Luigi di Maio deixa liderança do Movimento 5 Estrelas

Alessandro di Meo / EPA

Luigi di Maio, líder do Movimento 5 estrelas

O líder do Movimento 5 Estrelas (M5S) demitiu-se da liderança, esta quarta-feira, e apelou a uma refundação do partido italiano, que atravessa uma crise interna e uma série de maus resultados em eleições regionais.

Luigi Di Maio, líder do movimento antissistema há pouco mais de dois anos, separou contudo os destinos do partido dos do país, afirmando que o Governo de coligação entre o M5S e os socialistas, no qual é ministro dos Negócios Estrangeiros, “deve continuar”.

“Está na altura de esta esplêndida criatura chamada M5S se refundar. Hoje chega ao fim uma era […] Cumpri o meu dever”, disse a um grupo de apoiantes no Templo de Adriano, em Roma, visivelmente emocionado.

“Trabalhei para fazer o Movimento crescer e para o proteger […], por vezes fazendo escolhas difíceis e incompreensíveis. […] Temos muitos inimigos, […] mas nunca nenhuma força política foi derrotada de fora. Os piores inimigos são aqueles que trabalham internamente não para o grupo mas para si”, acusou Di Maio, citado pela agência Ansa.

Luigi di Maio, 33 anos, foi eleito líder em setembro de 2017 com 82% dos votos dos militantes. O nome do senador Vito Crimi, vice-ministro do Interior, é apontado como o mais provável sucessor de Di Maio na liderança, até à próxima assembleia-geral do M5S, prevista para março.

O M5S atravessa atualmente uma crise interna, que levou à saída e/ou expulsão do partido de 31 deputados desde o início da legislatura, em março de 2018.

O partido tem registado também uma significativa queda nas sondagens, contando atualmente com cerca de 15% de intenções de voto, contra 33% de votos obtidos nas últimas legislativas (2018).

Fundado em 2009 pelo humorista Beppe Grillo, o M5S perdeu muita popularidade na sequência do acordo de Governo que fez com a Liga (extrema-direita) de Matteo Salvini, que levou ao afastamento da ala esquerda do partido.

Nos últimos meses, e depois da aliança governamental com os socialistas do Partido Democrático (PD), foi a ala direita do partido que se afastou.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Maria de Belém, Paulo Macedo, Adalberto Campos Fernandes. Marcelo chama seis ex-ministros a Belém

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, vai chamar a Belém seis ex-ministros do setor para falar sobre a resposta da Saúde durante a pandemia. De acordo com o semanário Expresso, Marcelo Rebelo de Sousavai …

Pai de Rosa Grilo constituído arguido por suspeita de favorecimento pessoal

O pai de Rosa Grilo, Américo Pina, foi esta quarta-feira constituído arguido num segundo processo relacionado com a morte do triatleta Luís Grilo. Segundo o jornal Público, a notícia foi confirmada por fonte próxima do processo, …

NOS e Vodafone vão partilhar equipamentos de redes móveis

A NOS e a Vodafone fecharam acordos com vista à partilha de infraestruturas e equipamentos de rede móvel, abrangendo as tecnologias 2G, 3G e 4G. A NOS e a Vodafone anunciaram um acordo de partilha de …

Eutanásia começa a ser discutida. Deputados consideram pergunta "confusa" e "não" é quase certo

A discussão sobre a eutanásia começa hoje no Parlamento e estende-se até sexta-feira. A proposta, que conta com o apoio da Igreja Católica, deve ser chumbada, tendo em conta os sentidos de voto já conhecidos, mas …

Cabrita mantém auditoria sobre falhas na GNR e PSP em segredo

A auditoria "Cartografia de Risco", feita pela Inspeção-Geral da Administração Interna (IGAI) que detetou falhas na formação e organização na GNR e na PSP, continua em segredo no gabinete do ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita. Em …

Assassino publicou áudio a dizer que "vingou o profeta". Pai de aluna e dois menores podem ter sido cúmplices

O assassino do professor francês que mostrou caricaturas de Maomé numa aula divulgou uma mensagem de áudio nas redes sociais em que dizia ter vingado o profeta, após publicar uma fotografia da sua vítima, avança …

Avanços e ajustamentos em pezinhos de lã. Sem certezas, Governo tenta aproximar-se à esquerda

A tensão entre o PS e a esquerda já dura há duas semanas. O Governo já fez algumas cedências em troca do "sim" dos parceiros, mas falta a análise que tarda em chegar. Fonte do Governo …

"Bazuca" dá mais mil milhões para "revolução" nos transportes de Lisboa e Porto

O ministro do Ambiente e da Ação Climática, João Pedro Matos Fernandes, diz que estamos perante uma "revolução" que vai mudar muito a circulação das pessoas em Lisboa e no Porto. O dinheiro vindo da União …

"Médicos pela Verdade". Ordem abre processo contra movimento que desvaloriza gravidade da covid-19

A Ordem dos Médicos abriu processos disciplinares a 7 médicos do movimento Médicos pela Verdade, grupo que desvaloriza a gravidade da covid-19 e se mostra contra o uso generalizado de máscaras e de testes de …

"Esta é a crise das nossas vidas". Vieira da Silva diz que chumbo do OE seria "dificilmente compreensível"

O ex-ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, José António Vieira da Silva, elogiou, em entrevista ao jornal ECO, a proposta para Orçamento de Estado para 2021 (OE2021) e disse que seria "estranho" que não …