Jurassic Park estava errado: o Homem corre muito mais depressa do que um dinossauro

Alex Beynon / Flickr

Se o asteróide não tivesse atingido a Terra naquele momento histórico, os dinossauros poderiam andar entre nós - excepto que não haveria um "nós".

Investigadores conseguiram calcular a velocidade a que se movia um dos maiores dinossauros que passou pelo planeta Terra.

Foram muitas as personagens do conhecido filme norte-americano que não conseguiram escapar ilesas aos velozes dinossauros que corriam na sua direção.

Mas agora, segundo uma equipa de investigadores canadianos, essa situação nem sequer seria possível porque os humanos poderiam ser muito mais rápidos do que estas criaturas.

De acordo com o RT, os cientistas descobriram restos fossilizados de um tiranossauro em rochas com mais de 66 milhões de anos no estado de Wyoming, nos Estados Unidos.

Esta rara descoberta baseou-se na existência de uma pegada bem conservada que consistia em três dedos na parte da frente e de um outro mais pequeno na parte traseira.

Segundo a investigação, só os tiranossauros ficaram conhecidos por viver naquela zona e eram os únicos suficientemente grandes para deixar pegadas de 47 centímetros.

De acordo com a pegada encontrada, ou esta pertencia a um jovem T. rex ou então a uma outra espécie mais pequena conhecida por Nanotyrannus lancensis.

Independentemente de qual tenha sido o dinossauro a deixar aquela pegada, é certo que este não seria assim tão rápido como pensávamos, pelo menos naquele momento.

Scott Persons, autor principal do estudo e paleontólogo da Universidade de Alberta, juntamente com o resto da equipa, calculou a que altura estariam as ancas do dinossauro do chão.

Através de duas fórmulas recorrentes, a equipa determinou que estariam entre 1,56 e 2,07 metros do chão. De seguida, mediram a distância entre as pernas para determinar a velocidade do seu movimento.

Os investigadores chegaram à conclusão que, naquele momento, o animal caminhava a uma velocidade aproximada entre 4,5 e 8 quilómetros por hora.

A análise não prova, no entanto, que o T. Rex não poderia ser mais rápido noutras situações, até porque esta pegada mostra apenas um evento isolado.

Um estudo anterior já tinha analisado uma outra pegada semelhante a esta, chegando à conclusão que o dinossauro em questão estava a deslocar-se a 11 quilómetros por hora.

Apesar de já ser um bocadinho mais elevada, esta continua a ser uma velocidade que até um atleta amador conseguia bater.

ZAP // RT

PARTILHAR

RESPONDER

Descobertas oito novas fontes de Explosões Rápidas de Rádio vindas do Espaço

As Explosões Rápidas de Rádio (Fast Radio Bursts, FRBs) são dos enigmas mais intrigantes da astronomia moderna. Estes sinais de rádio, por norma, duram milésimos até desaparecer, mas alguns repetem-se de forma irregular. Desde a descoberta …

Cientista americana diz estar certa de que a Terra será atingida por asteroide

https://vimeo.com/355132338 Uma cientista americana de uma ONG dedicada a proteger a Terra diz que é 100% certo que um asteroide atingirá o nosso planeta. A cientista é Danica Remy, presidente da Fundação B612. Após um asteroide não …

NASA vai mesmo explorar Europa, a lua de Júpiter que pode ter vida extraterrestre

A NASA deu luz verde a uma missão para explorar uma lua de Júpiter que é considerada um dos melhores candidatos para a vida extraterrestre. A Europa - que é um pouco mais pequena do que …

País de Gales cancela plano controverso de criar "casas de banho robô"

O objetivo da construção era impedir atividade sexual, vandalismo e dormidas nas casas de banho públicas. O projeto ia recorrer às tecnologias de piso sensível ao peso, jatos de água, sensores anti-movimento e alarmes. O conselho …

Sem saber, uma mulher viveu durante 17 anos com a sua "gémea" dentro dela

Uma jovem na Índia, sem saber, viveu com uma das condições médicas mais raras e perturbadoras durante quase duas décadas. De acordo com um relatório de caso desta semana, a mulher tinha um saco que continha …

Novo filme da saga 007 já tem nome e data de estreia marcada

O novo filme da saga 007, realizado por Cary Fukunaga chama-se "No time to die" e estreia-se no Reino Unido e nos Estados Unidos em abril de 2020. "Daniel Craig regressa como James Bond, 007 em... …

Comporta pode tornar-se na nova Ibiza (e tudo começou com a queda do BES)

Após anos de um quase esquecimento, em termos de desenvolvimento imobiliário, a Comporta está a atrair investidores internacionais que encaram a pequena vila de Setúbal como uma "nova Ibiza". Um cenário que está a preocupar …

Família de Aretha Franklin cria fundo para a investigação de cancro raro

Um ano após a morte da cantora, a família de Aretha Franklin criou um fundo de apoio à investigação na área dos tumores neuroendócrinos, a doença rara que se revelou fatal para a celebridade, a …

Sporting vai monitorizar tudo o que se diz e escreve sobre jogadores

A empresa Noisefeed tem uma enorme base de dados relativa à atividade nas redes sociais de milhares de jogadores a nível global. Os jogadores de futebol de todo o mundo usam, cada vez mais, as redes …

Boris janta hoje com Merkel para mudar acordo. Maioria quer novo referendo

A pouco mais de dois meses da data marcada para a saída do Reino Unido da União Europeia, uma nova sondagem mostra que a maioria dos britânico quer que qualquer novo acordo vá a referendo. Um …