Nomeação de Christine Lagarde mantém a expetativa de continuação de juros mínimos no BCE

WEF / Wikimedia

Christine Lagarde

Uma política monetária semelhante à dos últimos anos, respondendo ao abrandamento económico recente com mais estímulos e descidas de taxas de juro, é o que se pode esperar de um Banco Central Europeu (BCE) liderado por Christine Lagarde.

Depois de ter sido a primeira mulher a ocupar o cargo de diretora geral do Fundo Monetário Internacional (FMI), que suspendeu na terça-feira, Christine Lagarde prepara-se agora para quebrar a mesma barreira no BCE, uma instituição como um historial de falta de diversidade de género na sua liderança muito acentuado, noticiou o Público.

E, tendo em conta o que têm vindo a ser as posições assumidas pelo FMI e por si própria relativamente à condução da política monetária na zona euro, a expetativa neste momento é claramente de uma continuidade no BCE, com aqueles que defendem a necessidade de manutenção de políticas expansionistas a saírem vencedores.

Segundo o jornal diário, com formação em Direito, mas uma vasta experiência na condução da política económica, Christine Lagarde é aquilo a que, ao nível da política monetária, se denomina como uma “pomba”: alguém que defende em dado momento medidas mais expansionistas – como descida das taxas de juro – em contraponto com os chamados “falcões”, que defendem medidas mais restritivas.

Como líder do FMI, tem apoiado frequentemente ao longo dos últimos anos as medidas extraordinárias de estímulo aplicadas pelo BCE de Mario Draghi, incluindo a redução das taxas de juro para níveis mínimos históricos ou a compra de dívida pública em larga escala para aumentar a liquidez na economia.

europeancentralbank / Flickr

Mario Draghi

Em relação ao atual momento – em que um abrandamento da economia europeia está a fazer o BCE repensar a sua tentativa de regresso à normalidade da política monetária – Christine Lagarde deixou claro que prefere que o banco central seja bem mais lento na retirada dos estímulos que tem em vigor.

Num texto publicado a 05 de junho, a diretora executiva do FMI defendia que “a atividade económica global beneficiaria de um ritmo mais paciente de normalização monetária da Reserva Federal norte-americana e do BCE”.

Este tipo de declarações públicas criam a expetativa de que esta deverá, a partir de outubro, prolongar a política expansionista do BCE, mantendo as taxas a mínimos e não iniciando a redução do balanço do banco central, e estará preparada, tal como Mario Draghi, para “fazer o que for preciso” para preservar o euro em caso de nova crise grave.

Uma caraterística de Christine Lagarde que será também relevante para o seu mandato de oito anos no BCE é o facto de até aqui ter sido essencialmente uma política, indicou o Público. O papel que deve ser desempenhado pelo BCE é causa de divergências entre as capitais europeias, com Berlim, por exemplo, a preferir que o banco central contribuísse menos para aliviar os problemas orçamentais dos Estados.

Na eventualidade de uma nova crise financeira, essas divergências certamente acentuar-se-iam, e Chritine Lagarde teria de encontrar um equilíbrio entre a sua experiência de negociações políticas adquirida como ministra e no FMI durante a última crise e o seu novo papel de líder uma instituição supostamente independente dos governos e apenas preocupada com o seu mandato de estabilidade de preços.

TP, ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Depois do que fez como Ministra das Finanças em França e no FMI, só faltava a esta vigarista passar pelo BCE!!
    É bom comprovar que o mérito continua a ser tido em conta…

RESPONDER

Indonésia tenta parar violência na Papua com envio de tropas e corte da Internet

O corte do acesso à Internet na Papua e territórios adjacentes e o envio de pouco mais de um milhar de efetivos do exército são a resposta do Governo indonésio à onda de distúrbios que …

Itália tem até terça-feira para formar novo Governo

O Presidente de Itália disse esta quinta-feira, após consultas com os partidos, que há uma maioria parlamentar disposta a formar um novo Governo, pelo que vai permitir estas negociações e convocará novamente os partidos na …

Câmara de Cascais paga multa de 200 mil euros por construção ilegal na praia

A Câmara Municipal de Cascais foi condenada a pagar 200 mil euros pela construção ilegal de um acesso em betão à praia do Abano. A construção que data a 17 de junho de 2009 foi conduzida …

Ocean Viking vai desembarcar em Malta. Reservas de mantimentos estão a chegar ao fim

As reservas de mantimentos para os 356 ocupantes do navio Ocean Viking só são suficientes para quatro dias, alertou esta sexta-feira a organização Médicos Sem Fronteiras frisando que o navio está há 19 dias no …

"Não se cumpre a lei". Veterinários acusam autoridades de não recolherem animais abandonados

O bastonário da Ordem dos Médicos Veterinários, Jorge Cid, acusou ontem as autoridades de não estarem a cumprir a lei que obriga a recolher os animais abandonados. Em setembro de 2018, passou a ser aplicada no …

"A Leonor é transexual. Ela existe. É a minha filha." Pais ao lado do Governo e contra a direita

A polémica em torno da Lei de Identidade de Género continua, com as críticas da Direita e com uma petição contra a legislação que já vai em mais de 27 mil assinaturas. Associações de pais …

Médicos de fertilidade usaram o seu próprio esperma em centenas de pacientes

Uma longa reportagem do The New York Times dá conta de vários casos de mulheres que recorreram a médicos especialistas em fertilidade à procura de esperma anónimo e acabaram por receber o esperma do próprio …

Nenhum rohingya se apresentou para sair do Bangladesh e regressar a Myanmar

O Comissário para os Refugiados, Assistência e Repatriamento do Bangladesh, Abul Kalam, disse na quinta-feira que nenhum rohingya se apresentou para regressar a Myanmar (antiga Birmânia) numa segunda tentativa de repatriamento da etnia muçulmana. Numa conferência …

No ano letivo passado, houve nove denúncias de praxes abusivas

A linha de denúncias de praxes abusivas e violentas recebeu no passado ano letivo nove queixas relativas a agressões entre alunos que aconteceram, na sua maioria, em instituições de Ensino Superior do norte do país. A …

Motorista de autocarro apanhado a ver filme enquanto conduz 30 passageiros para Lisboa

As imagens de um motorista de autocarro que foi gravado a ver um filme, enquanto estará a conduzir o veículo com 30 passageiros, de Coimbra até Lisboa, estão a gerar burburinho e preocupações de segurança …