Jovem americano viveu 555 dias com o coração às costas

(dr) Universidade de Michigan

-

O jovem de 25 anos esteve quase um ano e meio a viver sem coração, enquanto aguardava por um transplante. Tudo graças a um dispositivo inovador que levava na mochila.

Durante quase um ano e meio, Stan Larkin levou uma vida semelhante à de tantos outros jovens americanos: estava com a família, passeava com os amigos e até jogava basquete.

A diferença é que este jovem de 25 anos, diagnosticado com cardiomiopatia, uma condição genética que afeta os músculo cardíacos, viveu 555 dias sem coração, conta a BBC.

Stan, que vive no estado do Michigan, nos Estados Unidos, foi submetido a uma cirurgia para retirar o órgão vital no dia 7 de novembro de 2014.

Durante os 18 meses seguintes, enquanto aguardava por um doador compatível para que pudesse fazer o transplante, foi mantido vivo graças a um coração artificial temporário.

O dispositivo é conectado por dois tubos que saem do corpo do paciente a uma máquina chamada “Freedom Driver”, que garante a energia para o funcionamento do coração artificial e permite que o sangue seja bombeado para o corpo.

Fabricado pela empresa SynCardia, o aparelho pesa cerca de seis quilos e foi carregado pelo jovem numa mochila, o que lhe permitiu fugir à cama do hospital e esperar pelo transplante enquanto levava uma vida quase normal.

No mês passado, os médicos finalmente encontraram um doador compatível e Stan recebeu um transplante. Neste momento, o americano já recuperou da cirurgia e teve alta hospitalar.

“É impressionante como ele conseguiu levar uma vida ativa com o dispositivo. Até jogou basquete”, disse à BBC o médico Jonathan Haft, que procedeu às duas cirurgias no Centro Cardiovascular Frankel da Universidade de Michigan.

“Obviamente que o Stan queria o transplante, queria livrar-se da mochila e de todo o trabalho envolvido. Mas em termos de independência e de qualidade de vida foi realmente extraordinário ver como se saiu bem”, avalia.

Coração seletivo

Apesar de não ser algo inédito, o caso do jovem americano é bastante incomum.

“Foi o primeiro paciente no estado do Michigan que pôde sair do hospital à custa dessa tecnologia, esse componente externo que permite ao paciente esperar pelo transplante em casa”, salienta Haft.

Segundo a Universidade de Michigan, antes desta tecnologia portátil ser aprovada nos Estados Unidos, em junho de 2014, o coração artificial era ligado a uma máquina chamada “Big Blue”, que pesava cerca de 190 quilos e tinha uma dimensão semelhante à de uma máquina de lavar roupa.

Perante essas características, os pacientes que usavam essa tecnologia ainda eram obrigados a permanecer no hospital durante vários meses ou anos até encontrarem um doador.

De acordo com o médico, o coração artificial usado por Stan é implantado cerca de 200 vezes por ano em todo o mundo, um número bastante baixo comparado com os milhões de pessoas que tem graves doenças cardíacas.

Stan faz parte de um grupo bastante seleto de pacientes nos Estados Unidos que puderam beneficiar da independência proporcionada por este sistema portátil, segundo os dados da universidade.

Numa entrevista depois do transplante, o jovem descreve os últimos meses como uma “montanha-russa de emoções”.

“O dispositivo precisa de energia para funcionar. Há baterias que dão ao paciente alguma liberdade por um curto período de tempo, mas é sempre preciso transportar baterias extra para carregar o aparelho quando a bateria está no fim”, explica.

Além disso, o médico responsável pelas cirurgias ressalta que os tubos que saem da pele são grandes e bastante suscetíveis a infeções.

O cirurgião prevê que os avanços tecnológicos vão ser capazes de produzir dispositivos ainda menores, mais leves e com baterias mais duradouras.

ZAP / BBC

PARTILHAR

RESPONDER

Europeias: maior votação em 20 anos. PPE e socialistas juntos sem maioria

A taxa de participação nas eleições europeias, realizadas entre quinta-feira e hoje nos 28  Estados-membros da União Europeia, fixou-se nos 50,5%, a mais elevada dos últimos 20 anos e oito pontos acima do anterior sufrágio. Segundo …

Os anéis de Saturno estão a desaparecer (e a culpa é nossa)

Recentemente, um grupo de cientistas alertou que os anéis de Saturno podem vir a desaparecer devido às futuras explorações humanas.  Exploradores de asteróides e bilionários da tecnologia poderão roubar pedras preciosas do Espaço num futuro próximo, …

Forte tempestade faz reaparecer floresta pré-histórica no Reino Unido

A tempestade Hannah, que levou fortes marés e ventos ao Reino Unido, voltou a trazer à luz restos de árvores de uma floresta pré-histórica com cerca de 4.500 anos. Os vestígios estiveram escondidos durante anos …

PS vence Europeias. BE e PAN sorriem, CDS à espera de confirmar resultado catastrófico

As primeiras projeções aos resultados eleitorais geraram palmas e um ambiente efusivo por parte dos militantes do PS. O CDS é um dos grandes derrotados da noite e o PAN a surpresa. As eleições para …

Conan Osiris vence prémio de mais mal vestido em palco

Não é o prémio que Portugal esperava, mas é um prémio. Conan Osiris venceu o Barbara Dex Award, atribuído ao participante do Festival Eurovisão da Canção que veste a pior indumentária em palco. Conan Osiris é …

O exoesqueleto desta aranha parece o capacete de um minúsculo extraterrestre

No mundo animal, o acasalamento pode ser uma verdadeira batalha. As aranhas-pavão, por exemplo, deixam os seus capacetes para trás (literalmente).  Na hora do acasalamento, o macho da aranha-pavão (Maratus velutinus) deixa o seu exoesqueleto para …

Se chover durante a estadia, esta ilha italiana reembolsa os turistas

Há uma ilha italiana que reembolsa os turistas em aso de chuva. A iniciativa desafia as unidades hoteleiras a reembolsarem os clientes se chover mais de duras horas durante o dia. Se é daquelas pessoas que …

Prada deixa de usar peles a partir de fevereiro de 2020

A marca italiana dirigida por Miuccia Prada anunciou o fim da utilização de peles de animais a partir do próximo ano. A coleção apresentada em fevereiro de 2020, correspondente ao outono-inverno 2020/21, será a primeira …

Líderes falam em abstenção e apelam ao voto. Está "um dia maravilhoso para votar"

Cerca de 10,7 milhões de eleitores vão eleger os 21 deputados ao Parlamento Europeu. À boca das urnas, foram vários os líderes políticos que exerceram o seu direito de voto apelando à participação dos portugueses. A …

Se o mundo vivesse como os portugueses os recursos naturais acabavam hoje

Os recursos naturais da Terra chegavam este domingo ao fim se todas as pessoas do planeta consumissem como os portugueses. Na União Europeia, a Estónia e a Dinamarca já esgotaram os recursos em março passado.  Os …