Revelada dieta dos humanos de há 30 mil anos

(dr) Darren Curnoe

Duas mandíbulas humanas. O maxilar superior tem 30.000 anos e a mandíbula inferior tem 11.000 anos.

Um estudo recente, sobre a morfologia dos fósseis de mandíbulas humanas do período Pleistoceno Superior, sugere que os principais alimentos da época no Sudeste Asiático eram carnes secas e folhas de palmeira.

Três mandíbulas humanas podem fornecer uma nova visão sobre a dieta dos caçadores do Pleistoceno Superior em Bornéu, no Sudeste Asiático, de acordo com um estudo publicado este mês na PLOS One.

Pouco se sabe sobre as primeiras populações de caçadores que viviam na ilha do Sudeste Asiático, dado que os restos mortais humanos do Pleistoceno Superior – início do Holoceno  eram extremamente raros. As cavernas de Niah, no nordeste de Bornéu, foram identificadas como um local promissor no que diz respeito aos primeiros humanos que moravam nessa região.

Três mandíbulas humanas foram encontradas durante escavações no sítio arqueológico de Niah, na Malásia, em 1957. Agora, Darren Curnoe, investigador da Universidade de New South Wales, na Austrália, e os seus colegas examinaram esses achados.

Através de técnicas de datação por séries de urânio, os investigadores estimam que uma das mandíbulas tem entre 28 e 30.000 anos, enquanto que as outras duas têm, pelo menos, 11.000 e 10.000 anos, respetivamente.

A mandíbula mais antiga era mais pequena e mais robusta em comparação com as outras mandíbulas do Pleistoceno Superior. Isso sugere que a mandíbula estava sujeita a um certo esforço que poderá ter sido causado pelo consumo de carnes secas ou folhas de palmeira duras, uma dieta anteriormente identificada nas cavernas de Niah.

“Aparentemente, os primeiros humanos modernos adaptaram-se a uma vida difícil nas florestas tropicais, com os seus corpos muito pequenos e as mandíbulas sólidas para mastigar alimentos muito duros”, explicou o autor principal principal do estudo.

Os cientistas envolvidos nesta investigação defendem que o seu estudo ajuda a fornecer informações sobre a dieta que era seguida pelos humanos que vivam nas florestas tropicais do Sudeste Asiático naquela época.

Através do consumo de alimentos vegetais crus e carnes secas, os caçadores que viviam nesta região podem ter-se adaptado ao ambiente economicamente desafiador, salientam. “Este estudo diz-nos muito sobre os desafios enfrentados pelos primeiros humanos que viveram na ilha do Sudeste Asiático.”

ZAP // EurekAlert

PARTILHAR

RESPONDER

Convívio deve ser limitado às pessoas com quem se vive, apela DGS

A diretora-geral da Saúde apelou aos portugueses, esta segunda-feira, na conferência de imprensa sobre a evolução da pandemia em Portugal, para limitarem os contactos físicos às pessoas com quem vivem. "Ao conviver em presença com familiares …

"Lembranças da Lua." China prepara missão para recolher amostras do solo lunar

A China vai fazer a primeira tentativa desde os anos 70 de ir à Lua recolher rochas. A missão ficará a cargo da Chang'e 5, que será lançada esta terça-feira. A Chang'e 5 vai realizar a …

Hotéis já podem ser usados como escritórios e centros de dia

Os estabelecimentos hoteleiros, de turismo de habitação e resorts já estão autorizados a serem temporariamente usados como escritórios, showrooms e centros de dia, segundo o decreto-lei publicado em Diário da República. O diploma publicado no domingo, …

Bolsonaro critica "ataques injustificados" sobre a desflorestação da Amazónia

O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, considerou durante a cimeira virtual do G20, que as críticas sobre o aumento da desflorestação são "ataques injustificados" e "demagógicos" que surgem de países "menos competitivos". “Eu apresento factos, dados …

Dois novos casos de legionella diagnosticados no Grande Porto

Mais duas pessoas foram diagnosticadas com legionella, esta segunda-feira, na região do Grande Porto, elevando para 87 o número de casos identificados desde o início do surto. Fonte da Administração Regional de Saúde do Norte (ARS-Norte) …

Reformaram-se 1.649 professores este ano. É o valor mais alto desde 2013

Este ano, reformaram-se mais 1.649 professores em Portugal continental. É o valor mais alto dos últimos sete anos. De acordo com o Correio da Manhã, entre janeiro e dezembro deste ano, aposentaram-se 1.649 professores em Portugal …

Já foram assassinadas 30 mulheres este ano, metade por violência doméstica

O Observatório das Mulheres Assassinadas (OMA) contabilizou 30 mulheres assassinadas entre 1 de janeiro e o dia 15 de novembro, 16 das quais em contexto de relações de intimidade, um valor abaixo das 21 registadas …

Netanyahu terá visitado Arábia Saudita (e reunido com Mike Pompeo e o príncipe herdeiro em segredo)

O primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, terá viajado no domingo em segredo à Arábia Saudita para se encontrar com o príncipe herdeiro saudita Mohammed bin Salman, divulgaram esta segunda-feira vários meios de comunicação de Israel. De acordo …

Arguidos no processo da queda da árvore na Madeira vão a julgamento

O Tribunal da Comarca da Madeira decidiu, esta segunda-feira, após a fase de instrução, levar a julgamento os dois arguidos no caso da queda da árvore no Funchal que, em agosto de 2017, provocou a …

Ausência de máscara na via pública dá multa a pelo menos 7 pessoas por dia

Entre 28 de outubro e 16 de novembro, a GNR e a PSP aplicaram 825 coimas por incumprimento relativo ao uso de máscara, sendo que mais de 130 foram por falta dela na via pública. De …