Livro de Valter Hugo Mãe foi recomendado ao 3ºciclo por “lapso informático”

Rita Rocha / Facebook

O escritor Valter Hugo Mãe

O escritor Valter Hugo Mãe

O romance “O Nosso Reino”, de Valter Hugo Mãe, que gerou polémica pelas passagens de cariz sexual, sairá das leituras recomendadas no 3.º ciclo pelo Plano Nacional de Leitura para constar apenas no secundário, disse esta segunda-feira o comissário.

“Não está em causa a sua qualidade literária, o que houve foi um problema de inserção na lista. O livro entrou no 3.º ciclo por lapso, porque foi escolhido para o secundário”, disse à Lusa Fernando Pinto do Amaral, comissário do Plano Nacional de Leitura (PNL).

São centenas de livros e dezenas de listas que integram o PNL, pelo que é normal que ocorram erros deste tipo, explicou o responsável, exemplificando com um caso semelhante que aconteceu há uns anos com um livro da escritora Alice Vieira.

De qualquer forma, o poeta desvaloriza a polémica, explicando que não se trata de uma obra de cariz erótico, mas de um livro com memórias de infância e que tem umas passagens com conteúdo sexual, que apareceram descontextualizadas da narrativa.

O livro continuará assim a integrar o Plano Nacional de Leitura, mas na lista das leituras recomendadas apenas para alunos do secundário.

“O Nosso Reino” estava nas listas dos livros de leitura recomendada para o 3.º ciclo do ensino básico, que abrange 7.º, 8.º e 9.º anos, portanto, alunos com idades compreendidas entre os 12 e os 15 anos.

A polémica surgiu quando pais de alunos do 8.º ano do Liceu Pedro Nunes, em Lisboa, que leram o livro nas férias do Natal, se aperceberam do seu conteúdo e protestaram.

Uma das frases do livro que motivou indignação foi por exemplo:“E a tua tia sabes de que tem cara, de puta, sabes o que é, uma mulher tão porca que fode com todos os homens e mesmo que tenha racha para foder deixa que lhe ponha a pila no cu”.

A decisão de passar o livro para as listas do secundário foi tomada depois de uma reunião segunda-feira à tarde com a comissão de especialistas que selecionam os livros.

Contudo, Fernando Pinto do Amaral sublinhou que esta decisão não foi uma “reação” à polémica, mas sim a correção de um lapso, que entretanto foi detetado.

Valter Hugo Mãe já reagiu na sua página de Facebook, lamentando ver o seu romance “reduzido a duas frases, e por duas frases julgado, é sintomático do tempo de sentenças sumárias em que vivemos”.

“Lamento que quem discuta acerca do desconforto de alguns pais, de jovens de 14 anos, com ‘o nosso reino’, pareça ter-se esquivado a ler o livro e a perguntar se o choque provocado vem da sua efectiva leitura ou das duas frases que se autonomizaram sem contexto, parecendo sugerir que a obra é um exercício de perversão”, escreveu.

De acordo com a sinopse no site da Porto Editora, a obra é uma “delicadíssima história de uma criança em torno da ansiedade por uma resposta de Deus”.

A Editora também resume que “O nosso reino” é o “retrato de um Portugal recôndito ao tempo da Revolução dos Cravos que nos conta como em lugares pequenos as ideias maiores são relativamente intemporais e o que acontece ignora largamente o tempo exacto do mundo”.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. É no mínimo ridícula essa desculpa do “erro informático” que se continua a utilizar. Os computadores são das máquinas mais precisas jamais construídas. Se existiu erro ele foi de um ser humano, tenha sido ao introduzir dados tenha sido a operar o computador, agora parem é de uma vez por todas a desculpar tudo o que é problemas com os “erros informáticos” ou “erros de sistema”. Os computadores têm servido como bode expiatório para muita incompetência por esse mundo fora.

  2. E pronto, agora este “aborto” de livro passa para o secundário. Admitam o erro e livrem-se deste livro de uma vez por todas, haja paciência…

  3. É preciso muita “lata” para vir agora justificar a asneira com o lapso informático. A “culpa é do computador” como se dizia dantes, quando as coisas não corriam como o pretendido. A quem está entregue o nosso ensino? onde estão os responsáveis? gostam muito de estar na montra, mas agora não aparecem a assumir as suas responsabilidades. Verdadeiramente lamentável ….

  4. Lapso informático ou incompetência de quem toma uma decisão desta natureza? É que assim duas incompetências ao mesmo tempo é demais para que alguém continue no cargo que lhe foi confiado e para mais temos ainda uma terceira asneira ao passarem o livro para o secundário, possivelmente já não haverão escritores em Portugal com dignidade e dignos desse nome, Ministro e Ministério da Educação também devem estar todos aleados das suas funções, libertinagem tem sido a dose de há 42 anos para cá aplicadas pelas esquerdas e é esse o pior mal de todos.

RESPONDER

Estoril vs Benfica | Salvio em cima do gongo

O Benfica arrancou um suado triunfo por 2-1 na visita ao Estoril Praia. A formação benfiquista marcou primeiro, foi superior no primeiro tempo, mas no segundo, os “canarinhos” deram a volta ao texto e justificaram …

Cientistas criam "tatuagem biomédica" para detetar vários tipos de cancro

Cientistas suíços desenvolveram uma "tatuagem biomédica" que escurece quando deteta mudanças no corpo que podem indicar a presença de cancro. Os investigadores do Instituto Federal de Tecnologia de Zurique (ETH), na Suíça, desenvolveram uma "tatuagem biomédica" …

Vinho tinto e frutos vermelhos podem prevenir doenças mentais

As substâncias presentes nos frutos vermelhos e no vinho tinto podem contribuir para a prevenção da depressão e doenças neurodegenerativas. Investigadores do Centro de Investigação em Tecnologias e Serviços de Saúde (Cintesis) descobriram que as substâncias …

Karl Lagerfeld: "Se não querem que vos baixem as calças, não sejam modelos"

O designer não ficou calado e fez declarações sobre queixas de assédio sexual na indústria do cinema e da moda à revista francesa Número Magazine. Karl Lagerfeld, designer de moda e responsável pela Fendi e Chanel, …

Descobertas acidentalmente ossadas humanas com mil anos enterradas duas vezes

Uma equipa de investigadores do Instituto Politécnico Nacional do México descobriu restos mortais de antigos indígenas que datam do ano de 1100 d.C.. Fósseis humanos com cerca de mil anos foram encontrados na praia de El …

Vem aí chuva de poeiras vindas do Norte de África

Este fim de semana, o sul de Portugal pode enfrentar uma chuva carregada de poeiras vindas do Norte de África. O IPMA explica que se trata apenas de uma deposição. Uma chuva de poeiras pode atingir …

Marcelo deverá vetar mudança de género aos 16 anos

O Presidente da República deverá vetar a lei que permite a mudança de género no registo civil aos 16 anos, por questionar não ser necessário um relatório médico. Marcelo Rebelo de Sousa deverá vetar a lei …

Nacionalidade automática para filhos de imigrantes há 2 anos em Portugal

Os filhos de imigrantes que vivam em Portugal há dois anos vão ser considerados portugueses originários, a não ser que declarem que não querem ser portugueses. Esta alteração vai "inverter a atual regra" e irá encurtar …

Eleições de 2019 com plano europeu para travar perturbações nas redes sociais

Em 2019, o objetivo central dos técnicos da "sala de situação" é proteger as infraestruturas de apoio ao processo eleitoral, nas europeias e as legislativas, ainda sem data marcada. O cenário internacional tem sido marcado pela …

PSD dá a Costa espaço para reformar o SNS sem o Bloco

O ministro-sombra da saúde de Rui Rio, Luís Filipe Pereira, está a preparar um documento estratégico sobre o SNS. O PSD pretende, assim, ir a jogo na discussão sobre o futuro do Serviço Nacional de Saúde. A …