Jovem americano viveu 555 dias com o coração às costas

(dr) Universidade de Michigan

-

O jovem de 25 anos esteve quase um ano e meio a viver sem coração, enquanto aguardava por um transplante. Tudo graças a um dispositivo inovador que levava na mochila.

Durante quase um ano e meio, Stan Larkin levou uma vida semelhante à de tantos outros jovens americanos: estava com a família, passeava com os amigos e até jogava basquete.

A diferença é que este jovem de 25 anos, diagnosticado com cardiomiopatia, uma condição genética que afeta os músculo cardíacos, viveu 555 dias sem coração, conta a BBC.

Stan, que vive no estado do Michigan, nos Estados Unidos, foi submetido a uma cirurgia para retirar o órgão vital no dia 7 de novembro de 2014.

Durante os 18 meses seguintes, enquanto aguardava por um doador compatível para que pudesse fazer o transplante, foi mantido vivo graças a um coração artificial temporário.

O dispositivo é conectado por dois tubos que saem do corpo do paciente a uma máquina chamada “Freedom Driver”, que garante a energia para o funcionamento do coração artificial e permite que o sangue seja bombeado para o corpo.

Fabricado pela empresa SynCardia, o aparelho pesa cerca de seis quilos e foi carregado pelo jovem numa mochila, o que lhe permitiu fugir à cama do hospital e esperar pelo transplante enquanto levava uma vida quase normal.

No mês passado, os médicos finalmente encontraram um doador compatível e Stan recebeu um transplante. Neste momento, o americano já recuperou da cirurgia e teve alta hospitalar.

“É impressionante como ele conseguiu levar uma vida ativa com o dispositivo. Até jogou basquete”, disse à BBC o médico Jonathan Haft, que procedeu às duas cirurgias no Centro Cardiovascular Frankel da Universidade de Michigan.

“Obviamente que o Stan queria o transplante, queria livrar-se da mochila e de todo o trabalho envolvido. Mas em termos de independência e de qualidade de vida foi realmente extraordinário ver como se saiu bem”, avalia.

Coração seletivo

Apesar de não ser algo inédito, o caso do jovem americano é bastante incomum.

“Foi o primeiro paciente no estado do Michigan que pôde sair do hospital à custa dessa tecnologia, esse componente externo que permite ao paciente esperar pelo transplante em casa”, salienta Haft.

Segundo a Universidade de Michigan, antes desta tecnologia portátil ser aprovada nos Estados Unidos, em junho de 2014, o coração artificial era ligado a uma máquina chamada “Big Blue”, que pesava cerca de 190 quilos e tinha uma dimensão semelhante à de uma máquina de lavar roupa.

Perante essas características, os pacientes que usavam essa tecnologia ainda eram obrigados a permanecer no hospital durante vários meses ou anos até encontrarem um doador.

De acordo com o médico, o coração artificial usado por Stan é implantado cerca de 200 vezes por ano em todo o mundo, um número bastante baixo comparado com os milhões de pessoas que tem graves doenças cardíacas.

Stan faz parte de um grupo bastante seleto de pacientes nos Estados Unidos que puderam beneficiar da independência proporcionada por este sistema portátil, segundo os dados da universidade.

Numa entrevista depois do transplante, o jovem descreve os últimos meses como uma “montanha-russa de emoções”.

“O dispositivo precisa de energia para funcionar. Há baterias que dão ao paciente alguma liberdade por um curto período de tempo, mas é sempre preciso transportar baterias extra para carregar o aparelho quando a bateria está no fim”, explica.

Além disso, o médico responsável pelas cirurgias ressalta que os tubos que saem da pele são grandes e bastante suscetíveis a infeções.

O cirurgião prevê que os avanços tecnológicos vão ser capazes de produzir dispositivos ainda menores, mais leves e com baterias mais duradouras.

ZAP / BBC

PARTILHAR

RESPONDER

Nova Iorque quer oferecer vacina aos turistas. Miami vai começar a vacinar no aeroporto

Em Nova Iorque os turistas irão receber a vacina da Johnson & Johnson e em Miami a vacina da Pfizer. Com o objetivo de reativar o turismo na cidade, as autoridades de Nova Iorque querem oferecer …

Carta misteriosa escrita por passageira do Titanic está a intrigar os peritos

Uma equipa de investigadores está a tentar desvendar um mistério que envolve uma carta que terá sido escrita por uma jovem a bordo do Titanic na véspera do naufrágio. Uma família encontrou a carta numa garrafa …

Violência na Colômbia preocupa comunidade internacional

Várias cidades colombianas continuam a ser palco de violentas manifestações contra o Governo do país, mas são reprimidas com força pela polícia e por militares. As manifestações começaram em forma de protesto contra uma reforma tributária …

Veterana de Bletchley Park tem um novo código da 2.ª Guerra para decifrar (mas precisa de ajuda)

Um casal que encontrou mensagens codificadas da II Guerra Mundial sob o assoalho está tentar decifrá-las com a ajuda do seu vizinho, um decifrador de códigos de Bletchley Park. John e Val Campbell encontraram um esconderijo …

"Caixas mistério" com animais de estimação geram indignação na China

Uma nova moda conhecida como "caixa mistério" ganhou popularidade na China. O método consiste em fazer uma encomenda através da internet e é enviada, pelo correio, uma caixa com um animal de estimação. Estas encomendas estão …

Arquivos da polícia do Estado Islâmico revelam como era a vida sob o califado

Arquivos da polícia do Estado Islâmico, conhecida como shurta, revelam como era a vida sob o califado. Os polícias eram tão bem pagos que não podiam ser subornados. Não é sempre que os regimes mirram …

Barco português detido por ancorar ilegalmente em águas da Malásia

Um navio mercante registado em Portugal está retido na Malásia por ter alegadamente ancorado em águas territoriais do país sem autorização, avançou esta sexta-feira a Guarda Costeira malaia. Num comunicado, Nurul Hizam Zakaria, diretor da agência …

”Eficácia e qualidade”. OMS aprova vacina chinesa da Sinopharm

A Organização Mundial da Saúde (OMS) aprovou, esta sexta-feira, o uso de emergência da vacina chinesa contra a covid-19 da Sinopharm. Trata-se da primeira vacina desenvolvida pela China a ser aprovada pela organização, lembra a agência …

Sem estado de emergência não pode haver confinamento de pessoas saudáveis

O constitucionalista Jorge Reis Novais defendeu hoje que sem estado de emergência que suspenda a garantia do artigo 27.º da Constituição não pode haver confinamento de pessoas saudáveis, até uma eventual revisão constitucional. Por outro lado, …

"Neuro-direitos". O Chile quer proteger os seus cidadãos do controlo da mente

O Chile quer tornar-se o primeiro país a proteger as pessoas do controlo da mente, à medida que a capacidade de mexer com cérebros se aproxima cada vez mais da realidade. O senador Guido Girardi está …