Marketeers usam conteúdos homossexuais para provocar conservadores nas redes sociais

Profissionais de marketing estão a criar campanhas para algumas empresas, como a Cottonelle e a Walmart, protagonizados por homossexuais, com o intuito de chocar os conservadores e, assim, promover as marcas. 

De acordo com um artigo do Boing Boing, divulgado na segunda-feira, tal como os responsáveis pela criação dos comerciais tinham previsto, os conservadores sociais indignaram-se, “apelando a boicotes, e a Deus, para punir os malfeitores”.

Segundo Curtis Sparrer, diretor da empresa de relações públicas e assessoria Bospar PR, é exatamente esse tipo de reação que a Cottonelle e a Walmart pretendiam. “Parece que os profissionais de marketing estavam a contar com a indignação dos conservadores sociais para conduzir os seus objetivos de negócios”, disse.

Os vídeos criados para a campanha não seguem o padrão tradicional de difusão, sendo divulgados somente através das redes sociais, contou o responsável. “Os conservadores não tropeçaram simplesmente nesses conteúdos, foram alertados para os mesmos, muito provavelmente pelas próprias empresas”, referiu.

“Há um método por trás desta loucura: os profissionais de marketing contam com a reação do público às suas campanhas”, continuou Curtis Sparrer.

E explicou: “Uma reação imediata a qualquer enredo pró-LGBT por parte dos conservadores é previsível, criando uma controvérsia interessante para os jornalistas cobrirem. Essa cobertura não apenas apresentará os dois lados da história, como fornecerá o reconhecimento da marca. As pesquisas mostram que este método é mais eficaz que a publicidade tradicional”.

Love Is In The Aisle: A dating show at Walmart, ep. 2

Is grocery shopping at Walmart first date-worthy? We thought it’d be a good idea. And these two definitely learned how much it could really reveal about a person…

Publicado por Walmart em Quinta-feira, 14 de fevereiro de 2019

Os conservadores sociais tornaram-se, assim, ferramentas úteis para profissionais de marketing e relações públicas. “Como um profissional da área, detesto revelar esta tática porque os conservadores sociais podem ser sábios e não morder a isca na próxima vez que uma campanha exibir pessoas LGBT”, salientou.

No entanto, disse ainda, “como sou homossexual há mais tempo do que estou a fazer marketing, estou ansioso pelo dia em que as pessoas LGBT possam ser apresentadas nos comerciais e a reação do público seja baseada somente no mérito do seu conteúdo”.

A American Family Association (AFA), que, no seu site oficial indica promover “valores morais tradicionais” nos media – trabalho que envolve o “combater à agenda homossexual” através de vários meios -, reconhecida como um grupo de ódio pela organização Southern Poverty Law Center, manifestou-se sobre o comercial do Walmart.

“Vimos muitas grandes corporações rejeitarem isso no seu marketing, mas, sinceramente, nunca pensamos que a Walmart se juntaria à revolução cultural e rejeitaria as crenças de sua base dos seus clientes”, lê-se numa nota divulgada.

Através desse comunicado, a AFA relatou focou o enredo do anúncio – “O amor está no corredor: um show de namoro no Walmart” -, em que dois homossexuais conhecem-se no  Walmart”, num “encontro às cegas”, e fazem compras juntos para determinar se são ou não compatíveis.

“É claro que o Walmart está no caminho de elevar os relacionamentos homossexuais ao mesmo nível do modelo de casamento entre homens e mulheres. Não temos escolha a não ser pedir aos nossos apoiantes que informem a empresa sobre como eles, enquanto clientes, sentem a mudança do Walmart da neutralidade nessa questão polémica para o total apoio às relações entre pessoas do mesmo sexo”, acrescentava a nota.

TP, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

China parece ter controlado segunda vaga de coronavírus em 21 dias, sem registar mortes

A China parece ter controlado a segunda vaga de covid-19 após um surto que começou num mercado de Pequim, em junho, e que levou a pelo menos 328 novos casos e ao encerramento parcial da …

Guerra aberta pelo ouro da Venezuela em Inglaterra. Maduro ordena investigação ao "roubo"

Nicolás Maduro, Presidente da Venezuela, ordenou uma "investigação penal" ao que denomina "o roubo de ouro venezuelano" que está depositado no Banco Central de Inglaterra. Esta é a resposta do governante depois de o Tribunal …

Hospitais da Papua-Nova Guiné recusam atender grávidas. Médico aconselha mulheres a evitar gravidez

Um obstetra da Papua-Nova Guiné aconselhou as mulheres daquele país a não engravidarem nos próximos dois anos, revelando que o medo de transmissão do coronavírus tem levado os hospitais a recusarem atender grávidas. Segundo noticiou esta …

China vai encerrar gradualmente todos os mercados de aves vivas

A China vai fechar gradualmente todos os mercados onde aves vivas são vendidas, visando reduzir os riscos para a saúde pública, informou hoje a imprensa oficial. Chen Xu, alto funcionário da Administração Estatal de Regulação do …

Em 33 anos, Amazónia perdeu 72,4 milhões de hectares de floresta. O equivalente ao território do Chile

A floresta amazónica, presente em nove países da América do Sul, perdeu 72,4 milhões de hectares de cobertura vegetal entre 1985 e 2018, uma área equivalente ao território do Chile, segundo dados divulgados na quinta-feira …

Decisão do Reino Unido é "absurda", "errada" e "desapontante"

O chefe da diplomacia portuguesa considerou hoje a decisão do Reino Unido de excluir Portugal dos “corredores de viagem internacionais” como um “absurdo”, “errada” e que causa “muito desapontamento”, trazendo ainda graves consequências económicas e …

"Peixe racista". Estátua da Pequena Sereia novamente vandalizada

A icónica estátua da "Pequena Sereia" em Copenhaga, um dos monumentos mais famosos da Dinamarca, foi novamente vandalizada, ao ter sido pintada com uma frase antirracismo, divulgou hoje a polícia dinamarquesa. “A Pequena Sereia foi vandalizada …

Itália admite segunda vaga e defende restrições a viagens

Itália abriu esta terça-feira fronteiras aos viajantes de países que não integram o espaço europeu de livre circulação Schengen, mas com restrições. O ministro da Saúde de Itália afirmou, esta quinta-feira, não poder afastar uma segunda …

Menos férias e mais dias de aulas para quem não tem exames no próximo ano letivo

O próximo ano letivo vai ter menos dias de férias e mais dias de aulas para os alunos que não tenham exames. Os alunos terão aulas presenciais e aulas à distância. O ministro da Educação, Tiago …

FC Porto revela camisola para a próxima época (e as opiniões dividem-se)

O FC Porto revelou a camisola oficial do clube para a próxima temporada. Pelas redes sociais, as opiniões dividem-se, havendo quem não esteja satisfeito com a mudança. Os adeptos portistas acordaram esta sexta-feira com a imagem …