Matéria escura era menos influente no Universo primordial

ESO / L. Calçada

Os cientistas sugerem que as galáxias massivas  com discos em rotação no Universo primordial (à direita) eram menos influenciadas pela matéria escura (a vermelho) do que as galáxias atuais (à esquerda).

Os cientistas sugerem que as galáxias massivas com discos em rotação no Universo primordial (à direita) eram menos influenciadas pela matéria escura (a vermelho) do que as galáxias atuais (à esquerda).

Novas observações indicam que, há 10 mil milhões de anos, as galáxias massivas que formaram estrelas durante o pico da formação galáctica eram dominadas por matéria “bariónica”, ou seja normal. Este facto contrasta com as galáxias atuais, onde os efeitos da misteriosa matéria escura parecem ser muito maiores.

Este resultado surpreendente foi obtido através do VLT (Very Large Telescope) do ESO e sugere que a matéria escura tinha menos influência no Universo primordial do que tem atualmente.

A matéria normal apresenta-se sob a forma de estrelas brilhantes, gás resplandecente e nuvens de poeira. No entanto, a matéria escura não emite, absorve ou reflete luz e por isso apenas pode ser observada através dos seus efeitos gravitacionais.

A presença de matéria escura explica por que é que as regiões mais externas das galáxias em espiral próximas rodam mais rapidamente do que o que seria de esperar se apenas estivesse presente a matéria normal que observamos de forma direta.

Uma equipa internacional de astrónomos, liderada por Reinhard Genzel do Instituto Max Planck de Física Extraterrestre em Garching, na Alemanha, utilizou os instrumentos KMOS e SINFONI montados no VLT do ESO, no Chile, para medir a rotação de seis galáxias massivas a formar estrelas no Universo distante, na época do pico da formação galáctica, há 10 mil milhões de anos atrás.

Os especialistas descobriram que, contrariamente às galáxias no Universo atual, as regiões externas das galáxias parecem rodar mais lentamente que as regiões mais próximas do núcleo, sugerindo que existia menos matéria escura presente do que o esperado.

“Surpreendentemente, as velocidades de rotação não são constantes, mas diminuem com a distância ao centro das galáxias,” comenta Reinhard Genzel, autor principal do artigo científico publicado na Nature.

“Existem muito provavelmente duas causas para este facto. A primeira é que estas galáxias massivas primordiais são fortemente dominadas por matéria normal, com a matéria escura a desempenhar um papel muito menos importante do que no Universo atual. A segunda é que estes discos primordiais são muito mais turbulentos do que as galáxias em espiral que observamos na nossa vizinhança cósmica.”

Ambos estes efeitos parecem tornar-se mais marcados à medida que os astrónomos observam cada vez mais longe no passado, em direção ao Universo primordial. Este facto sugere que três a quatro mil milhões de anos após o Big Bang, o gás nas galáxias já se encontrava eficientemente condensado em discos planos em rotação, enquanto os halos de matéria escura que os rodeavam eram muito maiores e mais dispersos.

Aparentemente foram precisos milhares de milhões de anos para que a matéria escura se condensasse, razão pela qual o seu efeito dominante só é observado atualmente.

Esta explicação é consistente com as observações, que mostram que as galáxias primordiais eram muito mais ricas em gás e muito mais compactas do que as galáxias atuais.

ZAP // CCVAlg

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Deixe-me explicar a expansão do universo brevemente.
    a) Movimentos de massa como um slipknot no éter global –rede tridimensional de filamentos elásticos.
    b) A energia eletromagnética é uma onda transversal na rede.
    c) Quando há torção suficiente a massa cria dentro de um retículo, e o éter global é comprimido. Os retículos estão evitando que os nós se desfez.
    d) Quando as estrelas estão perdendo massa, elas estão expandindo o éter global.
    e) A expansão não move muito as outras estrelas porque a interação estrelas-éter global tem a relação quadrática v ^ 2 / c ^ 2 –semelhante à energia cinética, mas o efeito oposto–, por isso parece que a expansão é gerada em todos os lugares.
    f) A Física Global não foi projetada para explicar a expansão do universo, mas isso faz e a matéria escura não é mais necessária.
    https://molwick.com/pt/astrofisica/545-materia-escura.html#rotacion

  2. Matéria escura é uma força gravitacional. Como tal ela só age gravitacionalmente e por este motivo não pode ser detectada. Não é partícula, se fosse já teríamos detectado. Como existe a gravidade do sol sobre seus planetas, existe também o buraco negro atraindo suas galáxias e o boson de higgs cuja gravidade quântica atrai os elétrons unindo o conjunto e existe também uma força gravitacional no centro do universo unindo todas as galáxias. É tudo muito simples. O problema é a teoria do big bang que mascara a verdade e a gravidade de Einstein que também está errada. Leia: http://www.olhandoouniverso.blogspot.com

RESPONDER

Governo reabre processo para corrigir mapa das freguesias

O Governo reabriu o processo para a correção ao mapa de freguesias, num compromisso com as associações de municípios e de freguesias, anunciou o secretário de Estado da Descentralização e Administração Local, Jorge Botelho. “Iremos retomar …

Google cria modelo de cérebro mais detalhado (e com maior resolução) de sempre

A recriação 3D do cérebro de uma mosca da fruta - que mostra 20 milhões de sinapses e 25 mil neurónios - é a que tem a maior resolução até ao momento. Uma equipa de …

Morreu Kobe Bryant, uma das maiores estrelas de sempre da NBA

Kobe Bryant, um dos maiores basquetebolistas de sempre, morreu na manhã deste domingo em Calabasas, Califórnia, num desastre de helicóptero. De acordo com a TMZ, Bryant viajava com, pelo menos, três outras pessoas num helicóptero privado, …

Há seis queixas de violência policial por semana

Em Portugal, são apresentadas em média seis queixas semanais por violência policial, escreve o semanário Expresso na sua edição deste fim-de-semana, citando os dados mais recentes da Procuradoria-Geral da República. De acordo com os números, relativos …

CRISPR tornou galinhas resistentes a um vírus comum

A técnica de edição genética CRISPR tem sido usada para tornar as galinhas resistentes a um vírus comum, uma abordagem que poderia aumentar a produção de ovos e de carne em todo o mundo. Mesmo quando …

A Cybertruck de Musk poderá ser "incrivelmente barata" de produzir

A Cybertruck de Elon Musk, CEO da Tesla e da Space X, pode ser "incrivelmente barata" de produzir graças à sua inovadora tecnologia de carroçaria, afirmou um especialista em entrevista à Autoline Network. O engenheiro Sandy …

Novo estudo associa o burnout a uma consequência fatal

Uma nova investigação associa o burnout a um aumento de até 20% no risco de desenvolver fibrilhação auricular, a arritmia crónica mais frequente. O burnout é uma perturbação psicológica causada pelo stress excessivo devido a uma …

Pinto da Costa diz ter total confiança em Sérgio Conceição

O presidente do FC Porto, Pinto da Costa, garantiu que tem "total confiança nos jogadores e no treinador", Sérgio Conceição, que no sábado colocou o lugar à disposição, de acordo com a newsletter oficial dos …

Isabel dos Santos utilizou três identidades para entrar e sair de Portugal

A empresária angola Isabel dos Santos utilizou três documentos de identificação distintos durante as últimas viagens que fez entre Portugal e o Reino Unido. "Izabel Dosovna Kukanova", "Isabel José dos Santos" e "Santos Isabel" foram as …

Voar nunca foi tão seguro, garante a Estatística

Voar em companhias áreas comerciais nunca foi tão seguro, garante um estudo levado a cabo por um professor do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) que monitoriza o número de mortes de passageiros de todo o …