Manuel Godinho condenado a mais dois anos de prisão suspensa por fraude fiscal

(cv) YouTube

Manuel Godinho, sucateiro de Ovar condenado no processo Face Oculta.

O empresário Manuel Godinho, principal arguido do caso Face Oculta, foi esta quarta-feira condenado a dois anos de prisão suspensa, num processo por fraude fiscal, ainda que o Tribunal de Aveiro tenha concluído que não houve prejuízo para o Estado.

Durante a leitura do acórdão, o juiz presidente do coletivo que julgou o caso disse que resultaram provados dois crimes de fraude fiscal, de que os arguidos estavam acusados, relativos à venda de duas máquinas entre duas empresas do mesmo grupo, sem que houvesse a venda de qualquer imobilizado, nem os quantitativos inscritos nas faturas fossem pagos.

A acusação referia que, desta forma, os arguidos lograram obter deduções dos montantes de IVA no valor total de 65.385 euros, mas o tribunal concluiu que a administração tributária não chegou a devolver esse montante e, em consequência, não houve prejuízo para o Estado.

Quanto às faturas relativas ao transporte de areias e de sucata, o tribunal concluiu que esses serviços foram efetivamente realizados, ao contrário do que dizia a acusação, mas não pelos valores faturados, pelo que também aqui não houve prejuízo para o Estado em termos de impostos.

Manuel Godinho foi condenado a um ano e nove meses de prisão, por cada um dos dois crimes de fraude fiscal qualificada, tendo-lhe sido aplicada, em cúmulo jurídico, uma pena única de dois anos de prisão, suspensa na sua execução por igual período.

A mesma pena foi aplicada ao seu filho João Godinho, que foi condenado pelo mesmo número de crimes.

No mesmo processo foram ainda condenados dois administradores de empresas do grupo do sucateiro a penas de um ano e nove meses de prisão suspensa, cada um.

O tribunal declarou ainda extinta a responsabilidade criminal da empresa O2, com o encerramento da liquidação da sociedade.

“É caso para dizer que a montanha pariu um rato, porque efetivamente o Estado, a autoridade tributária em causa, não sofreu qualquer prejuízo sobre estas operações que, para mim, foram todas legais e licitas”, disse aos jornalistas o advogado Paulo Martel, que defendia um dos arguidos, admitindo que pondera apresentar recurso da decisão.

Segundo o despacho de pronuncia, consultado pela Lusa, o esquema passava pela emissão de faturas entre empresas do mesmo grupo que não correspondiam a qualquer transação comercial.

O Ministério Púbico concluiu que os arguidos obtiveram vantagens fiscais indevidas em sede de IVA e IRC, no valor de 330 mil euros, relativos aos anos de 2010 e 2011.

Em 2014, Manuel Godinho foi condenado no Tribunal de Aveiro a 17 anos e meio de prisão, no âmbito do processo Face Oculta, por 49 crimes de associação criminosa, corrupção, tráfico de influência, furto qualificado, burla, falsificação e perturbação de arrematação pública.

No entanto, esta pena foi reduzida para 12 anos de prisão após vários recursos e a prescrição de alguns crimes. O sucateiro encontra-se ainda em liberdade a aguardar a decisão de um recurso para o Tribunal Constitucional.

Lusa // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Pelo menos oito mortos após golpe de Estado em Myanmar. ONG pedem embargo ao fornecimento de armas

Pelo menos oito pessoas morreram em Myanmar, como resultado da violência desencadeada após o golpe de Estado realizado pelos militares a 1 de fevereiro, segundo a Associação de Assistência aos Prisioneiros Políticos (AAPP). Até agora, o …

24 mil milhões até 2025 e 100% renovável até 2030. Eis o novo plano estratégico da EDP

A EDP apresenta esta quinta-feira o seu novo plano estratégico, comprometendo-se a investir 24 mil milhões de euros até 2025 na transição energética e anunciando o objetivo de até 2030 se tornar 100% verde. Na nota …

Manchester United e Liverpool querem Raphinha, ex-Sporting

Raphinha, antigo jogador do Sporting CP e do Vitória SC, está a ser sondado pelo Manchester United e pelo Liverpool. O brasileiro tem estado em destaque na Premier League, ao serviço do Leeds. Manchester United e …

50 deputados e menos de 100 pessoas na sala. Posse de Marcelo segue modelo do 25 de Abril

Marcelo Rebelo de Sousa vai tomar posse como Presidente da República, no parlamento, no dia 9 de março, numa cerimónia em que apenas estarão presentes 50 dos 230 deputados e menos de 100 pessoas no …

Depois de um conselho nacional tenso, líder do CDS reúne-se com a bancada parlamentar

O líder do CDS vai reunir-se, esta quinta-feira, com os cinco deputados centristas para dialogarem sobre a articulação entre a direção e a bancada parlamentar. Tal como recorda o jornal Público, esta reunião de trabalho acontece depois …

Enquanto Flamengo afasta regresso de Jorge Jesus, o "Galo" vem ao ataque

O treinador benfiquista afasta o cenário de uma saída precoce do Estádio da Luz. O Flamengo rejeita o regresso de Jorge Jesus, enquanto o Atlético Mineiro manifesta o seu interesse. Jorge Jesus foi categórico: "Não vou …

"Ihor gritava como um cão atropelado". Seguranças contam nova versão em tribunal

O segurança Manuel Correia testemunhou esta quarta-feira que “ouviu gritos” de Ihor Homeniuk vindos de uma sala do SEF no aeroporto de Lisboa e que encontrou um dos inspetores com um pé em cima da …

Dos pés de Cancelo para a cabeça de Bernardo Silva. City ganha na Champions com um golo 100% português

Os internacionais portugueses João Cancelo e Bernardo Silva foram fundamentais para a vitória do Manchester City sobre o Borussia Monchengladbach (2-0), na primeira mão dos oitavos da Liga dos Campeões, com ação direta nos dois …

"População não interiorizou a gravidade da situação". Depois de Siza, Cabrita aponta o dedo aos portugueses

Num relatório sobre a aplicação do decreto do estado de emergência na segunda quinzena de janeiro, Eduardo Cabrita justifica o fecho das escolas e o fim das vendas ao postigo, culpando a população pelas decisões …

Esta época há menos 500 clubes. "É o drama absoluto", diz presidente da FPF

Esta época há menos 500 clubes em comparação com a temporada transata. O presidente da FPF, Fernando Gomes, classifica a situação de "drama absoluto". A pandemia de covid-19 e a consequente interrupção das competições foi um …