Marítimo vs FC Porto | Marega deixa dragões a um ponto do título

O FC Porto foi à Madeira vencer o Marítimo por 1-0. Num jogo em que os “dragões” dominaram por completo as operações, em especial após a expulsão do guarda-redes Amir, aos 40 minutos, o desenrolar da partida acabou por ser muito complicada.

Apesar da esmagadora posse de bola e os muitos remates realizados, 14 deles após o descanso, foi preciso muita insistência e um canto de Alex Telles para Moussa Marega quebrar a resistência insular, já perto do final do jogo.

O resultado deixa os portistas a apenas um empate do título de campeão ou nem isso, caso ninguém saia vencedor do clássico do próximo sábado.

O Jogo explicado em Números

  • Início determinado do Porto, com 68% de posse de bola nos primeiros dez minutos, três remates, dois deles enquadrados, por Tiquinho Soares e Yacine Brahimi, com a baliza de Amir Abedzadeh.
  • Marítimo conseguiu equilibrar um pouco até aos 20 minutos, altura em que recuperou a posse de bola para certa de 40%, embora não registasse mais do que uma tentativa de alvejar a baliza, com boa direcção. No entanto, apenas Jean Cléber havia tido bola na área portista.
  • Bom jogo de Marega ante a sua antiga equipa nos primeiros 30 minutos, com quatro dribles eficazes em cinco tentativas e uma ocasião flagrante criada, desperdiçada por Soares. Mas era o guarda-redes maritimista Amir o melhor em campo nesta fase, com três defesas e outras tantas recolhas.
  • Em cima dos 40 minutos, o Marítimo continuava a dar luta ao Porto, mas sem conseguir aumentar o número de remates, contra os seis dos visitantes (três enquadrados). Mas nesse momento, o guardião Amir fez falta sobre Soares à entrada da área, quando o brasileiro estava em boa posição para marcar, e viu o cartão vermelho. Um rude golpe para a formação da casa.
  • Partida muito disputada na primeira parte, com o nulo a premiar a boa organização defensiva do Marítimo que, ainda assim, não conseguiu importunar muito Iker Casillas.
  • Os insulares realizaram três remates, apenas um enquadrado, pouco em comparação com os oito disparos portistas, três deles com a melhor direcção.
  • Os 60% de posse de bola dos “dragões” nesta fase reflectem a atitude ofensiva da equipa de Sérgio Conceição, em busca de um golo que a colocasse a um ponto apenas do título.
  • Não o conseguiu, muito por culpa da boa prestação de Amir até aos 40 minutos, altura em que viu o vermelho directo. O melhor na etapa inicial foi Brahimi, com um GoalPoint Rating de 6.2, fruto de dois passes para finalização, três dribles completos em cinco tentativas e um remate enquadrado.
  • Grande reentrada do Porto na partida, pois aos 60 minutos registava quase 80% de posse, quatro pontapés de canto e havia rematado seis vezes no segundo tempo, embora só por uma vez com boa direcção.
  • Tiquinho Soares começava a destacar-se pela negativa. Em três remates, enquadrou dois, é certo, mas por volta dos 70 minutos registava já duas ocasiões flagrantes desperdiçadas e um rating de 4.7. O melhor continuava a ser Brahimi, com quatro passes para finalização e seis dribles completos em nove tentativas.
  • Grande diferença nas estatísticas ofensivas da partida. Apesar das grandes dificuldades impostas pelos maritimistas aos portistas, os “dragões” registavam 79% de posse por volta dos 80 minutos, referentes à segunda parte, e 12 remates desde o intervalo (só dois enquadrados). Os homens da casa não fizeram qualquer remate desde os 37 minutos até esta altura.
  • O Porto realizou 19 cruzamentos de bola corrida na segunda parte (cinco na primeira parte) até perto do fim, enquanto os madeirenses não realizaram nenhum, contra os seis da primeira metade. Após a expulsão de Amir, os da casa perceberam que era hora de defender e esquecer o ataque. E fizeram-no com competência até aos 89 minutos, altura em que a resistência quebrou.
  • Na sequência de um canto de Alex Telles, Marega surgiu ao primeiro poste a desviar para o fundo da baliza. Estava feito o 1-0 e o golo que coloca os portistas a um empate do título.

O Homem do Jogo

Marega foi o jogador decisivo na partida, pelo golo que marcou, mas o melhor em campo foi Yacine Brahimi. O argelino esteve sempre muito activo e quase sempre na liderança dos GoalPoint Ratings, terminando com 7.2.

No final, o registo de quatro passes para finalização e seis dribles eficazes em nove tentativas não deixam grande margem para discussões sobre a influência na partida por parte de Brahimi, a quem faltou ser mais efectivo na hora de rematar à baliza (dois disparos, um enquadrado).

Jogadores em foco

  • Moussa Marega 7.0 – O maliano ficará na história como uma das peças mais importantes da equipa de Sérgio Conceição em 2017/18. O atacante fez o golo que decidiu o jogo na Madeira, após três remates, dois deles enquadrados. Para além disso, criou uma ocasião flagrante e concluiu seis de oito tentativas de drible.
  • Alex Telles 6.8 – Mais uma partida de grande nível por parte do brasileiro. E mais uma vez esteve decisivo no passe, ao realizar a assistência para o tento de Marega. Foi o 12º passe para golo de Alex Telles, dos 55 realizados por jogadores portistas este campeonato. E ainda registou quatro passes para finalização e dois dribles eficazes em sete.
  • Sérgio Oliveira 6.8 – O médio voltou a ser um exemplo de competência e consistência. Sérgio fez três remates, apenas um enquadrado, é certo, mas realizou dois passes para finalização, concluiu dois dribles e registou quatro desarmes.
  • Herrera 6.7 – Mais uma vez, o mexicano foi um esteio. Não esteve particularmente activo no ataque, com apenas um remate e dois passes para finalização, mas completou 55 de 62 passes, recuperou oito vezes a posse de bola e realizou cinco desarmes.
  • Pablo Santos 6.5 – Num jogo praticamente de sentido único, o central foi o melhor do Marítimo. Ao todo completou 20 acções defensivas – sete intercepções, nove alívios, quatro bloqueios de remate.

Resumo

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Não, não, não!… Marega não deixa dragões a um ponto do título! Benfica deixa FCP a um ponto do título. Melhor! Benfica entrega título ao Porto (FC)!

RESPONDER

Afinal, Vénus pode não ser tão semelhante à Terra como pensávamos

Uma nova investigação questiona a habitabilidade de Vénus, planeta que os cientistas consideram há pouco tempo numa outra investigação poder ter um clima habitável semelhante ao da Terra. De acordo com a nova investigação, cujos …

Há gelo no polo sul da Lua e pode ter muitas fontes

Um novo estudo sugere que o gelo encontrado na superfície lunar pode ter milhares de milhões de anos, além de ter surgido de diferentes fontes. O estudo, publicado recentemente na Icarus, sugere que a maioria do …

A Evolução mostra que podemos ser a única forma de vida inteligente no Universo

As reduzidas probabilidades que acompanham a nossa evolução ao longo da história podem ser uma pista que talvez sejamos a única forma de vida inteligente no Universo. Será que estamos sozinhos no Universo? Tudo se resume …

A China está a usar a educação como arma para controlar o Tibete

A China quer obrigar crianças tibetanas a abandonarem as escolas da região e mudarem-se para escolas chinesas. O objetivo, segundo uma especialista, é "tirar o tibetano da criança". A batalha geopolítica entre a China e o …

Revelada explosão violenta no coração de um sistema que alberga um buraco negro

Uma equipa de astrónomos, liderada pela Universidade de Southampton, usou câmaras de última geração para criar um filme com alta taxa de quadros de um sistema com um buraco negro em crescimento e a um …

"É altura de dizer basta". Sporting corta com as claques

O Sporting rescindiu “com efeitos imediatos” os protocolos que celebrou em 31 de julho com a Associação Juventude Leonina e com o Diretivo Ultras XXI – Associação, anunciou hoje o clube, devido à “escalada de …

Poluição atmosférica associada a abortos espontâneos

Elevados níveis de poluição atmosférica foram associados a abortos espontâneos num estudo feito com mulheres grávidas a viver e trabalhar em Beijing, na China. A China é um dos países que mais sofre com a poluição …

Empresas espanholas dominam obras públicas na ferrovia

As empresas espanholas dominam as obras públicas na ferrovia em Portugal, ascendendo a sua quota a 70%, avança o Expresso na sua edição deste sábado. Para presidente da Associação de Empresas de Construção e Obras …

Cada vez mais mulheres denunciam abusos médicos durante o parto

Um número crescente de mulheres tem vindo a denunciar casos de abuso durante o trabalho de parto. No entanto, pouco está a ser feito para mudar isto. Durante o parto, as mulheres ficam numa posição vulnerável …

Já podemos explorar "Melckmeyd", naufrágio holandês do século XVII

Nas profundezas do Oceano Atlântico, perto da costa da Islândia, encontram-se os destroços de um navio holandês que afundou há 360 anos, no qual agora podemos "mergulhar" graças a uma experiência de realidade virtual. Quando a …