Juventus vs Sporting | Leão atrevido morre na praia

O Sporting deu muito trabalho à Juventus, em Turim, esteve a ganhar, enervou o seu adversário, mas a qualidade individual dos transalpinos acabou por ditar a derrota leonina, perante uma “Vecchia Signora” mais rematadora e dominadora, mas que teve pela frente um Rui Patrício em forma.

Destaque para o minuto de silêncio em memória das vítimas dos incêndios em Portugal, respeitado de forma arrepiante.

O Jogo explicado em Números

  • Jogo algo “mastigado” nos primeiros dez minutos, com a Juventus a registar 57% de posse de bola e um pontapé de canto, mas nenhum remate para qualquer um dos lados. Até que…
  • Aos 12 minutos, Bruno Fernandes fez um passe, Alex Sandro não completou a intercepção e deixou Gelson Martins isolado. o extremo rematou, Gianluigi Buffondefendeu, mas a bola embateu em Alex Sandro e entrou na baliza deserta. Autogolo do antigo jogador do FC Porto.
  • Muita pressão italiana, mas por vezes precipitada e a esbarrar numa defesa leonina coesa. No entanto, notava-se uma tendência preocupante para a formação lusa, pois aos 25 minutos a Juve registava quatro remates, apenas um enquadrado, é certo, mas todos eles realizados dentro da grande área de Rui Patrício.
  • Mas foi de fora da área que a Juventus empatou. Aos 29 minutos, Miralem Pjanić cobrou de forma irrepreensível um livre directo, que Patrício apenas pôde acompanhar com os olhos.
  • À passagem da meia-hora o cenário começava a complicar para os “leões”: Juve com 60% de posse, seis remates, dois deles enquadrados (Sporting ainda com o seu disparo inicial, que deu golo), e 60% de duelos ganhos. Em termos individuais, Pjanić era o melhor em campo, com rating de 6.5, pelo golo e pelos 91% de acerto no passe. O melhor “leão” era Fábio Coentrão, com 5.6, ele que ganhara todos os sete duelos que disputara até ao momento.
  • O empate 1-1 era o resultado ao intervalo, que compensava o atrevimento ofensivo inicial e a solidez defensiva do Sporting, onde se destacava Coates, com nove alívios. A Juve foi a melhor equipa nesta fase, com 59% de posse, dez remates, sendo quatro enquadrados, nove desses disparos dentro da área de Rui Patrício. O guardião luso era o segundo melhor na partida, com um GoalPoint Rating de 6.3, graças a três defesas. O MVP era mesmo Pjanić, com 6.6, mercê de um golo, no seu único remate, 43 interacções com a bola, quatro duelos ganhos em oito e dois desarmes. Tudo em aberto para o segundo tempo.
  • Sporting mais composto após o descanso. Nos primeiros 15 minutos do segundo tempo conseguiu equilibrar as operações no que toca à posse de bola, com 49%, mas também dois remates, tantos quantos a Juventus (só os italianos enquadraram um). Nesta fase, porém, a equipa de Jorge Jesus não registava ainda qualquer pontapé de canto desde o início da partida.
  • Excelente jogo de Sebastián Coates. Forte no ar, com três duelos ganhos em outros tantos disputados, registava, aos 70 minutos, dez alívios, duas intercepções e um desarme, para além de um remate, de cabeça.
  • Por volta dos 75 minutos a nota dominante da segunda parte era o equilíbrio. Os “leões” conseguiam, aliás, um registo de 52% de posse desde o intervalo, e três remates, contra os quatro da Juve (dois enquadrados). O “leão” mostrava segurança no passe (80% de eficácia), o que tirava bola aos italianos… e enervava-os – seis faltas dos da casa até esta altura no segundo tempo, apenas duas dos portugueses.
  • Mas o jogo do banco acabou por favorecer a Juventus. Allegri lançou Douglas Costa e, aos 84 minutos, o brasileiro “dançou” na esquerda e cruzou para cabeceamento certeiro de Mario Mandžukić. Estava feito o 2-1.

O Homem do Jogo

O Sporting fez um bom jogo em Turim, mas o melhor em campo acabou mesmo por ser Rui Patrício. A facilidade com que a Juventus conseguiu rematar na grande área leonina (14 em 18) acabou por dar muito trabalho ao guardião português. Com um punhado de excelentes intervenções, Patrício manteve o Sporting no jogo bem até final. Terminou com seis defesas, cinco delas a remates dentro da grande área, e um GoalPoint Rating de 7.2. Está em grande forma o internacional luso.

Jogadores em foco

  • Miralem Pjanić 7.0 – Fez o golo do empate para a Juventus e foi, ao longo do jogo, o melhor dos italianos. Registou dois passes para finalização, colocou a bola 12 vezes na área leonina e ajudou na defesa, com dois desarmes.
  • Sebastián Coates 6.6 – Belíssimo jogo do uruguaio. Foi o esteio defensivo do Sporting, com oito duelos ganhos em dez, vitória na totalidade dos quatro aéreos, 12 alívios, três intercepções e dois desarmes. Não foi por ele que o Sporting perdeu.
  • Fábio Coentrão 5.5 – Enquanto durou, Coentrão deu “água pela barba” a Quadrado, em especial pelo seu posicionamento e capacidade de antever as movimentações do colombiano. Ganhou oito de 13 duelos, fez quatro alívios e duas intercepções e esteve muito em jogo, com 73 interacções com bola em 75 minutos.
  • Bas Dost 4.8 – Jogo ingrato para o holandês, emparedado entre Chiellini e Benatia. Ainda assim deu muita luta e ganhou metade dos 14 duelos aéreos em que participou. Rematou apenas uma vez, sem a melhor direcção.
  • Bruno Fernandes 4.6 – Esteve uns furos abaixo do habitual. O passe que acabou por isolar Gelson foi penalizado estatisticamente pelo facto de Alex Sandro ter tocado na bola e falhado a intercepção. Mas pouco mais fez do que isso e dos 84% de posse de bola.

Resumo

PARTILHAR

RESPONDER

Robôs substituem estudantes em cerimónia de graduação no Japão

Impedidos de estarem na sua cerimónia de graduação por causa do novo coronavírus, estudantes japoneses marcaram presença com a ajuda de robôs. Com as universidades fechadas devido à pandemia de covid-19, muitos foram os estudantes universitários …

Governo flexibiliza prescrição eletrónica de medicamentos

Esta quinta-feira, foi publicado em Diário da República o decreto-lei que cria o regime excecional de prescrição eletrónica de medicamentos durante o estado de emergência. O Governo criou um regime excecional de prescrição eletrónica de …

Médicos imigrantes impedidos de ajudar a combater o coronavírus nos EUA

Devido às regras dos vistos, muitos médicos imigrantes estão a ser proibidos de ajudar a combater a pandemia de covid-19 fora do hospital em que trabalham. Os Estados Unidos continuam a sentir em força as consequências …

Espanha insiste em emissão conjunta de dívida europeia "a médio prazo"

A ministra da Economia espanhola diz que o acordo alcançado pelo Eurogrupo "fazia falta", mas insiste que haja emissão conjunta de dívida europeia "a médio prazo". O Parlamento espanhol aprovou, entretanto, a renovação do estado …

Hyundai apresenta conceito de novo elétrico conduzido com joysticks

A Hyundai apresentou o conceito para um novo veículo, chamado Prophecy. O carro elétrico não é guiado pelo tradicional volante, mas sim por dois joysticks. As feiras automóveis estão todas interrompidas devido à pandemia de covid-19, …

Hospital da Cruz Vermelha excluído da rede de combate à pandemia

O Hospital da Cruz Vermelha não vai integrar a "rede covid", criada em resposta à pandemia do novo coronavírus, anunciou esta quinta-feira o executivo, realçando que esta decisão é tomada porque, face à situação atual, …

Coronavírus. Luvas de látex são perigosas quando não utilizadas corretamente

Quase como acontece com as máscaras, caso não sejam utilizadas corretamente, as luvas descartáveis de látex podem ser perigosas, ajudando a disseminar mais facilmente o vírus. A pandemia de covid-19 despertou grande interesse de como as …

Bloco de Esquerda "não vai aceitar austeridade" no pós-pandemia

A coordenadora nacional do Bloco de Esquerda diz que "não vai aceitar austeridade" em 2021, após a pandemia da covid-19, e garantiu que, pelo seu partido, "não faltará maioria" para ajudar Portugal a sair de …

Em Canonica d'Adda, homens e mulheres têm dias diferentes para ir às compras

A presidente da câmara de uma pequena cidade da Lombardia, Canonica d'Adda, em Itália, decidiu que homens e mulheres terão dias diferentes para fazer compras, visando limitar a multidão nas lojas e lutar contra a …

Linhas de crédito alargadas a todos os setores de atividade

O Governo alargou os apoios "à globalidade do tecido empresarial", nomeadamente aos setores do comércio e serviços, dos transportes, do imobiliário, da construção, indústrias extrativas e transformadoras. As linhas de crédito lançadas pelo Governo para apoiar …