Jovens suspeitos de três homicídios suicidaram-se após semanas em fuga

Liam Richards / Saskatoon Starphoenix

Começaram a ser procurados por estarem desaparecidos e depois por serem suspeitos de homicídio. Na semana passada, foram encontrados mortos e, agora, as autópsias apontam para o suicídio.

Os restos mortais, encontrados na manhã de 7 de agosto a norte da província canadiana de Manitoba, pertencem de facto a Kam McLeod, com 19 anos e Bryer Schmegelsky, com 18. Os resultados das autópsias levam a polícia a suspeitar que tenham morrido de ferimentos feitos por eles próprios, recorrendo a uma arma.

“Uma vez que os indivíduos morreram alguns dias antes de serem encontrados, a hora e data exata das suas mortes são desconhecidas”, esclareceu a RCMP, a organização policial do Canadá, numa declaração partilhada esta segunda-feira e divulgada pelo jornal britânico The Guardian. Ainda assim, a força policial acredita que os suspeitos estiveram vivos durante vários dias depois da última vez em que foram vistos.

Os dois jovens foram dados como desaparecidos a 19 de julho, depois de o seu carro ter sido encontrado incendiado numa estrada perto do lago Dease, British Columbia. Kam McLeod e Bryer Schmegelsky foram depois dados como suspeitos do homicídio de um casal de turistas australiano — Lucas Fowler e Chynna Deese — e de um outro homem — Leonard Dick –, tendo os crimes ocorrido na zona onde o carro foi encontrado.

Os dois rapazes chegaram a ser parados numa operação Stop mas foram mandados seguir pela polícia. Foram avistados várias vezes mas as autoridades canadianas não conseguiram capturá-los com vida.

Localizados mais tarde numa pequena povoação, terão conseguido fugir depois de se disfarçarem. Os corpos foram encontrados num local de densa vegetação, perto de um rio, não tendo ainda sido divulgada a causa da morte.

O casal de namorados abatido pelos dois jovens estava de férias no Canadá e a polícia ainda não conseguiu perceber qual foi a motivação para o crime. Leonard Dyck era um professor universitário e terá sido morto dois dias depois do casal de turistas.

As famílias dos dois adolescentes contaram à polícia que estes viajavam para o Yukon à procura de trabalho. Ambos eram adeptos de armas e seriam simpatizantes da ideologia nazi. Os jornais canadianos publicaram fotos dos dois a exibirem armas e símbolos como a cruz suástica.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Cientista americana diz estar certa de que a Terra será atingida por asteroide

https://vimeo.com/355132338 Uma cientista americana de uma ONG dedicada a proteger a Terra diz que é 100% certo que um asteroide atingirá o nosso planeta. A cientista é Danica Remy, presidente da Fundação B612. Após um asteroide não …

NASA vai mesmo explorar Europa, a lua de Júpiter que pode ter vida extraterrestre

A NASA deu luz verde a uma missão para explorar uma lua de Júpiter que é considerada um dos melhores candidatos para a vida extraterrestre. A Europa - que é um pouco mais pequena do que …

País de Gales cancela plano controverso de criar "casas de banho robô"

O objetivo da construção era impedir atividade sexual, vandalismo e dormidas nas casas de banho públicas. O projeto ia recorrer às tecnologias de piso sensível ao peso, jatos de água, sensores anti-movimento e alarmes. O conselho …

Sem saber, uma mulher viveu durante 17 anos com a sua "gémea" dentro dela

Uma jovem na Índia, sem saber, viveu com uma das condições médicas mais raras e perturbadoras durante quase duas décadas. De acordo com um relatório de caso desta semana, a mulher tinha um saco que continha …

Novo filme da saga 007 já tem nome e data de estreia marcada

O novo filme da saga 007, realizado por Cary Fukunaga chama-se "No time to die" e estreia-se no Reino Unido e nos Estados Unidos em abril de 2020. "Daniel Craig regressa como James Bond, 007 em... …

Comporta pode tornar-se na nova Ibiza (e tudo começou com a queda do BES)

Após anos de um quase esquecimento, em termos de desenvolvimento imobiliário, a Comporta está a atrair investidores internacionais que encaram a pequena vila de Setúbal como uma "nova Ibiza". Um cenário que está a preocupar …

Família de Aretha Franklin cria fundo para a investigação de cancro raro

Um ano após a morte da cantora, a família de Aretha Franklin criou um fundo de apoio à investigação na área dos tumores neuroendócrinos, a doença rara que se revelou fatal para a celebridade, a …

Sporting vai monitorizar tudo o que se diz e escreve sobre jogadores

A empresa Noisefeed tem uma enorme base de dados relativa à atividade nas redes sociais de milhares de jogadores a nível global. Os jogadores de futebol de todo o mundo usam, cada vez mais, as redes …

Boris janta hoje com Merkel para mudar acordo. Maioria quer novo referendo

A pouco mais de dois meses da data marcada para a saída do Reino Unido da União Europeia, uma nova sondagem mostra que a maioria dos britânico quer que qualquer novo acordo vá a referendo. Um …

Oficial: Pardal Henriques candidato a deputado pelo partido de Marinho Pinto

O advogado Pedro Pardal Henriques anunciou esta quarta-feira que aceitou o convite para encabeçar a lista do PDR a Lisboa, deixando de ser porta-voz do Sindicato Nacional dos Motoristas de Matérias Perigosas para "não misturar …