Festival de Veneza começou com polémica sobre Polanski (e cinema português em competição)

casamerica / Flickr

A realizadora argentina Lucrecia Martel

O festival de Veneza arrancou, esta quarta-feira, em Itália, e terá dois filmes portugueses em competição: “A Herdade”, de Tiago Guedes, e “Cães que ladram aos pássaros”, de Leonor Teles. 

A realizadora argentina Lucrecia Martel admitiu que teve dúvidas em aceitar ser presidente do júri do festival de cinema de Veneza, que começou esta quarta-feira, por causa do realizador Roman Polanski, que tem um filme em competição.

Na habitual conferência de imprensa no arranque do festival, ainda antes da abertura oficial, a realizadora revelou que não estará presente no jantar de gala, na sexta-feira, dedicado a Roman Polanski, no dia em que apresenta “J’Accuse”.

“Não vou à gala dedicada a Polanski, porque represento as mulheres que estão a lutar na Argentina por questões como esta. Não quero pôr-me de pé e aplaudi-lo”, disse, referindo-se aos casos de violação e agressões sexuais envolvendo aquele cineasta polaco.

Martel não se opõe à presença do filme de Polanski no festival, por considerar que é um pretexto para o diálogo e a discussão, mas é da opinião que se não se separa a obra artística do seu autor. “Creio que há aspetos importantes do trabalho que revelam o seu autor”, disse.

Numa declaração enviada pelo festival horas depois, a realizadora disse que alguns relatos das suas palavras mostravam que havia sido “profundamente incompreendidas”.

“Já que não separo a obra do autor e reconheci muita humanidade nos filmes anteriores de Polanski, não me oponho à presença do filme na competição. Não tenho qualquer preconceito contra o filme e claro que o verei como qualquer outro trabalho em competição”, afirmou no comunicado.

“É difícil definir qual a melhor abordagem perante pessoas que cometeram certos atos e foram julgadas por eles. Creio que estas questões são parte dos debates da atualidade”, afirmou a realizadora, citada pela publicação Deadline.

Em causa estão as acusações de abuso sexual e violação ao realizador franco polaco desde a década de 70. Em 1977, o cineasta reconheceu ter tido relações sexuais com Samantha Geimer, então com 13 anos.

Em 2010, a atriz britânica Charlotte Lewis declarou que o realizador a tinha forçado a ter uma relação sexual quando ela tinha 16 anos. Em 2017, o realizador foi acusado por duas outras mulheres: uma identificada como ‘Robin’ alega ter sido vítima de agressão sexual aos 16 anos, em 1973; Renate Langer assegura ter sido violada quando tinha 15 anos.

Outro dos pontos de discórdia entre ambos foi a escassa presença de realizadoras na seleção oficial desta 76.ª edição, com a cineasta argentina a defender a existência de quotas.

A competição oficial conta com 21 filmes, dos quais apenas dois são realizados por mulheres, com a saudita Haifaa al Mansour e a australiana Shannon Murphy. “Não me deixa feliz o recurso a quotas, mas não sei que outra forma podemos ter de forçar a indústria a pensar de maneira diferente. Isto não quer dizer que qualquer filme dirigido por uma mulher faz uma grande leitura sobre a Humanidade, mas é inquestionável que o cinema não representa a complexidade da sociedade”, disse.

Dois filmes portugueses em competição

A abertura do festival, o mais antigo da Europa, aconteceu com a estreia de “La vérité”, do realizador japonês Hirokazu Kore-eda, protagonizado por Catherine Deneuve, Juliette Binoche e Ethan Hawke.

O filme integra a competição oficial do festival, numa secção em que está também a longa-metragem portuguesa “A Herdade”, de Tiago Guedes e protagonizada por Albano Jerónimo.

Candidato ao Leão de Ouro, o filme conta a história de uma família dona de uma propriedade latifundiária e, ao mesmo tempo, traça “o retrato da vida histórica, política, social e financeira de Portugal, dos anos 40, atravessando a revolução do 25 de abril e até aos dias de hoje”, lê-se na sinopse.

“A Herdade”, já confirmado também no festival de Toronto, chegará aos cinemas portugueses a 19 de setembro.

Na competição oficial estarão ainda filmes como “The perfect candidate”, de Haifaa Al-Mansour, “Wasp Network”, de Olivier Assayas, “The Laundromat”, de Steven Soderbergh, “J’accuse”, de Roman Polanski, “Ad Astra”, de James Gray, “Waiting For The Barbarians”, de Ciro Guerra, “Ema”, de Pablo Larrain, e “Joker”, de Todd Phillips.

Em competição em Veneza, na secção “Orizzonti”, está a nova curta-metragem de Leonor Teles, intitulada “Cães que ladram aos pássaros”.

O filme “acompanha os dias de verão de Vicente e da sua família, obrigados a sair da sua casa no centro do Porto, por força da especulação imobiliária”, refere a produtora.

Em Veneza, numa secção dedicada a clássicos do cinema, será ainda exibida uma versão restaurada de “Francisca” (1981), de Manoel de Oliveira. As obras exibidas na secção “Venice Classics” competem pelos prémios de Melhor Filme Restaurado e Melhor Documentário sobre Cinema.

O festival termina a 7 de setembro com “The Burnt Orange Heresy”, do realizador italiano Giuseppe Capotondi, e no qual entra o músico Mick Jagger.

O cineasta espanhol Pedro Almodóvar e a atriz britânica Julie Andrews vão receber o Leão de Ouro pela carreira e o realizador franco-grego Costa-Gavras receberá o Prémio Jaeger-LeCoultre 2019.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Há uma nova explicação para o naufrágio do Titanic: Uma fantástica Aurora Boreal

Todos conhecemos a história do Titanic. Também todos sabemos que o seu naufrágio aconteceu após o grande navio ter embatido num iceberg. Contudo, um investigador americano põe novas hipóteses em cima da mesa. E se …

Famalicão 1-5 Benfica | "Águia" faminta com nota artística

Após a desilusão de Salónica, que ditou um adeus precoce dos milhões da fase de grupos da Liga dos Campeões, o Benfica goleou na noite desta sexta-feira o Famalicão por 5-1, numa espécie de redenção. Neste …

O anonimato de Banksy teve um custo. Perdeu os direitos sobre uma das suas obras mais icónicas

O famoso artista de rua britânico Banksy perdeu uma longa batalha judicial pelos direitos autorais da obra "The Flower Thrower", contra a Full Colour Black, empresa que produz postais de felicitações. Banksy, o misterioso artista que, …

Reino Unido e Espanha aumentam restrições. Itália e Alemanha com quase dois mil casos

Madrid restringe movimentos de 850 mil pessoas, Itália regista um aumento dos casos de infeção nas últimas 24 horas, britânicos enfrentam novas restrições no país e Alemanha com dois mil novos casos de covid-19. A região …

Trump novamente acusado de assédio sexual. "Enfiou a língua na minha garganta", disse Amy Doris

O Presidente dos EUA, Donald Trump, foi acusado esta quinta-feira de agressão sexual por uma ex-modelo, num episódio que alegadamente terá ocorrido num torneio de ténis, em 1997. A ex-modelo Amy Dorris relatou ao jornal britânico …

Ventura pondera suspender mandato para se dedicar à campanha presidencial

O presidente do Chega afirmou hoje que o seu partido "está a analisar" no plano jurídico a questão da suspensão temporária do seu mandato de deputado para se dedicar às campanhas dos Açores e presidenciais. Em …

Schumacher está em estado vegetativo e dificilmente recupera, avisa neurologista

Um neurologista ouvido num documentário da RMC Sport diz que o ex-piloto de Fórmula 1 Michael Schumacher está em estado vegetativo e dificilmente recuperará. Já passaram quase sete anos desde que Michael Schumacher sofreu um acidente …

Processos com acórdãos a meias entre Rangel e Galante estão em risco

Durante dez anos, centenas de acórdãos do Tribunal da Relação de Lisboa foram feitos a meias entre Rui Rangel e Fátima Galante. Agora, esses processos estão em risco. A Procuradoria-Geral da República anunciou esta sexta-feira a …

Espanha. Jovem é esfaqueado após alertar para o uso de máscara

Três homens foram detidos em Madrid sob suspeita de terem esfaqueado um jovem que chamou a atenção de um deles por não usar máscara no interior de uma mercearia. Espanha é dos países do mundo mais …

Dez apostas que podem despontar o seu talento na Liga NOS

Nos últimos anos, dificilmente se encontra um mercado de Verão tão interessante como este. Contra todas as expectativas, dado que a pandemia trouxe alguma incerteza, os clubes portugueses têm investido mais e melhor, desde o …