As brilhantes “lágrimas azuis” dos mares chineses são tóxicas (e estão a crescer)

As luzes azuis que pintam os mares chineses, muitas vezes chamadas de “lágrimas azuis”, podem ser vistas depois de escurecer em muitas praias da China e tornaram-se, recentemente, numa grande atração turística.

Nas noites de verão, as águas ao redor das ilhas Matsu de Taiwan lançam um misterioso brilho azul e quem as vê não fica indiferente. O fenómeno, conhecido como “lágrimas azuis”, é causado por uma floração de pequenas criaturas bioluminescentes chamadas dinoflagelados (Noctiluca scintillans).

A microalga que vive no Mar da China Oriental, e que atrai turistas por causa do seu misterioso brilho azul, é tóxica. De acordo com um estudo recente, está a crescer a um ritmo acelerado. “As pessoas acham que é romântico e bonito de se ver à noite”, disse Chanmin Hu, oceanógrafo da Universidade do Sul da Florida, nos Estados Unidos, e co-autor do estudo, ao Live Science. “Mas é tóxico.”

Hu e a sua equipa usaram dados de satélite para rastrear o tamanho da microalga ao longo do tempo. Depois de terem analisado quase 1.000 imagens de satélite dos últimos 19 anos, os cientistas conseguiram uma assinatura exclusiva das lágrimas azuis – os comprimentos de onda refletidos pela microalga.

É como uma impressão digital“, disse o líder da investigação. Através desta assinatura particular, os cientistas descobriram que a microalga, normalmente vista perto da costa, está a estender o seu alcance para águas mais profundas.

Isto pode ser um problema para as criaturas marinhas, uma vez que o fenómeno pode envenenar a vida marinha e até adoecer os seres humanos. O artigo científico foi recentemente publicado na Geophysical Research Letters.

Na verdade, os dinoflagelados não são tóxicos – pelo menos, até começarem a mastigar. As algas tóxicas são a sua refeição favorita, e à medida que as comem, libertam amónia e outras substâncias químicas que contaminam a água ao seu redor.

Além disso, estas criaturas respiram oxigénio até não restar nada nas águas circundantes. “O oxigénio na água é tão baixo que muitos animais podem morrer”, explicou Hu.

A causa das lágrimas azuis não é certa, mas os cientistas acreditam que a poluição proveniente das atividades agrícolas que acaba no rio Yangtze desempenha um papel importante. O rio despeja fertilizantes no Mar da China Oriental, fornecendo às lágrimas azuis doses maciças de nutrientes de que necessitam para crescer.

Durante a construção da Barragem das Três Gargantas, entre 2000 e 2003, estes dinoflagelados não cresceram, uma vez que, durante estes anos, o fluxo do rio Yangtze diminuiu drasticamente. Em 2003, quando a construção da barragem foi concluída e o rio Yangtze começou a fluir, Hu viu a floração começar a aumentar novamente.

Hu e a equipa não esperam que o crescimento abrande tão cedo, o que significa que as “lágrimas azuis” continuarão a representar uma ameaça à vida marinha – apesar de continuarem a presentear os turistas com um espetáculo azul brilhante.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Boas, gostava só de corrigir a notícia na medida em que continuamente referem-se a estas microalgas como flor, ou planta. A espécie de que falam, as noctilucas são dinoflagelados, organismos marinhos microscópicos bastante simples.
    Estes microorganismos são unicelulares, as plantas ou flores são pluricelulares, muito mais complexas e normalmente não vivem no ambiente marinho.
    Uma simples pesquisa no google esclarecia esta questão.
    Em relação à sua toxicidade, é verdade que podem induzir condições tóxicas no ambiente marinho, especialmente quando em conjunto com outras espécies de microalgas e quando as condições assim o potenciam.
    É realmente um fenómeno muito engraçado e que pode ser observado até na nossa costa Algarvia quando as condições são propícias a aumentos da sua população, normalmente quando as águas começam a aquecer e temos estes aumentos, blooms, de outras microalgas das quais os dinoflagelados se alimentam. Estes blooms de microalgas são também a razão pela qual não se devem comer bivalves nos meses sem R, normalmente os mais quentes e mais convidativos é verdade, e nos quais o aumento da temperatura leva a um crescimento destes microorganimos, dos quais os bivalves se alimentam, e que em grandes concentrações podem ser tóxicos. Podem! Não quer dizer que sempre o sejam!
    Venham na altura do Verão até ao Algarve e poderão até nadar no mar e serem vocês também iluminados, é espectacular!

RESPONDER

Mais cinco mortes e 713 casos confirmados em Portugal

Portugal registou, este sábado, mais cinco mortes e 713 casos confirmados de covid-19, de acordo com o mais recente boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Este sábado registaram-se mais cinco mortes e 713 novos casos …

Dirigente da Huawei detida no Canadá pode voltar à China após acordo com EUA

A justiça dos EUA aceitou hoje o acordo entre o Departamento da Justiça e a Huawei, que vai permitir à filha do fundador e diretora financeira do conglomerado chinês de telecomunicações regressar à China. Uma juíza …

Depois do coro de críticas, brasões da Praça do Império passam do jardim para a calçada

Os brasões florais que representam as capitais de distrito e as ex-colónias portuguesas vão mesmo ser retirados da Praça do Império, em Lisboa, mas passarão a estar representados em pedra da calçada. É a solução …

Vulcão, La Palma

Aeroporto de Las Palmas inoperacional devido à acumulação de cinzas

O aeroporto de La Palma, na Ilha de Tenerife, nas Canárias, está inoperacional por acumulação de cinzas, resultante da erupção do vulcão Cumbre Vieja, informou hoje a empresa gestora dos aeroportos e do tráfego aéreo …

Siza Vieira reforça que é "trabalho" dos Bancos discutir com os clientes o reembolso das moratórias

O ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, reforça que cabe aos Bancos "discutir com os seus clientes que têm moratórias nos sectores mais afectados" pela pandemia o reembolso das dívidas após o fim destes mecanismos …

Domingos Soares de Oliveira de saída do Benfica

Além de João Varandas Fernandes e José Eduardo Moniz, o administrador Domingos Soares de Oliveira também não vai integrar a lista de Rui Costa para as próximas eleições. Rui Costa confirmou na terça-feira que é candidato …

Depois do Bayern, Barcelona também está atento a Luis Díaz

Luis Díaz continua a somar boas exibições e clubes interessados na sua contratação. Agora fala-se do desejo do Barcelona em contratar o colombiano em janeiro. Luis Díaz atravessa um momento de forma excecional ao serviço do …

Fuse Valley, Matosinhos

Está a nascer em Matosinhos a Silicon Valley portuguesa (e até Siza Vieira está "espantado")

O "Fuse Valley" promete ser a Silicon Valley portuguesa, em Matosinhos, num empreendimento inovador da Farfetch e da Castro Group que até deixa o ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, "espantado". A abertura está prevista …

Portugal aguarda "luz verde" da EMA para avançar com terceira dose aos idosos

Portugal aguarda a autorização da Agência Europeia de Medicamentos para avançar com a administração da terceira dose da vacina contra a covid-19 a maiores de 65 anos. Com base nos resultados de dois grandes estudos científicos …

E depois de Merkel? Alemanha já sente falta da Chanceler que saiu da sombra para salvar o seu "delfim"

Angela Merkel tinha prometido ficar afastada das eleições legislativas deste domingo, na Alemanha, mas saiu da sombra para apoiar o seu "delfim", o candidato da CDU, Armin Laschet, que deverá disputar a vitória com o …