Justiça volta a condenar rapper. Protestos violentos continuam em Espanha

Biel Alino / EPA

Protestos em Valência pela detenção de Pablo Hasél.

Um tribunal de Lleida, na região espanhola da Catalunha, confirmou hoje outra sentença de dois anos e meio para o ‘rapper’ Pablo Hasél, cuja detenção desencadeou nos últimos dias protestos violentos em várias cidades do país.

O ‘rapper’ foi agora condenado por ameaçar uma testemunha num julgamento contra a polícia urbana de Lleida, uma sentença de dois anos e meio de prisão que poderia ser acrescentada aos nove meses que está a cumprir por mensagens enviadas na rede social Twitter em que fazia a glorificação do terrorismo e injuriava a monarquia.

O tribunal de Lleida tem agora de decidir se obriga o Pablo Hasél a cumprir a nova pena de prisão, embora a sentença ainda possa ser objeto de recurso no Supremo Tribunal.

A prisão do ‘rapper’ – que acumula outras sentenças, uma delas de dois anos que foi suspensa em 2019 – desencadeou uma onda de protestos que nos últimos dois dias terminaram com tumultos em várias cidades, principalmente catalãs.

Pablo Hasél tornou-se um símbolo da liberdade de expressão para a extrema-esquerda espanhola, depois de ter sido condenado por ‘tweets’ em que insultava as forças de ordem espanholas e atacava a monarquia.

A sua situação legal está a ter uma considerável atenção pública porque acontece no seguimento de uma série de outros artistas e personalidades dos meios de comunicação social que foram levados a julgamento por violarem a Lei de Segurança Pública espanhola de 2015, que foi promulgada pelo Governo anterior do Partido Popular (direita) e criticado por organizações de direitos humanos.

O atual executivo de coligação de esquerda de Espanha quer alterar o código penal do país para eliminar as penas de prisão por ofensas envolvendo a liberdade de expressão, especialmente quando se trata da forma de expressão artística.

Entretanto, o Unidas Podemos (extrema-esquerda), coligado ao Partido Socialista (PSOE) que lidera o atual Governo, afirmou que vai trabalhar para conceder um indulto a Hasél.

Mas os acontecimentos também levaram a uma tempestade política, com a oposição de direita a condenar o Unidas Podemos por não expressar uma forte condenação à violência de rua.

A vice-presidente do executivo Carmen Calvo, membro do PSOE, criticou o líder da bancada do Unidas Podemos no parlamento, Pablo Echenique, por este mostrar o seu apoio aos “manifestantes antifascistas que lutam pela liberdade de expressão”.

Terceira noite de manifestações

A Espanha está a viver a terceira noite consecutiva de protestos, que nalgumas localidades se convertem em distúrbios.

Os protestos violentos estão hoje a concentrar-se em Barcelona, capital da região da Catalunha (nordeste de Espanha), onde grupos de manifestantes queimaram caixotes do lixo e atiraram pedras, garrafas e fogo de artifício contra a polícia regional, os Mossos d’Esquadra.

Em Valência, na Comunidade Valenciana, ao lado, a polícia também já fez diversas cargas para dispersar manifestações que começam por ser pacíficas e em seguida tornam-se violentas com cenas de luta de rua e algumas pessoas feridas, havendo já vários detidos e pelo menos um ferido.

Segundo fontes da polícia, já há pelo menos oito detidos na sequência dos distúrbios desta noite em pleno centro de Valência.

Os protestos têm sido convocados nas redes sociais por grupos pró-independência, como na passada terça-feira, e com palavras de ordem como “Estem fartes” (Estamos fartos).

https://twitter.com/naciodigital/status/1362506121274134534

Durante os distúrbios ocorridos na terça-feira à noite na Catalunha, os Mossos d’Esquadra e a polícia local prenderam cerca de cinquenta pessoas e dispararam cerca de 420 projéteis de borracha, um dos quais alegadamente fez com que um manifestante perdesse um olho.

Mais de 50 dos manifestantes foram presos na noite de quarta para quinta-feira durante os confrontos muito violentos entre manifestantes e a polícia e cerca de 70 pessoas foram feridas, metade das quais eram agentes da polícia.

https://twitter.com/mardelumes/status/1362517324109070337

  ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Com uma nova subida de preços na segunda-feira, portugueses correm às bombas

Com o anúncio do Governo da redução do ISP, e um possível aumento do preço dos combustíveis já na próxima semana, os portugueses estão a aproveitar o fim-de-semana para abastecer. Na sexta-feira, o Governo anunciou a …

O candidato às eleições presidenciais das Filipinas Ferdinand Marcos Jr.

Ferdinand-Duterte: Eleições filipinas podem pôr duas dinastias frente-a-frente (ou lado a lado)

Ferdinand Marcos Jr. é filho de um antigo ditador filipino. Agora é candidato às eleições presidenciais e poderá enfrentar a filha de Rodrigo Duterte, Sara, ou até aliar-se a ela. Ainda faltam mais de seis meses …

Recuperados da covid-19 vão poder tomar segunda dose se for preciso para viajar

A diretora-geral da Saúde revelou, este sábado, que os recuperados da covid-19 vão agora poder tomar uma segunda dose da vacina, caso seja preciso para poderem viajar. Esta semana, o Jornal de Notícias tinha avançado que …

Líder do PCP diz que problemas do país "não se resolvem com dramatizações"

O secretário-geral do PCP defendeu, este sábado, que os problemas do país "não se resolvem com dramatizações ou com o agigantar de dificuldades sobre o futuro", numa crítica ao Governo. Num discurso de quase 30 minutos …

Marcelo fez o que podia para prevenir crise política. Agora, fica à espera do diálogo

O Presidente da República transmitiu, este sábado, que fez em público e privado o que podia para prevenir junto dos partidos uma crise política e afirmou que espera diálogo sobre o Orçamento do Estado nos …

Candidato do Chega detido por tentativa de homicídio de família sueca

O suspeito da tentativa de homicídio de uma família sueca em Moura, Beja, foi candidato do Chega à freguesia de Póvoa de São Miguel nas últimas eleições autárquicas. O líder do partido já condenou este …

A judoca Bárbara Timo

Judoca Bárbara Timo conquista ouro nos -63kg no Grand Slam de Paris

A judoca portuguesa Bárbara Timo conquistou, este sábado, a medalha de ouro no primeiro dia do Grand Slam de Paris, na sua estreia na categoria -63 kg em provas do circuito mundial. Bárbara Timo, de 30 …

Afinal, o início do Universo pode nunca ter realmente existido

Investigador português da Universidade de Liverpool partiu da teoria dos conjuntos causais para pôr em causa alguns dos conceitos mais importantes na complexa evolução do Universo. A ideia de que o nosso universo foi criado através …

Exoplaneta gigante conseguiu sobreviver à morte da sua estrela

Cientistas encontraram um exoplaneta gigante que parece ter conseguido sobreviver à morte da sua estrela, orbitando neste momento uma anã branca. As anãs brancas são o processo final de estrelas e chegam a ser tão densas …

Homem budista a meditar

O tukdam - um estado mental "meio-morto" dos monges budistas - é o novo fascínio da ciência

Os monges budistas conseguem chegar a um estado de meditação tão profunda que não é detectada qualquer actividade cerebral. No Budismo no Tibete, há um conceito mítico conhecido como "thukdam" ou "tukdam". Acredita-se que este é …