Lésbicas ganham mais do que as mulheres heterossexuais

Unsplash / Pixabay

-

Vários estudos concluíram que as mulheres homossexuais ganham, em média, nove por cento mais do que as suas colegas heterossexuais. Mas os homens homossexuais não têm tanta sorte.

Em 2014, Nick Drydakis descobriu que este fenómeno, chamado “lesbian premium”, é maior nos Estados Unidos, onde as mulheres lésbicas ganham 20% mais do que as mulheres heterossexuais.

Segundo um estudo realizado pelo IZA World Labor, as lésbicas também são favorecidas no Canadá, na Alemanha e no Reino Unido. Já na Grécia e na Austrália são desfavorecidas – chegando a ganhar, em média, menos 28% do que as mulheres heterossexuais.

Os especialistas argumentaram que as mulheres homossexuais trabalham, em média, mais horas do que as mulheres heterossexuais, o que poderia levar a uma maior experiência e maior probabilidade de promoção.

E pode haver ainda outro motivo para esta diferença salarial: os homens. Num artigo publicado no Washington Post, a jornalista Daniella Paquette cita um estudo da Universidade de Nevada que descobriu que as mulheres lésbicas que já tinham estado com homens ganhavam 9,5% menos do que aquelas que nunca tinham estado com alguém do sexo masculino.

Para além disso, ao contrário de casais heterossexuais em que as mulheres tendem a cuidar dos filhos ou optar pelo trabalho doméstico, as mulheres do mesmo sexo podem ter uma distribuição mais equilibrada de tarefas.

Mas, apesar deste “lesbian premium”, os homens gays ainda são discriminados devido à sua sexualidade.

Em 2014, a investigadora Marieka Klawitter, da Universidade de Washington, reuniu 31 estudos realizados entre 1995 e 2012 nos EUA e noutros países desenvolvidos e concluiu que, em média, os homens homossexuais ganham 11% menos do que os seus colegas heterossexuais.

De acordo com o Economist, “para impulsionar lucros, nada é melhor do que ser um homem branco, heterossexual e casado”.

ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Pronto… O bujardómetro atingiu o vermelho!..
    Começa a ladainha das pseudo-minorias. Se não são as mulheres são os gays.. Se não são os gays são as sapatonas… Há sempre alguém a reivindicar alguma coisa. Há sempre um estudo feito por um qualquer gabinete de vão de escada com uma estatística encomendada qualquer.

    Parém de inventar problemas onde eles não existem. Já basta os que existem… Olhem mas é para a destruição e o genocídio em Aleppo.

  2. Pelos vistos ganha mais quem trabalha mais e não estará aqui em causa o ser ou não ser lésbica mas infelizmente atualmente tudo se procura para elogiar qualquer coisa que seja forma de degradação humana.

  3. haja pachorra, isso tem a ver com o facto de haver ainda muitas mulheres a ganhar miseravelmente. Não deviam considerar o facto das lésbicas ganharem mais, mas o facto das restantes mulheres ganharem uma miséria.

Responder a Rui Cancelar resposta

Detetadas outras nove misteriosas rajadas rápidas de rádio que se repetem

Foram detetadas nove outras Rajadas Rápidas de Rádio (FRB) que se repetem entre as 700 já identificadas desde outubro de 2018 pelo projeto científico CHIME (Canadian Hydrogen Intensity Mapping Experiment), que se baseia num telescópio localizado …

"Não é completamente de loucos" pensar que há vida em Mercúrio

Há a possibilidade, ainda que pequena, de que Mercúrio, o planeta mais próximo do Sol, possa abrigar vida, concluiu uma nova investigação. "É possível que, enquanto houver água, as temperaturas [no planeta] sejam apropriadas para …

O porta-aviões mais avançado do mundo tem um problema inesperado nas suas casas de banho

O porta-aviões de propulsão nuclear USS Gerald R. Ford, o mais avançado da Marinha dos Estados Unidos, tem um problemas nas suas casas de banho, que precisam de ser lavadas com ácido regularmente. De acordo com …

Retirada dos ricos, colapso dos transportes e medo do contacto. As cidades no pós-pandemia

Mesmo depois de a pandemia do novo coronavírus diminuir e voltar a ser seguro estar com outras pessoas, a sociedade pode nunca mais ser a mesma. A atual pandemia de Covid-19 está a mudar rapidamente a …

"Quando a Alemanha disser que há eurobonds, os holandeses vão pastar para outras paragens"

Ana Gomes mostrou-se satisfeita com a atuação de António Costa e Marcelo Rebelo de Sousa durante esta pandemia. A ex-eurodeputada deixou ainda duras críticas aos holandeses, que diz irem pastar para outras paragens quando os …

Coreia do Norte diz não ter casos de covid-19 (mas terá pedido ajuda secretamente)

Apesar de negar ter casos de infeção por covid-19, o novo coronavírus oriundo da China, a Coreia do Norte terá discretamente solicitado ajuda a outros países no combate da doença. As autoridades do país asiático terão …

Seguranças chineses usam óculos inteligentes que detetam pessoas com febre

Os seguranças do Parque Hongyuan, em Hangzhou, na China, conseguem detetar a temperatura corporal de todos os visitantes à distância de até um metro. Como? Graças a uns óculos inteligentes. De acordo com o jornal South …

"O cisne negro de todos os cisnes negros". Vírus é global, mas Portugal e Itália serão mais prejudicados

A grande pandemia motivada pelo coronavírus vai ser económica, consideram especialistas que acreditam que no pós Covid-19, o mundo mudará de forma significativa em várias áreas. Certo é que a crise económica vai afectar os …

"Tiro da rua muitos miúdos". Ex-Benfica cria clube com ajuda de Saviola, Di María e Maxi

O ex-Benfica José Shaffer criou um clube na Argentina, onde diz que tira muitos miúdos da rua. O antigo futebolista conta com o apoio de Saviola, Di María e Maxi Pereira. José Shaffer foi campeão nacional …

Mapa mostra queda abrupta da poluição na Península Ibérica

Um mapa desenvolvido por uma equipa da Universidade Politécnica de Valencia, em Espanha, mostra a diminuição da poluição do ar na Península Ibérica em 10 dias. Com as fábricas encerradas, menos automóveis nas estradas e as …