Lockheed Martin revela projecto para levar humanos à Lua em 2024

Lockheed Martin

Conceito artístico do programa lunar da Lockheed Martin

O veículo em questão tem dois elementos: um módulo de aterragem, capaz levar os astronautas até ao solo lunar, e um veículo de subida para os trazer de volta da superfície da Lua.

Para ajudar a NASA a atingir a sua meta de voltar à Lua até 2024, a Lockheed Martin está a desenvolver o Lander Lockheed, um novo veículo lunar tripulado. O projecto tem como objectivo levar o Homem de volta à Lua, e, se tiver os recursos necessários, diz a empresa aeronáutica norte-americana, poderá estar concluído nos próximos anos.

O veículo em causa tem dois elementos: um módulo de aterragem, capaz levar os astronautas até ao solo lunar, e um veículo de ascensão para os trazer de volta da superfície da Lua. A sonda lunar deverá partir do local para a estação espacial Gateway, que a NASA pretende construir em órbita da Lua.

“Vamos precisar de recursos para fazer isto acontecer, e vamos ter que trabalhar de forma diferente”, disse Lisa Callahan, vice-presidente de programas e CEO da Lockheed Martin, durante uma conferência de imprensa. “Mas acho que é realmente viável e estamos super animados com o projecto.”

A principal vantagem do novo conceito do Lander Lockheed é que a empresa não está a construir o veículo completamente do zero. Alguns dos elementos necessários foram desenvolvidos para a Orion, cápsula espacial em que a Lockheed está a trabalhar há quase dez anos.

NASA

Conceito artístico da Orion, a nave espacial da Lander Lockheed

Alguns dos elementos da Orion, explica a empresa, vão ser usados no novo módulo. “Este é o nosso grande trunfo: construir a partir do que já temos”, diz Mike Hawes, vice-presidente e director de projecto da Orion na Lockheed Martin.

A primeira fase é a velocidade“, diz o administrador da NASA, Jim Bridenstine. “Queremos ter os pés na Lua o mais rápido possível. Não queremos desviar nada desse objectivo, e estamos a livrar-nos de qualquer coisa que seja uma distracção.”

Mas para que a Lockheed consiga lançar o seu módulo é necessário que a NASA termine a construção da estação orbital Gateway até 2024 — outro objectivo ambicioso que parece mais fácil de conceptualizar do que de concretizar em tão curto espaço de tempo.

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Director nacional da PJ defende "recompensa garantida" para Rui Pinto

O director nacional da Polícia Judiciária (PJ), Luís Neves, realça a colaboração de Rui Pinto como tendo sido essencial para apurar a "verdade material" no caso de pirataria informática que o envolve e defende, por …

Lufthansa aceita condições do resgate. Vai ceder aviões e perder "slots"

O Governo da Alemanha e a Comissão Europeia (CE) chegaram a um acordo sobre o resgate da Lufthansa e que poderá evitar a falência da companhia aérea, anunciaram, na sexta-feira, fontes próximas das negociações e …

Chipre vai pagar despesas das férias a turistas que ficarem infetados no país

O Chipre vai pagar o custo das férias aos turistas que testaram positivo depois de viajarem para o país. Entre as despesas está o alojamento, a alimentação e os medicamentos. O Chipre comprometeu-se a pagar todas …

Tribunais vão vender máscaras a um euro. "É uma margem de lucro de 45 por cento"

Os tribunais vão ter máscaras cirúrgicas à venda para advogados e testemunhas, de modo a garantir que podem entrar nas salas de audiência a partir de quarta-feira, dia em que a Justiça retoma as sessões …

Julgamento BES. Ministério Público acredita que provas da Suíça ainda podem ser utilizadas

O jornal Público escreve este sábado que os procuradores do Ministério Público (MP) acreditam ainda ser possível utilizar os elementos solicitados nas cartas rogatórias enviadas às autoridades suíças no julgamento do caso BES. O Ministério …

Salários mais baixos podem passar a ter lay-off pago a 100%

O Governo está a estudar a possibilidade de o regime de lay-off, desenhado especificamente para o contexto da pandemia de covid-19, passar a ser pago na sua totalidade (100%) para quem tem salários mais baixos. …

Bronca na Liga. Contestação adia 5 substituições e o Marítimo recusa assinar Plano de Retoma

Após dois dias intensos de reuniões, foi aprovado o Plano de Retoma do campeonato nacional para a disputa das últimas 10 jornadas da época 2019/2020. Mas apenas 17 clubes o assinaram. O Marítimo recusou fazê-lo, …

Igreja perdeu 50 milhões de euros com a pandemia (e há dioceses em lay-off)

Ao cabo de dois meses de paragem por causa da pandemia de covid-19, as missas regressam, neste sábado, mas com regras novas para evitar a propagação do coronavírus. Uma paragem que resultou num "prejuízo" de …

Reabertura de ATL adiada para 15 de junho. Creches arrancam segunda-feira (sem apoios para os pais)

As Atividades de Tempos Livres (ATL) não integradas em estabelecimentos escolares só poderão voltar a funcionar a partir de 15 de junho, duas semanas depois daquilo que estava inicialmente previsto. O anúncio foi feito pelo primeiro-ministro, …

Governo britânico vai continuar a pagar 80% dos salários durante mais três meses

O Governo britânico vai continuar a pagar durante mais três meses 80% do salário de trabalhadores em lay-off devido à pandemia de covid-19, e reduzir gradualmente o valor até ao fim do sistema, em outubro. O …