Leopardo negro ultra-raro fotografado pela primeira vez em 100 anos no Quénia

(dr) Burrard-Lucas

Um raro leopardo negro foi fotografado pelas lentes do fotógrafo britânico Will Burrard-Lucas no Quénia. Esta foi a primeira vez em 100 anos que a espécie foi fotografada em África. É um feito “inédito”, destaca a National Geographic.

​As fotografias foram captadas no condado queniano de Laikipia, a única região na África onde é possível encontrar leopardos negros. Dada a raridade do animal e o facto de ser um noctívago, tem sido extremamente difícil fotografá-lo.

mais de 100 anos que ninguém via um. De acordo com um artigo esta semana publicado na revista especializada African Journal of Ecology, a última vez que tal aconteceu foi em 1909, em Addis Abeba, na Etiópia.

“Desde criança que vivo fascinado pelas histórias de panteras negras (…) Não conseguia acreditar e passaram alguns dias até me aperceber que cumpri o meu sonho”, escreveu o fotógrafo britânico no seu blogue pessoal.

O leopardo africano é negro graças ao melanismo (o oposto do albinisto), ou seja, tem uma produção excessiva do pigmento negro.

O fotógrafo revelou que foi uma dica que o levou até aquele condado africano. Depois de falar com alguns locais, Burrard-Lucas seguiu algumas pegadas de leopardo e montou o equipamento que controlaria à distância. O britânico teve de recorrer a câmaras ocultas equipadas com sensores de movimento. A busca pelas imagens foi sendo documentada em vídeo pelo fotógrafo.

Durante dias não conseguir captar nenhuma imagem até que um dia voltou a Laikipia e encontrou o que tanto procurava: “Estava a percorrer as imagens, parei e olhei para uma fotografia que não compreendia”, pode ler-se no blogue. “Um par de olhos rodeados pela negra escuridão… Um leopardo negro! Não conseguia acreditar e passaram alguns dias até me aperceber que cumpri o meu sonho”, escreveu.

“Em todas as fotografias que tirei, foram os olhos do leopardo que me impressionaram primeiro. Ajustei a luz para escurecer o ambiente o máximo que conseguia. Antes de ir embora, consegui uma última fotografia… olhos na noite…”.

Burrard-Lucas atualizou depois a sua publicação por temer que a sua descoberta possa levar caçadores até ao local: “Felizmente é ilegal no Quénia”, escreveu, dando conta que apenas precisou o local do encontro com o leopardo africano para promover o turismo naquela região, algo “fundamental” para a conservação daquele espaço.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Família encontrou mais de 2.200 fetos preservados em casa de médico norte-americano

Uma família encontrou mais de 2.200 fetos preservados na casa de um médico norte-americano que morreu no início deste mês. O The Guardian avançou este domingo que uma família encontrou 2.246 fetos preservados em casa de …

Mais plástico e menos peixe. Explorador britânico teme pelo mar português

Farto de ver cada vez mais plástico e menos peixe no oceano, o veterano explorador e documentarista britânico Paul Rose defende que Portugal deve criar mais áreas marinhas protegidas. Paul Rose, que mergulha desde os anos …

Há 10 anos, Banksy pintou chimpanzés no Parlamento inglês. Agora, o quadro vai a leilão

Em 2009, o artista de rua conhecido como Banksy pintou uma enorme tela a óleo do parlamento inglês, mas em vez de deputados os tribunos eram chimpanzés. Banksy pintou o quadro, com quatro metros de comprimento, …

Tempestade em Espanha derrubou palmeira que era Património da Humanidade

A queda de "La Centinela", a árvore mais alta do conjunto que a Unesco classificou como Património da Humanidade desde 2000, está entre os danos materiais causados pela passagem da "gota fria" - um fenómeno …

Dador de esperma teve 12 filhos com autismo (e foi processado)

Danielle Rizzo tem dois filhos autistas, um com seis anos e outro com sete. Ambos foram concebidos com recurso a um dador anónimo. Há três anos, Rizzo descobriu que estes fazem parte de uma "família" …

Em Hollywood, os homens ganham mais 1 milhão de dólares do que as mulheres

Uma equipa de economistas analisou o salário de 246 atores e atrizes e concluiu que as mulheres ganham em média menos 56% do que os homens na indústria cinematográfica, pelos mesmos papéis. A diferença média entre …

"O primeiro passo para salvar o planeta é eleger outro presidente dos EUA"

John Kerry esteve em Lisboa para o encerramento da conferência "O Futuro do Planeta". O ex-secretário de Estado de Barack Obama lembrou que na luta para salvar a Terra, "não estamos a ganhar". John Kerry começou …

Gibraltar dissolve o parlamento e convoca eleições antes da data do Brexit

O chefe do governo de Gibraltar dissolveu esta segunda-feira o parlamento e convocou eleições para 17 de outubro, com o objetivo de preparar este território britânico situado no extremo sul de Espanha para o Brexit, …

Aumento do turismo nos Açores provoca mais acidentes de viação (mas menos graves)

O aumento de viaturas de aluguer que circulam nas estradas açorianas tem levado a um aumento da sinistralidade, ainda que muitos deles não sejam registados. Ainda assim, os acidentes são, no geral, menos graves. Quem o …

Menos plástico e menos jantares. Partidos prometem campanha eleitoral mais sustentável

A sustentabilidade e a proteção do ambiente estão entre as preocupações dos partidos políticos que concorrem às eleições legislativas, com algumas direções a comprometerem-se em diminuir a pegada ecológica e reduzir no plástico, numa campanha …