Leão de Ouro de Veneza para “Joker” e Polansky distinguido pelo júri

IMBD

O filme “Joker” é o vencedor do Leão de Ouro da 76.ª edição do festival de cinema de Veneza. O Grande Prémio do Júri foi atribuído ao filme “J´Accuse”, de Roman Polansky.

O filme “Joker”, do realizador norte-americano Todd Phillips, é o vencedor do Leão de Ouro da 76.ª edição do festival de cinema de Veneza, anunciou este sábado o júri da competição oficial, presidido por Lucrecia Martel.

O Grande Prémio do Júri foi atribuído ao filme “J´Accuse”, de Roman Polansky, e o Leão de Prata de Melhor Realizador foi para o sueco Roy Anderson, por “About Endlessness”.

Yonfan, cineasta de Hong Kong, recebeu o prémio de Melhor Argumento por “No.7 Cherry Lane”, um filme de animação de Zhang Gang.

Roman Polansky não esteve presente na cerimónia, em Veneza, pelo que o Grande Prémio do Júri foi recebido pela atriz francesa Emmanuelle Seigner, casada com o realizador.

O Prémio de Melhor Interpretação Masculina (Taça Volpi) foi para Luca Marinelli, pelo desempenho em “Martin Eden”, de Pietro Marcello, e o Prémio de Melhor Interpretação Feminina (Taça Volpi) foi para Ariane Ascaride, em “Gloria Mundi”, de Robert Guédiguian.

Foi ainda atribuído o Prémio Especial do Júri ao filme “Mafian non e piú quella de una volta”, de Franco Maresco, e o Prémio Marcello Mastroianni para Melhor Ator Emergente foi para Toby Wallace, pelo desempenho em “Babyteeth”, de Shannon Murphy.

Tanto o ator italiano Luca Marinelli como a atriz francesa Ariane Ascaride, filha de emigrantes italianos, dedicaram, no seu discurso de agradecimento, os seus prémios aos refugiados e aos imigrantes “que morrem no mar Mediterrâneo”.

“Babenco”, o documentário da realizadora brasileira Bárbara Paz, sobre os últimos dias do realizador Hector Babenco, que dirigiu “Pixote, A Lei do Mais Fraco” e “O Beijo da Mulher Aranha”, conquistou o Prémio para Melhor Documentário Sobre Cinema.

No palco, a realizadora Bárbara Paz, visivelmente emocionada, agradeceu ao cinema e à cultura brasileira e gritou, em português e em inglês: “Viva a liberdade de expressão!”.

A reação da cineasta acontece dias depois de a Presidência de Jair Bolsonaro ter afastado a direção da Agência Nacional de Cinema do Brasil (Ancine), que regula e fiscaliza o mercado do cinema e do audiovisual, e de os seus antigos responsáveis terem sido acusados de associação criminosa, entre outros delitos, pelas atuais autoridades.

A Cinemateca de São Paulo tem vindo também a ser “ocupada por militares e políticos, contra ‘marxismo cultural'”, como noticiou esta semana o jornal Folha de S. Paulo. Bolsonaro admitiu em julho a possibilidade de extinguir a Ancine caso não a possa usar para impor “filtros” nas produções audiovisuais do país.

Em Veneza, hoje, o realizador norte-americano Todd Phillips dedicou o Leão de Ouro a toda a equipa do filme, e agradeceu em especial ao ator norte-americano Joaquin Phoenix, que interpreta a figura de Joker, um palhaço que é maltratado nas ruas da cidade de Gotham City, e que se torna um vilão.

O filme – também interpretado por Zazie Beetz, Robert De Niro e Shea Whigham – é produzido pela Warner Bros e a DC Films, e, embora seja inspirado na banda desenhada do maior inimigo do super-herói Batman, explora as motivações psicológicas de Joker.

“Joaquin Phoenix é o ator mais corajoso e destemido que eu já conheci”, elogiou Todd Phillips, ladeado, em palco, pelo ator, que já foi nomeado três vezes para um Oscar.

O cineasta espanhol Pedro Almodóvar e a atriz britânica Julie Andrews receberam o Leão de Ouro pela carreira, e o realizador franco-grego Costa-Gavras o Prémio Jaeger-LeCoultre 2019.

“Extase” (1933), de Gustav Machatý, ganhou o prémio de melhor restauro, enquanto o prémio Fipresci, da associação internacional de críticos de cinema, distinguiu igualmente “J’Accuse”, de Roman Polanski.

O prémio Leão do Futuro, para uma primeira obra – cujo júri foi presidido por Emir Kusturica -, foi atribuído a “You will die at 20”, do realizador sudanês Amjad Abu Alala.

Na competição oficial do festival — o mais antigo da Europa — competia o filme português “A Herdade”, de Tiago Guedes, protagonizado por Albano Jerónimo, e na secção competitiva Orizzonti foi exibida a nova curta-metragem da jovem realizadora Leonor Teles, “Cães que ladram aos pássaros”.

A competição também integrou um outro filme português: “Francisca” (1981), de Manoel de Oliveira, exibido na secção Venice Classics, na qual foi apresentada “uma seleção das melhores versões restauradas de clássicos do cinema, da responsabilidade de arquivos de cinema, instituições culturais e produtoras de todo o mundo”.

O filme “A Herdade” conta a história de uma família dona de uma propriedade latifundiária, e ao mesmo tempo traça “o retrato da vida histórica, política, social e financeira de Portugal, dos anos 40, atravessando a revolução do 25 de Abril e até aos dias de hoje”, segundo na sinopse. O filme, já confirmado também no festival de Toronto, chegará aos cinemas portugueses a 19 de setembro.

O filme “Cães que ladram aos pássaros”, por seu turno, “acompanha os dias de verão de Vicente e da sua família, obrigados a sair da sua casa no centro do Porto, por força da especulação imobiliária“, segundo a produtora.

Iniciado a 28 de agosto, com a estreia de “La vérité”, do realizador japonês Hirokazu Kore-eda, o festival de cinema de Veneza termina hoje com a exibição “The Burnt Orange Heresy”, do realizador italiano Giuseppe Capotondi, no qual entra o músico Mick Jagger.

// Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

    • Caro leitor,
      Apesar de a notícia ser da Agência Lusa, no momento em que a publicamos perfilhamo-a como nossa — razão pela qual procurámos os inúmeros aspectos e mais variados detalhes em que pudesse ter ferido a sua vergonha. Lamentavelmente, não encontrámos nem um.
      Pode por favor especificar por que motivo a notícia é transcrita “de forma vergonhosa”?

RESPONDER

Alguns planetas podem orbitar um buraco negro supermassivo em vez de uma estrela

Estamos habituados à ideia de que um planeta orbita estrelas. No entanto, estes corpos celestes podem também existir em torno de buracos negros supermassivos. Os cientistas já haviam adotado a ideia de que há planetas a …

PSD a 3 deputados da maioria na Madeira. CDS afasta geringonças

Miguel Albuquerque, político experiente, apreciador de música e apaixonado por rosas, voltou hoje a vencer as eleições regionais da Madeira, mas tem agora pela frente a ‘espinhosa’ tarefa de negociar um entendimento que garanta estabilidade …

Porto 2-0 Santa Clara | E vão cinco vitórias consecutivas na Liga

O FC Porto respondeu ao triunfo do Benfica no sábado em Moreira de Cónegos com a quinta vitória consecutiva na Liga, na recepção ao Santa Clara, por 2-0. Num jogo morno, com uma segunda parte mal jogada …

Mazda entra na corrida e prepara lançamento do seu primeiro carro elétrico

A Mazda garantiu o lançamento do seu primeiro carro elétrico já no próximo ano. O veículo será apresentado no Salão Automóvel de Tóquio. A corrida dos veículos elétricos acelera a todo o vapor e a Mazda …

Descobertas evidências de um reino bíblico em pleno deserto israelita

A bíblia faz referência a um reino de Edom, do século X antes de Cristo. Novas evidências sugerem que este reino poderá ter estado assente no deserto de Arava, no Israel. A análise de arqueólogos a …

PSD vence regionais na Madeira mas perde maioria absoluta

O PSD venceu hoje as eleições legislativas regionais na Madeira, com 37% a 41% dos votos, o que lhe retira a maioria absoluta no parlamento, segundo a projeção da RTP/Católica. O Partido Social Democrata venceu as …

No Afeganistão, há mulheres a arriscar a vida por um golo

As jogadores da seleção de futebol feminino do Afeganistão não treinam no seu país por razões de segurança. Muitas sofreram abusos sexuais e correm risco de vida para poderem jogar futebol. Pelo menos alguma vez na …

Cientista diz que avanços científicos podem levar à extinção humana

A evolução da ciência e tecnologia pode ser fundamental para evitar catástrofes, mas, ironicamente, pode também ser a causadora do fim da nossa espécie. O estudo das mudanças climáticas baseia-se em simulações cada vez mais de …

A ilha mais remota do mundo tem nome português

Tristão da Cunha é uma ilha com apenas 250 habitantes, onde ninguém fala português. Não há hotel nem aeroporto. Há quem parta em busca de um lugar sossegado para evitar as grandes multidões turísticas. Caso esteja …

Costa não tinha dúvidas. O parecer da PGR sobre familiares é “absolutamente inequívoco”

O secretário-geral do PS, António Costa, defendeu hoje que o parecer da Procuradoria-Geral da República (PGR) sobre as incompatibilidades entre governantes e negócios com empresas de familiares é “absolutamente inequívoco”. “O parecer é absolutamente inequívoco sobre …