Jornalista britânica detida no Irão há 683 dias está a ser torturada

Free Nazanin / Facebook

A jornalista Nazanin Zaghari-Ratcliffe está detida no Irão sob acusação de espionagem.

A jornalista Nazanin Zaghari-Ratcliffe, que tem dupla nacionalidade britânica e iraniana, está presa no Irão há 683 dias, acusada de espionagem. O marido diz que está a ser vítima de tortura e apela às Nações Unidas para intercederem pela sua libertação.

Nazanin Zaghari-Ratcliffe foi detida em Teerão quando se preparava para voltar para o Reino Unido com a filha bebé, após uns dias de férias com os pais que vivem no Irão.

A jornalista da Reuters foi acusada de espionagem e está detida há 683 dias em condições de tortura, acusa o seu marido, Richard Ratcliffe, numa carta enviada às Nações Unidas onde apela à organização para agir em prol da liberdade de Nazanin.

Richard Ratcliffe descreve o que define como um “catálogo de abusos”, notando que a mulher tem apresentado problemas que vão desde as dificuldades em andar, respirar e falar, até ataques de pânico e stress pós-traumático.

O britânico refere que Nazanin foi mantida em isolamento na solitária durante mais de 8 meses, numa cela com um metro e meio de largura, “sem janela e sem luz natural ou ar”, cita o The Independent.

“A única altura em que lhe era permitido sair da cela era para os interrogatórios”, conta Richard.

O marido fala também da pressão psicológica de que Nazanin é alvo, frisando que não lhe deixaram ver a família durante 37 dias, nem sequer a filha de 21 meses, numa altura em que ainda estava a amamentá-la.

“Disseram-lhe repetidamente que o marido a tinha abandonado e que lhe era infiel”, acrescenta Richard.

Em virtude deste quadro, a sua “saúde física e psicológica deteriorou-se bruscamente”, apresentando “dificuldade em andar” e “o cabelo começou a cair”, como relata o marido.

Quando a família a pôde visitar, em Maio do ano passado, Nazanin estava tão fraca que “não conseguiu levantar-se da cadeira sem ajuda”, diz ainda Richard.

Richard conta também como a gafe do secretário dos Negócios Estrangeiros do Reino Unido, Boris Johnson, que foi ao Irão para tentar negociar a libertação da jornalista, complicou a sua situação.

O governante disse que a repórter tinha ido ao Irão para treinar jornalistas, o que levou as autoridades iranianas a aproveitarem esse dado para reforçarem a tese de que era uma espia, com várias notícias divulgadas na televisão nacional que levaram Nazanin a sofrer ataques de pânico na prisão, diz Richard.

O marido da jornalista acusa as autoridades iranianas de estarem a usá-la como “moeda de troca” para recuperarem 506 mil euros de uma dívida que remonta à década de 1970, no âmbito de um contrato de armamento assinado pelo Reino Unido antes da revolução iraniana de 1979.

O Ministério dos Negócios Estrangeiros iraniano tem insistido que a jornalista está a ser tratada de forma justa, “de acordo com o devido processo judicial”, cita o jornal britânico.

SV, ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Mais seis mortos e 854 casos de covid-19. Lisboa com 49% das novas infeções

Portugal contabiliza esta quinta-feira mais seis mortos relacionados com a covid-19 e 854 novos casos de infeção com o novo coronavírus, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Desde o início da pandemia, Portugal …

Novo primeiro-ministro belga nomeado após 16 meses de crise política

O atual ministro das Finanças da Bélgica, Alexander de Croo, toma posse esta quinta-feira como primeiro-ministro, depois de ter sido na quarta-feira formalmente nomeado para o cargo, pondo fim a uma longa maratona de 16 …

Cortes de água, luz, gás e telecomunicações regressam esta quinta-feira

A partir desta quinta-feira, regressam os cortes de água, eletricidade, gás natural e telecomunicações para todos os consumidores em situação de desemprego, com uma quebra de rendimentos de, pelo menos, 20% ou que estejam infetados …

Moderna contradiz Trump. Não haverá vacina até às eleições

O diretor-executivo da farmacêutica Moderna Therapeutics, que está a desenvolver uma das mais avançadas vacinas para a covid-19, disse que esta não estará pronta até às eleições presidenciais dos Estados Unidos. Em declarações ao jornal Financial …

Brigadas dos lares arrancam com menos profissionais do que o previsto

As Brigadas de intervenção Rápida para os lares atingidos por surtos de covid-19 arrancam esta quinta-feira - mas há menos enfermeiros e cuidadores do que o previsto. Em declarações à Renascença, o presidente do Instituto da …

PS segue PSD e propõe voto antecipado para eleitores em confinamento

O Partido Socialista (PS) decidiu juntar-se ao Partido Social Democrata (PSD) na ideia de alargar o direito de voto antecipado aos eleitores que estejam em confinamento à data das próximas eleições presidenciais. De acordo com o …

Santos Silva assume "contactos" para reforço dos EUA da base das Lajes (e desdramatiza eventual crise política)

Augusto Santos Silva, ministro dos Negócios Estrangeiros, disse, em entrevista ao Público e à Renascença, que há "contactos" com os Estados Unidos para reforço norte-americano da base das Lajes e desdramatizou a aprovação do Orçamento …

3.800 euros por mês. Genebra aprova o primeiro salário mínimo (e é o mais alto do mundo)

Os habitantes de Genebra, na Suíça, aprovaram, este domingo, a proposta de um salário mínimo de 23 francos suíços por hora (equivalente a cerca de 21,30 euros) para todos os que trabalham na cidade. De acordo …

No day after do debate caótico, Biden pede regras rígidas e Trump queixa-se do moderador

O debate caótico entre Donald Trump e Joe Biden motivou críticas generalizadas que suscitam dúvidas sobre se será de manter os outros dois debates ou se, mantendo-os, será necessário alterar as regras. Um dia após a …

OE2021. Pontas soltas, alguns avanços e uma certeza: se houver entendimento, há acordo por escrito

Se houver entendimento em algumas matérias com o Bloco de Esquerda e o PCP, haverá um "compromisso escrito", adiantou Duarte Cordeiro, secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares. Em entrevista ao podcast Política com Palavra, do PS, …