Marte pode ter tido uma lua gigante antes de Fobos e Deimos

Centro Envision da Universidade Purdue

Segundo os especialistas, Marte teve uma lua de tamanho bastante considerável que se rompeu, criando um sistema de anéis. Com o tempo, esse sistema caiu aos pedaços e criou Fobos e Deimos.

Os cientistas norte-americanos desenvolveram um modelo que sugere que detritos expelidos para o espaço por um corpo celeste que colidiu com Marte há cerca de 4,3 mil milhões de anos alternam entre a formação de um anel planetário e a aglomeração para formar uma lua.

Essa é a teoria apresentada por David Minton e Andrew Hesselbrock, cientistas financiados pela NASA da Universidade Purdue, em Lafayette, no estado norte-americano do Indiana, cujas descobertas foram publicadas na Nature Geoscience.

Os especialistas sugerem que a grande bacia polar norte de Marte, a Bacia Borealis – que cobre cerca de 40% do planeta no seu hemisfério norte – foi criada por esse impacto, expulsando detritos para o espaço.

O modelo de Hesselbrock e Minton sugere que à medida que esses detritos se afastavam lentamente do Planeta Vermelho, foi formada uma lua.

Ao longo do tempo, a força gravitacional de Marte teria puxado essa lua em direção do planeta até atingir o limite de Roche, a distância na qual as forças de maré de um planeta desintegram um corpo celeste unido apenas pela gravidade.

“O meu argumento é que Fobos não foi produzida num impacto. Em vez disso, o maior impacto criou um grande satélite que, em vez de colidir com Marte, se rompeu”, diz o autor do estudo, Andrew Hesselbrock, da Universidade de Purdue, em entrevista ao Gizmodo.

Ou seja, o especialista sugere que Marte pode ter tido, um dia, uma lua de tamanho bastante considerável que se desfez, criando um sistema de anéis. Com o tempo, esse sistema caiu aos pedaços sob o puxão da gravidade de Marte até que restassem as duas luas minúsculas Fobos e Deimos.

Marte já teve (e voltará a ter) anéis como os de Saturno

O novo estudo realizado pelos cientistas norte-americanos apoia a teoria divulgada em 2015 que defende que, tal como Saturno, é possível que Marte também tenha tido anéis no seu passado e que possa vir a tê-los novamente.

De acordo com os especialistas, Fobos está a ficar cada vez mais próxima de Marte e irá desintegrar-se quando atingir o limite de Roche, produzindo um conjunto de anéis daqui a cerca de 70 milhões de anos.

Dependendo da posição do limite de Roche, Minton e Hesselbrock pensam que este ciclo poderá ter-se repetido entre três e sete vezes ao longo de milhares de milhões de anos.

Segundo o modelo, cada vez que uma lua se desintegra e é reformada a partir do anel resultante, a sua lua sucessora seria cinco vezes mais pequena do que a anterior, e os detritos teriam caído para o planeta, possivelmente explicando depósitos sedimentares enigmáticos encontrados perto do equador de Marte.

“Poderíamos ter sedimentos lunares com quilómetros de espessura a chover nos primeiros tempos da história do planeta, e existem depósitos sedimentares enigmáticos em Marte sem nenhuma explicação de como lá chegaram. E agora é possível estudar esse material”, comenta Minton.

“Esta investigação destaca ainda mais maneiras de os impactos afetarem um corpo planetário,” comenta Richard Zurek do JPL da NASA em Pasadena, Califórnia, EUA.

Minton e Hesselbrock vão concentrar-se agora na dinâmica do primeiro conjunto de anéis formados ou nos materiais que choveram sobre Marte derivados da desintegração das luas.

PARTILHAR

RESPONDER

Benfica vai apresentar queixa por ameaças de morte a Vieira e vandalismo

O Benfica vai avançar com queixas devido às ameaças de morte ao presidente do clube em tarjas colocadas nas imediações do Estádio da Luz, mas também pela vandalização de várias casas benfiquistas. Segundo o jornal online …

Submarino civil transparente pode levá-lo ao local do naufrágio do Titanic

A Triton, uma empresa com sede na Florida, fabrica submarinos civis de última geração há mais de uma década. Agora, vai fazer nascer o Triton 13000/2 Titanic Explorer, que para além de oferecer aos passageiros …

Catorze detidos nos novos protestos em Barcelona a favor de Pablo Hasél

Pelo menos 14 pessoas foram detidas pela polícia catalã, este sábado, durante os distúrbios que se seguiram a mais uma manifestação em Barcelona a reclamar a libertação do rapper Pablo Hasél. Segundo o jornal Público, pelo …

Procuradores avançam para tribunal contra nomeações de chefias

O Conselho Superior do Ministério Público (CSMP) está envolvido numa nova polémica, depois do concurso que culminou na indigitação de José Guerra para a Procuradoria Europeia. Segundo avança o Jornal de Notícias, este domingo, um concurso para …

A partir de segunda-feira, eletrodomésticos vão ter novas etiquetas energéticas

As organizações não-governamentais ambientalistas saúdam as novas etiquetas energéticas, que entram em vigor esta segunda-feira, mas pedem “mais atenção” ao consumidor e “maior rapidez” na reclassificação de “mais produtos”. Em comunicado, a cooligação Coolproducts, um grupo …

Depois do balde de água fria da pandemia, Israel vai ficar melhor do que nunca. Tudo pelos turistas

Israel está fechado em casa e viajar para este país não faz parte dos planos de muitas pessoas. No entanto, este período de acalmia pode mesmo ser o melhor momento para planear uma viagem - …

Menos 1,3 milhões de consultas nos hospitais e menos 151 mil cirurgias em 2020

No ano em que a pandemia chegou a Portugal, houve menos 151 mil cirurgias e menos 1,3 milhões de consultas nos hospitais públicos. A covid-19, que chegou a Portugal a 2 de março de 2020, obrigou …

Várias escolas de Tóquio pedem "certificados de cabelo real" aos alunos

As escolas japonesas são conhecidas pela sua rigidez relativamente à aparência dos seus alunos, tanto que os estudantes que não seguem o padrão de "cabelo liso e preto" têm de apresentar provas. Dados divulgados, esta semana, …

UE estima normalidade nas vacinas daqui a duas semanas. Orbán recebeu vacina chinesa

A União Europeia (UE) estima que dentro de duas a três semanas "tudo vai funcionar normalmente" na produção e distribuição de vacinas nos Estados-membros. Entretanto, o primeiro-ministro húngaro já foi vacinado (mas com uma vacina …

"Os dados de milhões de pessoas estão em risco", alertam denunciantes da Amazon

Denunciantes da Amazon alertam que os dados de milhões de pessoas estão em risco devido à falta de preocupação da empresa com a cibersegurança. A par da Google, Apple, Microsoft e Facebook, a Amazon é uma …