excluam o interesse de Matosinhos e concelhos periféricos ou tenham apenas em conta a satisfação da Galp” são chumbados pela autarquia.

“Qualquer solução que acarrete o prolongar dos impactos ambientais negativos merecerá a nossa reprovação”, salientou. “O uso que lhe está destinado é para atividades económicas e não procederemos a nenhuma alteração no Plano Diretor Municipal, revisto em 2019, para acomodar outra pretensão”.

No início da semana, a Galp anunciou que vai concentrar as operações de refinação e desenvolvimentos futuros em Sines e descontinuar a refinação em Matosinhos a partir do próximo ano.

À CMVM, a Galp informou que a concentração das operações em Sines permitirá reduzir os custos fixos em mais de 90 milhões de euros por ano, sendo o valor dos ativos a descontinuar de 200 milhões de euros.

Telmo Silva, do Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias Transformadores do Norte, disse que a notícia era uma “bomba”, porque implicará uma “redução drástica”. A decisão da Galp pode levar ao despedimento de 300 trabalhadores. Além disso, trabalhadores de outsourcing e de prestação de serviços” poderão aumentar o número de dispensas para “600 ou 700 pessoas”.

Maria Campos, ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Aqui temos a verdadeira face do Tuga, atrás da Fachada de gente Ideonea, responsavel e civilizada está um bicho medonho, da retaliação, da represália , da perseguição.
    Os Fariseus também eram gente irrepreensivel, sabedora, justa só que no final caiu a mascara , acabaram por demonstrar quem estava por detrás das aparencias, cometerem um erro FATAL: Condenaram à morte um Inocente.
    PT é um Pais de FARISEUS e no STJ está um dos Caifás da Justiça.

  2. a diarreia cerebral que esta Sra. debitou é para mim BRUTAL, não tem nada de Humano é mais proprios de Cães, semopre prontos a atacar.
    A brutalidade desta gente barbara que se alcançou à “coisa Publica” ficou demonstrar no caso do SEF.
    A pessoas tem de recusar semelhantes criaturas a gerir o País.
    Não só está em causa PT também a UE, porque vão para lá fazer o mesmo que fazem cá
    Gente repugnante.

RESPONDER

"Blá blá blá". Greta Thunberg acusa líderes mundiais de não cumprirem com as promessas climáticas

Ativista considera que os anúncios feitos pelos líderes mundiais não passam de bonitas intenções que, na prática, não se traduzem em ações com verdadeiro impacto na luta contra as alterações climáticas. Greta Thunberg acusou os líderes …

Mulher com síndrome de Down perde ação judicial contra a lei do aborto no Reino Unido

Na semana passada, uma mulher com síndrome de Down perdeu uma ação judicial contra o governo britânico por causa de uma lei que permite o aborto até ao fim da gestação de fetos que poderão …

Tribunal condena corticeira da Feira por despedir trabalhadora que denunciou assédio

A corticeira Fernando Couto foi condenada pelo Tribunal da Feira a pagar uma coima de cerca de 11 mil euros por ter despedido a operária Cristina Tavares, após esta ter denunciado ser vítima de assédio …

Dupla de cientistas apresenta uma nova abordagem para reciclar plástico

Um novo estudo oferece uma abordagem totalmente nova para reciclar plástico, tendo sido inspirada na forma como a natureza naturalmente "recicla" os componentes dos polímeros orgânicos presentes no ambiente. As proteínas são um dos principais compostos …

Edição de 2021 da Web Summit recebe 40 mil participantes. Moedas como presidente não será problema

Evento, que se realiza entre 1 e 4 de Novembro, volta a decorrer em formato presencial depois de em 2020 a pandemia ter transferido as atividades para o ambiente digital. O presidente executivo da Web Summit, …

Alunos carenciados com desempenho inferior aos dos mais favorecidos

Mesmo tendo acesso a meios digitais, o desempenho dos alunos carenciados foi sempre “inferior” aos dos seus colegas oriundos de meios mais favorecidos.  Segundo noticia o Público, esta é uma das principais conclusões a que chegou …

José Rendeiro condenado a três anos e seis meses de prisão efetiva

Embaixador jubilado Júlio Mascarenhas acusa o BPP de o ter convencido a investir num produto com juros e capital garantido num momento em que o banco já atravessava sérias dificuldades. O antigo presidente do Banco Privado …

Cantor R. Kelly declarado culpado por crime organizado e tráfico sexual

O cantor norte-americano R. Kelly foi esta segunda-feira declarado culpado por crime organizado e tráfico sexual, após um julgamento em Nova Iorque, nos Estados Unidos da América (EUA), que decorreu durante seis semanas, no qual …

"A FIFA engloba 211 países e 133 nunca estiveram num Mundial"

Arsène Wenger apresenta argumentos para defender a realização de um campeonato do mundo de dois em dois anos. O novo calendário FIFA continua a originar reacções e entrevistas. Arsène Wenger falou sobre as propostas - a …

Responsáveis do Lar do Comércio acusados por 67 crimes de maus tratos

O Ministério Público (MP) imputou 67 crimes de maus tratos, 17 deles agravados por resultarem em morte, a um ex-presidente e a uma diretora de serviços do Lar do Comércio, em Matosinhos. Num processo em que …