/

Macedónia N. 0-3 Países Baixos | Laranja garante pleno

A seleção da Macedónia do Norte ainda deu luta, na primeira parte, aos Países Baixos, na última jornada do grupo C do Euro2020 de futebol, mas perdeu naturalmente por 3-0, face à supremacia da seleção ‘laranja’.

A equipa dos Países Baixos, que partiu para esta partida com o primeiro lugar assegurado, enquanto a Macedónia do Norte tinha o destino traçado com o afastamento da prova, sentiu ainda alguma resistência na primeira parte, mas na segunda superiorizou-se de forma concludente e o resultado podia ter tido foros de goleada pesada.

O selecionador holandês, Frank de Boer, mostrou respeito pelo adversário ao proceder a muito poucas alterações à equipa titular no jogo anterior, com as entradas de Gravenberch e Malen, em detrimento de De Roon e Weghorst, mas a equipa encarou o jogo de forma mais descontraída.

A verdade é que a Macedónia do Norte se expôs muito aos contra-ataques holandeses, ao assumir o jogo e ao atacar com muitas unidades, com os laterais bem abertos a darem profundidade pelos flancos, e a verdade é que antes do primeiro golo holandês tiveram um remate de Trycovski ao poste com estrondo que quase os deixava na frente do marcador.

Superioridade incontestada

Os Países Baixos encerraram o Grupo C com mais uma vitória, desta feita por 3-0 sobre a Macedónia do Norte, registando três triunfos e nove pontos, e dominando por completo o agrupamento. Os macedónios ainda ameaçaram na primeira parte, mas a maior qualidade neerlandesa ditou leis. Memphis Depay e Wijnaldum (2) fizeram os golos.

Vantagem dos Países Baixos ao intervalo, mas não foi um jogo fácil para a “laranja”, que viu um golo ser anulado aos macedónios e estes ainda acertaram uma vez no poste, terminando com o mesmo número de disparos dos neerlandeses. A diferença esteve nos enquadrados e na facilidade em somar acções com bola na área contrária.

Resignada, a Macedónia do Norte deixou de ser tão perigosa na segunda parte, e os Países Baixos aceleraram e fizeram mais golos, graças a uma continuada facilidade em criar lances de ataque, desta feita com maior qualidade na finalização.

E o resultado poderia ter sido até mais dilatado, num encontro que ficou marcado pela despedida de Goran Pandev da selecção, substituído para os aplausos de todo o estádio.

Melhor em Campo

Num jogo em que os Países Baixos criaram muitos lances de ataque, a Macedónia do Norte nunca conseguiu lidar com a velocidade e imprevisibilidade de Memphis Depay, que foi o MVP com um GoalPoint Rating de 8.3.

O novo jogador do Barcelona marcou um golo, fez uma assistência, um passe de ruptura, somou oito passes ofensivos valiosos, completou as três tentativas de drible e registou dez acções com bola na área contrária.

Destaques da Macedónia do Norte

Stole Dimitrievski 7.1 – Já havia sido MVP na segunda jornada ante a Ucrânia e voltou desta feita a ser o melhor da sua selecção. O guarda-redes somou quatro defesas, duas a remates na sua grande área, uma a disparo a menos de oito metros, e ainda fez três lançamentos longos eficazes.

Stefan Ristovski 6.4 – Grande jogo do ex-“leão”, dono de nove passes aproximativos, quatro conduções aproximativas, 13 recuperações de posse (máximo do jogo), três desarmes e cinco intercepções.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Destaques dos Países Baixos

Daley Blind 7.7 – Jogo tremendo do central, que somou o máximo de passes certos (93 em 101), sete passes longos setes em nove, 16 passes aproximativos, o máximo de acções com bola (116), dois bloqueios de remate e dez recuperações de posse.

Wijnaldum 7.6 – O novo jogador do PSG bisou e já leva três golos neste EURO 2020. Dos três remates que fez enquadrou dois, assinou cinco acções com bola na área contrária e três desarmes.

Resumo

ZAP // Lusa / GoalPoint

 


CLASSIFICAÇÃO DO GRUPOCalendário de Jogos patrocinado por Solverde

Calendário de jogos no Especial ZAP Euro 2020


Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.