Libertados os dois portugueses que ainda estavam sequestrados em Moçambique

Hansueli Krapf / Wikimedia

Maputo, Moçambique ( foto: Hansueli Krapf / wikimedia)

Maputo, Moçambique ( foto: Hansueli Krapf / wikimedia)

Os dois portugueses que ainda estavam sequestrados em Moçambique foram libertados esta noite, disse à Lusa o secretário de Estado das Comunidades, José Cesário.

Questionado sobre as circunstâncias da libertação, José Cesário escusou-se a avançar mais pormenores, afirmando apenas que se trata de um homem e de uma mulher.

O homem havia sido sequestrado há duas semanas e a mulher, uma gestora financeira de 40 anos, na passada terça-feira.

Contactado pela Lusa, o cônsul de Portugal em Maputo, Gonçalo Teles Gomes, disse que os dois portugueses foram libertados durante a noite pelos raptores e que “estão bem”.

Segundo o cônsul, os dois portugueses estão a receber apoio psicológico e não querem ser identificados nem que sejam divulgados os nomes das empresas onde trabalham.

Um adolescente português foi libertado do cativeiro pelos seus raptores na noite de quinta-feira.

Com estas libertações, já não há cidadãos portugueses sequestrados em Moçambique.

Segundo as informações disponíveis, poderão estar ainda em cativeiro quatro ou cinco pessoas, todos moçambicanos.

Uma onda de sequestros regista-se em Moçambique desde há dois anos, tendo começado por afectar apenas a comunidade islâmica.

Na sexta-feira, o embaixador português em Maputo, José Augusto Duarte, disse à Lusa que Moçambique e Portugal vão analisar a cooperação contra a vaga de sequestros que assola o país, após o governo de Lisboa ter mostrado disponibilidade para esse apoio e depois de se ter reunido com governantes moçambicanos.

“Tive encontros com autoridades moçambicanas ao nível governamental, que manifestaram o seu apreço pela solidariedade das autoridades portuguesas face à situação que se vive em Maputo. Registaram com o maior agrado a oferta dessa cooperação e vamos ver, de forma, reservada como é que ela pode ser feita”, disse.

O diplomata considerou que a actual vaga de sequestros não é dirigida contra a comunidade portuguesa, a qual, disse, está tão preocupada com a situação como os demais residentes em Maputo.

A comunidade portuguesa “está com o estado de alma com que estão os habitantes de Maputo, não se diferencia particularmente. A comunidade portuguesa não fica imune a essa situação, vive-a como a vivem os moçambicanos ou qualquer outra nacionalidade que aqui esteja”, disse José Augusto Duarte.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Mais cinco mortes e 899 novos casos de covid-19 em Portugal

Portugal regista, esta sexta-feira, mais cinco mortes e 899 novos casos de infeção por covid-19 em relação a quinta-feira, mostra o boletim mais recente da Direção-Geral de Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da …

Governo de Bolsonaro bate recorde de aprovação durante a pandemia

A aprovação do Governo brasileiro, presidido por Jair Bolsonaro, subiu para 40%, a maior percentagem desde o início do seu mandato, iniciado em janeiro de 2019, segundo uma sondagem do Instituto Ibope divulgada na quinta-feira. A …

Número de casos baixa nos EUA. Na Bélgica, deixa de ser obrigatório usar máscara na rua

A pandemia tem assolado toda a população mundial, mas há países que têm sofrido mais com o aumento de número de infetados e com mortes. Apesar de serem um dos países mais afetados, os EUA …

Seis enfermeiros infetados e cirurgias canceladas no hospital de Beja

O hospital de Beja detetou esta quinta-feira seis enfermeiros do bloco operatório infetados com Covid-19 e cancelou algumas cirurgias programadas por questões de segurança, disse à agência Lusa a presidente da Unidade Local de Saúde …

Reformas na função pública subiram para 43% (e um quinto são professores)

Mais de 6.500 trabalhadores das administrações públicas aposentaram-se na primeira metade deste ano, o que representa um crescimento de 43% face ao mesmo período de 2019. A maioria das saídas deriva de áreas como a …

“Arma de diagnóstico”. Teste que distingue covid-19 de outras infeções respiratórias chega a Portugal

A Unilabs vai disponibilizar um teste que permite “diferenciar o novo coronavírus de outros tipos de infeções respiratórias sazonais”, auxiliando os clínicos a realizarem diagnósticos mais precisos. “A ideia era tentarmos ter uma ferramenta de diagnóstico …

Jovem de 23 anos morre baleada em ação da PSP. Polícias vão alegar legítima defesa

Uma jovem de 23 anos morreu, na madrugada de quinta-feira, na sequência de ferimentos causados por uma arma de fogo, após uma intervenção policial em São João da Madeira. A mulher, de 23 anos, morreu na …

PS recua nas petições e propõe 7.500 assinaturas para ultrapassar veto de Marcelo

O PS vai avançar com uma proposta de alteração que coloca nos 7.500 o número de assinaturas necessário para que uma petição seja discutida na Assembleia da República.  O objetivo do PS é contornar o veto …

Rui Rangel endividava-se, teve execuções fiscais e contas penhoradas

Rui Rangel teve vários processos de execução fiscal por falta de pagamentos de impostos e até contas penhoradas. Era o seu alegado testa-de-ferro que o ajudava a regularizar os pagamentos. Era comum o ex-juiz Rui Rangel …

Todos os dias, 500 famílias pedem à EDP para pagarem a luz em prestações

Desde o início da pandemia até ao fim de agosto, 500 famílias pediram diariamente ajuda à EDP para pagarem a fatura da luz em prestações. De acordo com o Jornal de Notícias, que avança a notícia …