Justiça distribui milhões pelas IPSS ao critério de cada magistrado

Manuel de Sousa / Wikimedia

Palácio da Justiça / Tribunal da Relação do Porto

O sistema de justiça distribui anualmente milhões de euros por instituições particulares de solidariedade social. Esta distribuição é feita “ao critério e razoabilidade de cada magistrado”.

A justiça portuguesa distribui anualmente milhões de euros a instituições particulares de solidariedade social (IPSS), através dos casos de arguidos que querem evitar uma acusação ou suspender uma pena de prisão.

De acordo com o Jornal de Notícias, os critérios de distribuição do dinheiro não são claros. Não há critérios que definem quem o pode fazer, quanto deve pagar ou qual a IPSS que deve ser escolhida.

Esta distribuição de dinheiro acontece quando, em vez da acusação de um arguido, os magistrados acordam que seja feita uma contribuição pecuniária a uma instituição ou ao Estado. Segundo a Procuradoria-Geral da República, só o Ministério Público atribuiu 29 milhões nos últimos três anos.

Mário Morgado, vice-presidente do Conselho de Magistratura, admite ser favorável a existência de “um sistema alternativo em que haja menos espaço para o casuísmo“. O presidente da comarca de Castelo Branco, José Gonçalves, considera que esta distribuição pode fazer com que o dinheiro seja canalizado “para quem possa não merecer”.

A PGR admite, por sua vez, que a listagem das IPSS elegíveis foi feita com base nos projetos que têm em curso, da sua idoneidade e dos seus contributos para a defesa dos interesses sociais.

Segundo o jornal, há uma orientação judicial que pede aos juízes que seja dada primazia às instituições com atividades ligadas ao crime cometido. No caso de um arguido ser julgado por violência doméstica, por exemplo, as contribuições deverão ser destinadas a organizações que apoiem mulheres em risco.

Para além do montante dado às instituições, o Estado obteve 112 milhões de euros através destas suspensões provisórias do processo nos últimos três anos, que fazem com que os arguidos não sejam acusados.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Acho que se está a dar aos juízes tarefas que em meu entender nunca deveriam ser-lhes atribuídas. E esta é uma delas e tem a ver com números.
    Ora muitos que são hoje juízes são-no exactamente porque quiseram ver-se livres da matemática e seguiram direito (antiga alínea E).
    No fim vai ser difícil as contas funcionarem bem.
    Ser idóneo é uma coisa e ser competente é outra bem diferente.

  2. È o caso dos advogados, a grande % dos politicos e governantes são advogados, ora não tem nada haver c/ nr. é por esta razão e muitas outras que o país está constantemente na miséria. Eles não percebem NADA de gestão. Só percebem quando é gerir p/ o bolso deles …

RESPONDER

A água é comum nos mundos extraterrestres (mas surpreendentemente mais escassa do que se esperava)

A presença de água em exoplanetas é comum, mas surpreendentemente mais escassa do que se esperava, concluiu uma nova investigação levada a cabo por cientistas da Universidade de Cambridge, no Reino Unido. Para chegar a …

"Encontrei a minha alma gémea". Presidente do Flamengo disposto a (quase) tudo para segurar Jesus

O presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, ficou encantado com Jorge Jesus logo quando o conheceu. É o que o dirigente diz numa entrevista, onde admite que encontrou a sua "alma gémea", não revelando dados sobre …

COP25: uma traição ao Acordo de Paris "e às pessoas em todo o mundo"

Organizações não governamentais ambientalistas consideraram que os projetos de resolução que a cimeira do clima da ONU tem para aprovar são "uma traição" do Acordo de Paris e dos milhões de pessoas que sofrem com …

Governo admite novo aumento extra das pensões (com a simpatia das Finanças e de olho na geringonça)

O Governo está a equacionar um novo aumento extraordinário das pensões no âmbito da preparação da proposta de Orçamento do Estado para 2020 (OE2020). A medida agrada a PCP e Bloco de Esquerda e terá …

Na última noite no Porto, Óliver foi sozinho à Ponte D. Luís (e vieram-lhe as lágrimas aos olhos)

O médio espanhol Óliver Torres confessa que a sua saída do Porto foi "emotiva" e que se despediu do clube e da cidade na Ponte D. Luís, de noite e sozinho, com "as lágrimas nos …

Costa e Centeno discutiram no Conselho Europeu (e foi Centeno quem ganhou)

António Costa e Mário Centeno envolveram-se numa "discussão directa" em pleno Conselho Europeu que deixou os restantes membros do Eurogrupo perplexos. Em causa esteve o primeiro orçamento da Zona Euro, com o primeiro-ministro de Portugal …

Sondagens. Livre cai a pique, Montenegro lidera corrida ao PSD

O PS lidera as intenções de voto com 37,1% e um avanço de 10,2 pontos percentuais sobre o PSD numa sondagem em que o Livre surge com metade da votação alcançada nas legislativas em outubro. Num …

ONU chama a atenção para consumo de tramadol (erradamente considerado menos letal que fentanil)

A crise derivada do consumo excessivo de opóides e as mortes daí decorrentes já levaram empresas norte-americanas que os produzem a receber milhares de ações judiciais. Contudo, a Organização das Nações Unidas (ONU) chama a …

Mais de 50 jornalistas subscrevem abaixo-assinado em defesa de Maria Flor Pedroso

Mais de 50 jornalistas, entre os quais Adelino Gomes, Henrique Monteiro, Anabela Neves e Francisco Sena Santos, subscreveram esta sexta-feira um abaixo-assinado em defesa da jornalista Maria Flor Pedroso, diretora de informação da RTP. "Confrontados com …

O maior sítio arqueológico submerso do mundo é no México (e está a surpreender os especialistas)

Uma equipa de especialistas está a explorar há cerca de quatro anos o Grande Aquífero Maia, localizado no México, e tem feito descobertas surpreendentes que vão desde numerosos sítios arqueológicos a vestígios de homens primitivos.  Durante …