Luís Filipe Vieira suspenso por 60 dias

Manuel de Almeida / Lusa

Luís Filipe Vieira

O presidente do Benfica foi esta quarta-feira suspenso por 60 dias, anunciou o Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol.

De acordo com o comunicado do Conselho de Disciplina, que tomou a decisão na reunião de terça-feira, Luís Filipe Vieira foi punido com base no artigo 136.º, por “lesão da honra e da reputação” contra “os membros dos órgãos da estrutura desportiva, elementos da equipa de arbitragem, dirigentes, jogadores, demais agentes desportivos ou espetadores”.

Além da suspensão de 60 dias, o líder dos encarnados foi ainda multado em 3.145 euros, pelos factos ocorridos no encontro com o Vitória de Setúbal (1-1), da segunda jornada da I Liga, no final do qual Vieira terá confrontado João Ferreira, membro do Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol.

O Benfica já anunciou que vai recorrer para o Tribunal Arbitral do Desporto (TAD) da suspensão, considerando que o acórdão do Conselho de Disciplina contém “erros graves”.

“No entendimento da Benfica SAD e do seu Presidente do Conselho de Administração, o acórdão do Conselho de Disciplina da FPF [Federação Portuguesa de Futebol] revela erros graves e notórios na apreciação da prova, valorizando quase em exclusivo o depoimento de uma das testemunhas em detrimento das demais arroladas quer pela própria acusação, quer pela defesa”, pode ler-se no comunicado que o Benfica divulgou no seu site oficial.

O clube da Luz faz saber que irá recorrer para o TAD, confiando que “a anterior jurisprudência desse tribunal superior se confirme e se obtenha a anulação da decisão da Federação Portuguesa de Futebol” e denuncia que o acórdão do CD sancionou Luís Filipe Vieira com 60 dias de suspensão ainda que tenha dado “como não provadas as declarações iniciais que deram origem ao processo disciplinar”.

O Benfica considera inaceitável que a valoração da prova “não se tenha detido na razão de ciência sobre a qual as testemunhas depuseram” e tenha entrado “no domínio da idoneidade das mesmas, ao ponto de considerar impossível e uma contradição lógica inultrapassável” a presença de duas testemunhas em simultâneo atrás do presidente da Benfica SAD numas escadas de acesso ao átrio da tribuna presidencial.

No comunicado, o presidente do Benfica reitera, agora publicamente, que “em nenhum momento proferiu quaisquer expressões injuriosas ou grosseiras, nem mesmo aquela – a única, diga-se – que sustenta a condenação vinda de referir, ou seja, a de que o árbitro do jogo em causa tinha roubado três penáltis ao Benfica na época passada” e confirma tão só que “questionou os critérios do Conselho de Arbitragem da FPF que haviam determinado a nomeação de tal árbitro”.

Luís Filipe Viera faz notar ainda que as suas observações foram feitas “num espaço reservado, com urbanidade, sem qualquer grosseria ou gestos menos próprios, e fora do espaço público – ao invés do que tem sido conduta dominante nos últimos tempos por parte de outros dirigentes”.

“O acórdão do CD da FPF desvalorizou de todo – e sem qualquer razão que o fundasse – a circunstância pública e manifesta de o árbitro em causa ter sido reincidente numa atuação infeliz em mais um jogo em que foi interveniente a equipa do Benfica”, lê-se no comunicado, recordando que o mesmo juiz foi avaliado negativamente com 2,5 e esta época com 7,9, notas que “traduzem em ambos os casos, segundo os critérios objetivos de avaliação, a existência de erros graves com influência no resultado”.

Desta forma justifica o Benfica, no seu comunicado, a indignação de Luís Filipe Vieira e a razão exclusiva pela qual questionou o Vogal do Conselho de Arbitragem da FPF sobre os critérios da sua nomeação logo na segunda jornada da presente edição da Liga.

Ainda que se tenha “surpreendido e indignado” com o castigo que lhe foi aplicado, o presidente do Benfica saúda a celeridade com que a Comissão de Instrutores da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LFFP) e o CD da FPF trataram este processo e deseja “com veemência que esse princípio de atuação célere seja aplicado a todos os casos pendentes e para todas as ocorrências e declarações que todos os dias têm sido testemunhadas ou denunciadas na Liga”.

A concluir, a Benfica SAD e o seu presidente dizem aguardar com a mesma serenidade e urbanidade até hoje invariavelmente demonstradas, que sejam proferidas decisões disciplinares – quaisquer que elas sejam – para as participações que efetuou a 30 de novembro de 2015, ao abrigo das quais se “denunciaram factos que podem consubstanciar infrações muito graves no plano do atentado à ética desportiva, da ofensa da honra e consideração do Benfica e de vários agentes desportivos intervenientes nas competições profissionais”.

ZAP / Lusa / Futebol 365

PARTILHAR

RESPONDER

"Parasitas" vai ter uma série na HBO. E já são conhecidos dois nomes do elenco

A produção sul-coreana de Bong Joon Ho, especialmente condecorada pela Academia, merece agora uma adaptação para a televisão pelas mãos da HBO. A série televisiva de "Parasitas" foi anunciada em janeiro e a produção está encarregue …

O carregador do seu smartphone é mais potente do que o computador da Apollo 11

Não restam dúvidas de que a informática deu um passo gigante em termos de evolução nos últimos 50 anos. Agora, um engenheiro de software descobriu que até mesmo o carregador do seu smartphone é mais …

Tribunal suspende construção da Gigafactory na Alemanha

Um tribunal alemão ordenou à Tesla, este domingo, a suspensão das obras da sua fábrica "Gigafactory" por questões ambientais. Em novembro do ano passado, Elon Musk, presidente executivo da Tesla, anunciou que a Alemanha tinha sido …

Novos semáforos da Índia ficam vermelhos quando os condutores buzinam

A Polícia de Mumbai, na Índia, instalou detetores de ruído em vários semáforos de cruzamentos importantes da cidade, visando reduzir a poluição sonora. Agora, quanto mais os condutores buzinam, mais tempo a luz se mantém …

Polícia de Hong Kong procura autores de roubo de papel higiénico

Um camião que transportava papel higiénico foi, esta segunda-feira, alvo de um assalto à mão armada em Hong Kong, onde a escassez do produto motivou uma corrida ao comércio local. As autoridades informaram que um motorista …

Centeno considera gravações de Varoufakis "politicamente lamentáveis"

O presidente do Eurogrupo considerou, esta segunda-feira, a atitude do antigo ministro das Finanças grego, que gravou reuniões do fórum de ministros das Finanças da zona euro, "politicamente lamentável". "Honestamente, não tenho comentários a fazer sobre …

Elton John obrigado a interromper concerto devido a crise de pneumonia

O cantor britânico foi obrigado a interromper um concerto, na Nova Zelândia, devido a um diagnóstico de pneumonia atípica. No último domingo, o cantor britânico Elton John interrompeu um concerto no Auckland’s Mount Stadium, na Nova …

Tancos. Coronel da GNR nega pacto de silêncio

O ex-diretor de investigação criminal da GNR disse, esta segunda-feira, desconhecer qualquer pacto de silêncio com a Polícia Judiciária Militar que envolvesse a colaboração na investigação do furto das armas de Tancos. Na sessão desta segunda-feira …

Anel de curso perdido nos EUA encontrado 47 anos depois na Finlândia

Um anel de curso de um liceu nos Estados Unidos, perdido em 1973, foi agora descoberto numa floresta da Finlândia. De acordo com o The Guardian, Debra McKenna perdeu o anel de curso do marido em …

Apresentadas mais de 50 queixas contra post de André Ventura sobre Joacine Katar Moreira

A Comissão para a Igualdade e Contra a Discriminação Racial (CICDR) já recebeu mais de 50 queixas devido à publicação na qual o deputado do Chega sugeria devolver Joacine Katar Moreira ao seu país de origem. Em …