Maior radio-telescópio alguma vez construído vai fazer mapa 3D do universo

skatelescope.org

Conceito artístico do conjunto de telescópios do SKA em acção durante a noite

Uma equipa de cientistas vai usar o maior radio-telescópio alguma vez construído para tentar uma tarefa de magnitude quase inimaginável: fazer um mapa a três dimensões dos milhares de milhões de galáxias que formam o universo.

Uma equipa internacional de astrofísicos está a planear traçar um mapa tridimensional do Universo conhecido, usando o Square Kilometre Array, SKA, um novo telescópio assim baptizado devido à área total ocupada pelas antenas de satélite usadas pelo projeto, na Austrália e na África do Sul.

O SKA não monitoriza as emissões de luz como os telescópios convencionais – o gigantesco radio-telescópio recolhe a radiação fraca emitida pelo hidrogénio, o elemento químico mais comum do universo.

Por essa razão, os cientistas dizem que o telescópio será capaz de “visualizar” qualquer local do cosmos, fornecendo um retrato da forma do universo, algo que nunca foi conseguido antes.

“Vamos poder percorrer o mapa e ver as galáxias à medida que passamos por elas, entender como o gás é distribuído nos seus interiores e aprender como se formam as estrelas”, explica à BBC o astrofísico Matt Jarvis, da Universidade de Oxford, na Grã-Betanha.

“Com este retrato vamos poder entender o efeito dos buracos negros, e como funcionam a energia e a matéria escuras”, antecipa o cientista.

WMAP / NASA

Energia negra: uma possível causa para a aceleração da taxa de expansão do universo?

Leis da física

Os astrofísicos dizem que o mapa também ajudará a testar as leis fundamentais da física, incluindo modelos como a Teoria da Relatividade de Einstein, ou até mesmo a procurar vida extraterrestre.

A vantagem do SKA sobre os telescópios convencionais é a velocidade com que rastreia os céus, o que permite que os cientistas monitorizem as datas de emissões da radiação, o que fornece não apenas a posição de um corpo celeste, mas também sua distância.

Por outro lado, a desvantagem do SKA é que gera uma imagem com resolução muito menor do que as produzidas com as técnicas baseadas nas emissões de luz.

“Ao observar mil milhões de galáxias em duas datas diferentes, com dez anos de diferença, o SKA poderá medir directamente a expansão do universo”, diz o físico Hans-Rainer Klöckner, do Instituto Max-Planck, na Alemanha.

Como a expansão cósmica ocorre numa escala de tempo bastante maior do que a escala do tempo de uma vida humana, ser capaz de a medir seria considerado uma “grande proeza técnica“, diz Klöckner.

ZAP / BBC

PARTILHAR

RESPONDER

Disney+ alerta para estereótipos racistas. Filmes clássicos com avisos sobre "maus tratos"

Embora já exibisse mensagens padrão desde o ano passado, a nova plataforma de vídeo Disney+ mostra agora um aviso, que não pode ser passado à frente, no início de vários filmes clássicos - como Dumbo …

Curados da covid-19 continuam com sintomas meses depois de terem contraído o vírus

Um estudo da Universidade de Oxford indica que 64% dos pacientes hospitalizados com o novo coronavírus apresenta falta de ar 2 a 3 meses depois de serem infetados. E quase 40% tem sintomas de depressão. Já …

Portugal vai estar no Mundial sub-20 (sem jogar o apuramento)

Todas as fases do Europeu sub-19 foram canceladas e a seleção portuguesa foi uma das eleitas para participar no Mundial do próximo ano. Portugal já sabe que vai estar na fase final do Mundial sub-20 (se …

Novos implantes cardíacos podem salvar 10 mil vidas por ano

O chamado envelope antibiótico envolve o implante cardíaco e previne infeções no paciente. Por ano, morrem cerca de 10 mil pessoas devido a infeções geradas pelo implante. O pacemaker é um pequeno aparelho que é colocado …

Banda dá concerto com músicos e público envoltos em bolhas de plástico para evitar contágio

A banda norte-americana Flaming Lips utilizou bolhas insufláveis ​​de tamanho humano num concerto em Oklahoma, uma solução para proteger os músicos e o público do novo coronavírus, enquanto tenta encontrar uma forma segura para atuar …

EUA. Especialista diz que as próximas semanas "vão ser as mais negras de toda a pandemia"

Um especialista em doenças infecciosas disse que no caso dos Estados Unidos, as próximas seis a 12 semanas vão ser as mais negras de toda a pandemia de covid-19. Michael Osterholm, diretor do Centro de Investigação …

Chelsea inscreve... Petr Cech

Antigo guarda-redes poderá voltar aos relvados nesta época, embora seja pouco provável, para já. Petr Čech entrou em campo pela última vez em maio de 2019, há quase um ano e meio. Já tinha anunciado a …

Disparos de satélites e naves do Star Trek? Relatório revela como seria uma guerra no Espaço

A criação da Força Espacial dos Estados Unidos evocou todos os tipos de noções fantasiosas sobre o combate no Espaço. Assim, um novo relatório explica o que é física e praticamente possível quando se trata …

Japão prepara-se para lançar água tratada de Fukushima no mar

O Japão vai libertar mais de um milhão de toneladas de água tratada da usina nuclear de Fukushima no mar, numa operação que levará cerca de 30 anos para ficar concluída. Ambientalistas e pescadores locais …

Turismo de mergulho? Submarino da "frota perdida" de Hitler aguarda o seu destino no fundo do Mar Negro

Coberto por “redes fantasmas” deixadas por pescadores, os destroços de um submarino U-20 enviado para o Mar Negro pela Alemanha nazi tornou-se recentemente tema de um documentário produzido na Turquia. Localizado a uma profundidade de 20 …