Marítimo vs FC Porto | Marega deixa dragões a um ponto do título

O FC Porto foi à Madeira vencer o Marítimo por 1-0. Num jogo em que os “dragões” dominaram por completo as operações, em especial após a expulsão do guarda-redes Amir, aos 40 minutos, o desenrolar da partida acabou por ser muito complicada.

Apesar da esmagadora posse de bola e os muitos remates realizados, 14 deles após o descanso, foi preciso muita insistência e um canto de Alex Telles para Moussa Marega quebrar a resistência insular, já perto do final do jogo.

O resultado deixa os portistas a apenas um empate do título de campeão ou nem isso, caso ninguém saia vencedor do clássico do próximo sábado.

O Jogo explicado em Números

  • Início determinado do Porto, com 68% de posse de bola nos primeiros dez minutos, três remates, dois deles enquadrados, por Tiquinho Soares e Yacine Brahimi, com a baliza de Amir Abedzadeh.
  • Marítimo conseguiu equilibrar um pouco até aos 20 minutos, altura em que recuperou a posse de bola para certa de 40%, embora não registasse mais do que uma tentativa de alvejar a baliza, com boa direcção. No entanto, apenas Jean Cléber havia tido bola na área portista.
  • Bom jogo de Marega ante a sua antiga equipa nos primeiros 30 minutos, com quatro dribles eficazes em cinco tentativas e uma ocasião flagrante criada, desperdiçada por Soares. Mas era o guarda-redes maritimista Amir o melhor em campo nesta fase, com três defesas e outras tantas recolhas.
  • Em cima dos 40 minutos, o Marítimo continuava a dar luta ao Porto, mas sem conseguir aumentar o número de remates, contra os seis dos visitantes (três enquadrados). Mas nesse momento, o guardião Amir fez falta sobre Soares à entrada da área, quando o brasileiro estava em boa posição para marcar, e viu o cartão vermelho. Um rude golpe para a formação da casa.
  • Partida muito disputada na primeira parte, com o nulo a premiar a boa organização defensiva do Marítimo que, ainda assim, não conseguiu importunar muito Iker Casillas.
  • Os insulares realizaram três remates, apenas um enquadrado, pouco em comparação com os oito disparos portistas, três deles com a melhor direcção.
  • Os 60% de posse de bola dos “dragões” nesta fase reflectem a atitude ofensiva da equipa de Sérgio Conceição, em busca de um golo que a colocasse a um ponto apenas do título.
  • Não o conseguiu, muito por culpa da boa prestação de Amir até aos 40 minutos, altura em que viu o vermelho directo. O melhor na etapa inicial foi Brahimi, com um GoalPoint Rating de 6.2, fruto de dois passes para finalização, três dribles completos em cinco tentativas e um remate enquadrado.
  • Grande reentrada do Porto na partida, pois aos 60 minutos registava quase 80% de posse, quatro pontapés de canto e havia rematado seis vezes no segundo tempo, embora só por uma vez com boa direcção.
  • Tiquinho Soares começava a destacar-se pela negativa. Em três remates, enquadrou dois, é certo, mas por volta dos 70 minutos registava já duas ocasiões flagrantes desperdiçadas e um rating de 4.7. O melhor continuava a ser Brahimi, com quatro passes para finalização e seis dribles completos em nove tentativas.
  • Grande diferença nas estatísticas ofensivas da partida. Apesar das grandes dificuldades impostas pelos maritimistas aos portistas, os “dragões” registavam 79% de posse por volta dos 80 minutos, referentes à segunda parte, e 12 remates desde o intervalo (só dois enquadrados). Os homens da casa não fizeram qualquer remate desde os 37 minutos até esta altura.
  • O Porto realizou 19 cruzamentos de bola corrida na segunda parte (cinco na primeira parte) até perto do fim, enquanto os madeirenses não realizaram nenhum, contra os seis da primeira metade. Após a expulsão de Amir, os da casa perceberam que era hora de defender e esquecer o ataque. E fizeram-no com competência até aos 89 minutos, altura em que a resistência quebrou.
  • Na sequência de um canto de Alex Telles, Marega surgiu ao primeiro poste a desviar para o fundo da baliza. Estava feito o 1-0 e o golo que coloca os portistas a um empate do título.

O Homem do Jogo

Marega foi o jogador decisivo na partida, pelo golo que marcou, mas o melhor em campo foi Yacine Brahimi. O argelino esteve sempre muito activo e quase sempre na liderança dos GoalPoint Ratings, terminando com 7.2.

No final, o registo de quatro passes para finalização e seis dribles eficazes em nove tentativas não deixam grande margem para discussões sobre a influência na partida por parte de Brahimi, a quem faltou ser mais efectivo na hora de rematar à baliza (dois disparos, um enquadrado).

Jogadores em foco

  • Moussa Marega 7.0 – O maliano ficará na história como uma das peças mais importantes da equipa de Sérgio Conceição em 2017/18. O atacante fez o golo que decidiu o jogo na Madeira, após três remates, dois deles enquadrados. Para além disso, criou uma ocasião flagrante e concluiu seis de oito tentativas de drible.
  • Alex Telles 6.8 – Mais uma partida de grande nível por parte do brasileiro. E mais uma vez esteve decisivo no passe, ao realizar a assistência para o tento de Marega. Foi o 12º passe para golo de Alex Telles, dos 55 realizados por jogadores portistas este campeonato. E ainda registou quatro passes para finalização e dois dribles eficazes em sete.
  • Sérgio Oliveira 6.8 – O médio voltou a ser um exemplo de competência e consistência. Sérgio fez três remates, apenas um enquadrado, é certo, mas realizou dois passes para finalização, concluiu dois dribles e registou quatro desarmes.
  • Herrera 6.7 – Mais uma vez, o mexicano foi um esteio. Não esteve particularmente activo no ataque, com apenas um remate e dois passes para finalização, mas completou 55 de 62 passes, recuperou oito vezes a posse de bola e realizou cinco desarmes.
  • Pablo Santos 6.5 – Num jogo praticamente de sentido único, o central foi o melhor do Marítimo. Ao todo completou 20 acções defensivas – sete intercepções, nove alívios, quatro bloqueios de remate.

Resumo

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Não, não, não!… Marega não deixa dragões a um ponto do título! Benfica deixa FCP a um ponto do título. Melhor! Benfica entrega título ao Porto (FC)!

RESPONDER

E Tudo o Vento Levou… há 80 anos

E Tudo o Vento Levou celebra este domingo 80 anos de vida, marcando a data da sua estreia nos Estados Unidos. Oito décadas depois, o filme mantém-se como uma das maiores obras primas do cinema …

O problema impossível mais simples do mundo está a levar matemáticos à loucura

Matemáticos avisam os seus colegas para se manterem longe da conjetura de Collatz. No entanto, Terence Tao decidiu arriscar, e está muito perto de resolver aquele que muitos chamam de o problema impossível mais simples …

Soldados da Guerra Civil dos EUA pintavam o cabelo para ficar melhor nas fotografias

Investigadores encontraram evidências que indicam que soldados da Guerra Civil norte-americana pintavam o cabelo para ficar melhor nas fotografias. Escavações em Camp Nelson, no Kentucky, revelaram restos de um estúdio de fotografia com 150 anos, o …

Chuva, vento forte e neve. Mau tempo vai agravar-se nas próximas 48 horas

A Proteção Civil alertou este domingo para um agravamento do estado do tempo nas próximas 48 horas, com períodos de chuva, possibilidade da queda de neve nas terras alta do norte e centro e ainda …

Descoberta nova espécie de aranha-violinista no Vale do México

Cientistas identificaram, no México, uma nova espécie de aranha com um veneno que, apesar de não ser fatal, é capaz de causar necrose na pele humana. Uma equipa de cientistas da Universidade Nacional Autónoma do México …

Já sabemos sobre o que conversam os orangotangos

Um novo estudo da Universidade de Exeter, em Inglaterra, desvendou a linguagem secreta dos orangotangos, descobrindo o que significam 11 sinais vocais e 21 gestos. Os investigadores passaram dois anos a filmar mais de 600 horas …

COP25 aprovou conclusões. Não há acordo para regulação dos mercados de carbono

A cimeira da ONU sobre o clima terminou hoje em Madrid assinalando a urgência para conter as alterações climáticas, mas a mais longa cimeira sobre o clima de sempre sem chegar a acordo nos pontos …

Afinal, os deuses da Antiguidade eram às cores (e já as podemos ver)

https://vimeo.com/379277357 Nos nossos livros da escola e em museus de todo o mundo, as obras de arte da antiga Grécia e Roma não têm cores: são simples, puro e branco mármore. Mas será este apenas um mito? …

A sede do petróleo está a levar os povos indígenas do Equador à extinção

Os povos indígenas do Equador estão sob ameaça dos interesses do território em que habitam. Quase metade das reservas equatorianas de petróleo estão debaixo do Parque Nacional Yasuní. Os interesses dos políticos e dos grandes magnatas …

"Lesmas-leopardo" acasalam da forma mais espantosamente bizarra (e ninguém sabe porquê)

As "lesmas-leopardo" têm talvez o acasalamento mais intrigante e espantoso de todo o reino animal. Os biólogos ainda não conseguiram decifrar porque razão estes moluscos acasalam desta forma. Na escuridão da noite, duas grandes "lesmas-leopardo" começam …