Kim Jong-Un chorou durante discurso onde fez apelo às norte-coreanas

3

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-Un, emocionou-se, e até chorou, durante um discurso em que apelava às mulheres do seu país para terem mais filhos para solucionar o problema da queda nos nascimentos.

“Parar o declínio nas taxas de natalidade e proporcionar bons cuidados infantis e de educação são todos assuntos de família que devemos resolver, juntamente com as nossas mães”, sublinhou Kim Jong-Un no discurso durante um Encontro Nacional de Mães em Pyongyang, capital da Coreia do Norte.

Nas imagens divulgadas pela agência estatal norte-coreana, é possível ver uma lágrima a escorrer pelo rosto de Jong-Un que também chega a limpar a cara com um lenço.

As taxas de natalidade da Coreia do Norte não são conhecidas, mas “avaliações do governo da Coreia do Sul mostram que a taxa de fertilidade do seu vizinho do norte tem diminuído nos últimos 10 anos“, aponta a Sky News.

O número médio de filhos das norte-coreanas era de 1,79 em 2022, abaixo dos 1,88 em 2014, como reporta o canal de televisão.

Muitos casais norte-coreanos ficam-se por ter um filho único devido às dificuldades financeiras que criar uma criança implica. A Coreia do Norte é um dos países mais pobres do mundo.

Apesar disso, este decréscimo nos nascimentos na Coreia do Norte, a situação é ainda pior na Coreia do Sul, onde a taxa de natalidade se situava nos 0,78 em 2022.

ZAP //

3 Comments

  1. Lágrimas de crocodilo, provavelmente. Este está como o seu amigo Putin, aflito para que as mulheres sejam fábricas de crianças.

  2. Precisamos que os casais tenham mais filhos para pagar mais impostos e gerar mais receita para eu e meus comparsas podermos gastar mais dinheiro – verdade que jamais será dita ou admitida por nenhum governante do mundo.

  3. Num país daqueles, (des)governado por ditadores da pior espécie, quem é que tem disposição para mandar vir filhos??

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.