Contra os coletes amarelos, levantam-se os lenços vermelhos em Paris

Etienne Laurent / EPA

Depois dos coletes amarelos, levantam-se agora os lenços vermelhos. “Precisamos de mostrar aos coletes amarelos que eles não falam por todos os franceses.”

Este domingo, um grupo que se autodenomina “foulards rouges” (“lenços vermelhos”) marchou nas ruas da capital francesa contra os distúrbios causados nas várias semanas de protestos dos coletes amarelos. Segundo o francês Le Fígaro, pelo menos 10.500 lenços vermelhos marcharam em defesa das instituições e da democracia.

À RFI, Philippe Lhoste, um porta-voz do movimento, disse que decidiu juntar-se ao lenços vermelhos “depois de ver o Arco do Triunfo e o Túmulo do Soldado Desconhecido vandalizados no dia 1 de dezembro. As pessoas estão exasperadas com os distúrbios dos últimos dois meses”.

“Precisamos de mostrar aos coletes amarelos que eles não falam por todos √. Eles são uma voz para alguns e nós respeitamos isso. Mas eles precisam de respeitar aqueles que querem trabalhar e ficam impedidos de se deslocar e são sujeitos a ameaças e violência”, acrescentou.

Antes da marcha deste domingo, os lenços vermelhos e outros grupos semelhantes publicaram uma declaração conjunta na qual denunciam “o clima de insurreição instalado pelos coletes amarelos” e rejeitam “as ameaças e o constante abuso verbal“, adianta o semanário Expresso.

No seio dos lenços vermelhos, há discórdia

Em causa, avança o Expresso, está a decisão sobre se o movimento deve ou não mostrar apoio ao Presidente francês, Emmanuel Macron.

Laurent Soulié, um dos organizadores da marcha, reuniu pessoas no Facebook no apoio a Macron, enquanto Alex Brun, outro porta-voz, sublinhou que os lenços vermelhos são “um movimento apolítico de cidadãos”. No seio dos lenços vermelhos, já há divisões notórias.

O Ministério do Interior adiantou que cerca de 69 mil pessoas participaram no 11.º fim de semana consecutivo de protestos dos coletes amarelos, o que representa cerca de 15 mil a menos do que no fim de semana passado

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

A longo prazo, o distanciamento social pode até ser melhor para a economia

O isolamento social durante uma pandemia, como é o caso da covid-19, que já fez mais de 48.000 vítimas mortais por tudo o mundo, pode revelar-se melhor para a economia a longo prazo, revelou uma …

Elon Musk doou 1.000 ventiladores a hospitais (mas eram do tipo errado)

Nos últimos dias, Elon Musk, CEO da Tesla, recebeu muitos elogios por ter doado mil ventiladores a hospitais da Califórnia, que enfrentam um número esmagador de casos de coronavírus. Porém, os ventiladores não eram do …

Coronavírus pode replicar-se na boca e nariz durante uma semana antes de infetar pulmões

O coronavírus pode permanecer e replicar-se na boca e no nariz durante uma semana antes de infetar aos pulmões, à traqueia e aos brônquios, revela um estudo, que mostra igualmente que é expulso do organismo …

PSP vai utilizar câmaras portáteis em drones no estado de emergência

A PSP vai utilizar 20 câmaras portáteis de videovigilância, 18 das quais vão ser instaladas em ‘drones’, durante o estado de emergência devido à pandemia de covid-19, anunciou esta quinta-feira o Ministério da Administração Interna …

Em Nova Iorque, prisioneiros são usados para cavar valas comuns

Nova Iorque está a oferecer seis dólares por hora e material de proteção individual aos prisioneiros de Rikers Island que aceitem ajudar a cavar valas comuns. Projeções da Fundação Gates apontam que, em Nova Iorque, o …

EUA estará a pagar para desviar carregamentos de máscaras adquiridas por França

As autoridades francesas estão a acusar os Estados Unidos de terem pago para desviar um carregamento de máscaras faciais oriundo da China. Este episódio é apenas mais um na saga sobre a escassez de máscaras de …

Cerca de 1200 reclusos podem vir a ser libertados

Cerca de 1200 reclusos podem vir a ser libertados antecipadamente para prevenir a propagação da pandemia de covid-19 no meio prisional, revelou esta quinta-feira a ministra da Justiça, Francisca Van Dunem, em declarações à RTP3. A …

OMS e EUA ponderam alargar recomendação para uso de máscaras

A Organização Mundial de Saúde (OMS) vai reavaliar as suas recomendações sobre o uso de máscaras para prevenir a contaminação com covid-19, disse esta quinta-feira o presidente do grupo de especialistas que vai discutir o …

Covid-19. Mais de 95% das vítimas mortais na Europa tinham mais de 60 anos

O diretor regional para a Europa da Organização Mundial de Saúde (OMS), Hans Kluge, revelou esta quinta-fera que mais de 95% das vítimas mortais da covid-19 na Europa têm mais de 60 anos de idade. Em …

Curva portuguesa mostra abrandamento de novos casos (mas é preciso "cautela")

Portugal tem assistido desde o dia 25 de março a um abrandamento do aumento percentual diário de novos casos de covid-19, segundo dados divulgados pelo Barómetro Covid-19 da Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP). Segundo Carla …