Lewis Hamilton: “Eu não disse que estava a morrer”

ANDREJ ISAKOVIC / AFP

Acidente de Lewis Hamilton e Max Verstappen na 26.º volta do GP de Itália de 2021

Acidente com Max Verstappen originou dores no campeão; Helmut Marko disse que já era “espectáculo” a mais. Troca de palavras entre os dois candidatos ao título.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Como se esperava, o acidente que envolveu Lewis Hamilton e Max Verstappen, no Grande Prémio de Itália de Fórmula 1, ainda origina reacções. Desta vez, do próprio Hamilton.

Em causa estão palavras de Helmut Marko. O consultor da Red Bull achou que surgiu demasiado “espectáculo” à volta do inglês, depois daquele acidente: “Foi um acidente de corrida, normal. Tudo o resto foi um exagero por parte da Mercedes”.

“O Hamilton tentou sair com o carro daquela zona de gravilha. O carro médico viu e seguiu em frente. A partir daí, foi criado um «espectáculo», a dizerem que o pobre Hamilton tinha ficado ferido“, disse Marko, ao jornal oe24.

O homem da Red Bull continuou, ao dizer que não houve qualquer risco de morte naquele acidente em Monza. “E se o Hamilton tivesse mesmo problemas no pescoço, não teria estado em Nova Iorque”, criticou.

Helmut Marko falava de duas coisas: do tratamento ao pescoço que foi feito a Lewis Hamilton depois do acidente e da presença do inglês numa gala em Nova Iorque, logo no dia seguinte ao Grande Prémio de Itália.

O campeão da Fórmula 1 reagiu, em conferência de imprensa: “Para já, nem dou importância ao que essas pessoas dizem. Mas é inevitável que, quando o carro pousa na tua cabeça, sintas algum tipo de desconforto”.

“Senti algumas dores depois da corrida. Disse que ia ver o que se passava com a minha fisioterapeuta logo depois do Grande Prémio e durante o voo. Fiz exames no dia seguinte e, ao longo da semana passada, fizemos sessões de acupuntura e assim”, contou, em Sochi, local do Grande Prémio da Rússia, que se vai realizar neste fim-de-semana.

Lewis Hamilton reforçou: “Eu não disse que estava a morrer. Até me senti muito grato. Foi difícil, intenso. Tudo pode acontecer num milésimo de segundo”.

Ansiedade? “É, mal consigo dormir”

Entretanto, Hamilton falou directamente sobre o outro grande candidato ao título em 2021, precisamente Max Verstappen, lembrando a juventude do piloto da Red Bull.

PUBLICIDADE

“Sei o que é teres a tua batalha pelo teu primeiro título. Essa ansiedade… Passas por muitas experiências e emoções distintas durante este período”, afirmou.

Verstappen reagiu, novamente com ironia: “É, estou tão nervoso que mal consigo dormir. É tão horrível lutar por um título, realmente odeio. Ele não me conhece. Se me conhecesse, saberia que sou bem tranquilo nessas coisas. Não me conhece. Mas é tranquilo, eu também não preciso de o conhecer totalmente”.

Max Verstappen lidera o campeonato com 226.5 pontos. Lewis Hamilton ocupa o segundo lugar, com 221.5 pontos. Faltam oito corridas para a época terminar.

  Nuno Teixeira, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.