Justiça distribui milhões pelas IPSS ao critério de cada magistrado

Manuel de Sousa / Wikimedia

Palácio da Justiça / Tribunal da Relação do Porto

O sistema de justiça distribui anualmente milhões de euros por instituições particulares de solidariedade social. Esta distribuição é feita “ao critério e razoabilidade de cada magistrado”.

A justiça portuguesa distribui anualmente milhões de euros a instituições particulares de solidariedade social (IPSS), através dos casos de arguidos que querem evitar uma acusação ou suspender uma pena de prisão.

De acordo com o Jornal de Notícias, os critérios de distribuição do dinheiro não são claros. Não há critérios que definem quem o pode fazer, quanto deve pagar ou qual a IPSS que deve ser escolhida.

Esta distribuição de dinheiro acontece quando, em vez da acusação de um arguido, os magistrados acordam que seja feita uma contribuição pecuniária a uma instituição ou ao Estado. Segundo a Procuradoria-Geral da República, só o Ministério Público atribuiu 29 milhões nos últimos três anos.

Mário Morgado, vice-presidente do Conselho de Magistratura, admite ser favorável a existência de “um sistema alternativo em que haja menos espaço para o casuísmo“. O presidente da comarca de Castelo Branco, José Gonçalves, considera que esta distribuição pode fazer com que o dinheiro seja canalizado “para quem possa não merecer”.

A PGR admite, por sua vez, que a listagem das IPSS elegíveis foi feita com base nos projetos que têm em curso, da sua idoneidade e dos seus contributos para a defesa dos interesses sociais.

Segundo o jornal, há uma orientação judicial que pede aos juízes que seja dada primazia às instituições com atividades ligadas ao crime cometido. No caso de um arguido ser julgado por violência doméstica, por exemplo, as contribuições deverão ser destinadas a organizações que apoiem mulheres em risco.

Para além do montante dado às instituições, o Estado obteve 112 milhões de euros através destas suspensões provisórias do processo nos últimos três anos, que fazem com que os arguidos não sejam acusados.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Acho que se está a dar aos juízes tarefas que em meu entender nunca deveriam ser-lhes atribuídas. E esta é uma delas e tem a ver com números.
    Ora muitos que são hoje juízes são-no exactamente porque quiseram ver-se livres da matemática e seguiram direito (antiga alínea E).
    No fim vai ser difícil as contas funcionarem bem.
    Ser idóneo é uma coisa e ser competente é outra bem diferente.

  2. È o caso dos advogados, a grande % dos politicos e governantes são advogados, ora não tem nada haver c/ nr. é por esta razão e muitas outras que o país está constantemente na miséria. Eles não percebem NADA de gestão. Só percebem quando é gerir p/ o bolso deles …

RESPONDER

No Japão, pilotar drones enquanto bêbado dá prisão

Os drones revolucionaram a fotografia, ajudaram na conservação, transportaram órgãos para transplantes e até já ajudaram em missões de busca e salvamento. Mas as máquinas voadoras controladas remotamente nem sempre são usadas para o bem. Também …

PSG na corrida por Bruno Fernandes. Atlético já terá proposta

Bruno Fernandes continua com o futuro incerto, mas o mercado continua a mexer. De acordo com a imprensa desportiva, o Paris Saint-Germain entrou na corrida pelo médio do Sporting e o Atlético de Madrid terá …

Crédito Agrícola vai cobrar MB Way e transferências online

O Crédito Agrícola, instituição bancária liderada por Licínio Pina, vai passar a cobrar não só as transferência feitas através da aplicação móvel MB Way, como também as transferências online, escreve o jornal Eco este sábado. …

Há uma "Cidade do Futuro" inacabada no deserto do Arizona

https://vimeo.com/342345734 No deserto do Arizona, nos Estados Unidos, há uma cidade experimental projetada para milhares de pessoas que agora contém apenas algumas dezenas de habitantes. Durante quase cinco décadas, um grupo chamado Fundação Cosanti tem trabalhado na …

Montenegro vai estudar liderança em França. Quer qualificar-se para o futuro

O ex-líder parlamentar do PSD, Luís Montenegro, vai para França estudar num programa de gestão avançada para executivos promovido pelo Instituto Europei para Administração de Empresas, escreve este sábado o Expresso. De acordo com o …

A dieta perfeita não existe

O número de dietas que existem não cabe nos dedos das nossas mãos, mas grande parte das pessoas vai dizer-lhe qual a melhor dieta a seguir. Mas não acredite, é tudo bluff. Uma equipa de cientistas …

Fenprof critica Marcelo. "Não é o Presidente de todos os portugueses”

O 13.º congresso da Fenprof terminou este sábado com a garantia de luta pela contagem integral do tempo de serviço dos professores e críticas a Marcelo Rebelo de Sousa, que “não é o Presidente de …

Consumo de álcool dos filhos associado a educação branda dos pais

Um estudo descobriu que há uma associação entre o consumo de álcool dos filhos e a educação que os pais dão em relação às bebidas alcoólicas. Quanto mais brandos os pais forem, mais probabilidade há …

Espiões podem estar a usar o LinkedIn para recrutar novos contactos

O LinkedIn é uma rede social de negócios, mas espiões podem estar a usá-la para encontrar novos contactos. Os espiões estarão a usar perfis falsos, gerados por inteligências artificial. Apesar de ser uma rede social bem …

Mercado de compras online pode não ser tão lucrativo quanto se pensa (e pode estar perto do fim)

Muitas pessoas provavelmente presumem que as lojas online estão a fazer uma fortuna, mas a realidade é bem diferente. Muitas atividades de comércio eletrónico são, na verdade, não lucrativas. Se as pessoas tivessem que pagar o …