Gabriel Jesus atinge cara de adversário mas Brasil ganha

Lucas Figueiredo / CBF

Brasil afastou o Chile da Copa América e está nas meias-finais da prova, apesar de ter jogado quase toda a segunda parte com 10 elementos. Everton Cebolinha entrou aos 90 minutos.

O Brasil confirmou o seu favoritismo, venceu o Chile por 1-0, e vai estar nas meias-finais da Copa América, onde vai defrontar o Peru. No entanto, a tarefa foi complicada para os anfitriões, que jogaram quase toda a segunda parte com menos um elemento.

Em campo estavam os vencedores das últimas três edições da Copa América, embora desta vez o Chile tenha terminado o Grupo A somente no quarto lugar, enquanto o Brasil fechou o Grupo B no primeiro posto.

A primeira parte teve pouco para contar. Num relvado em mau estado, a qualidade não abundou, o Brasil tentou atacar mais mas o Chile foi controlando as iniciativas do adversário.

O início do segundo tempo definiu o jogo. Lucas Paquetá, que tinha entrado após o intervalo, só precisou de alguns segundos em campo para marcar o único golo do duelo, aproveitando uma boa jogada brasileira e uma assistência de Neymar. Dois minutos depois, Gabriel Jesus ia disputar uma bola no ar mas acertou na cara e no ombro do adversário Mena. O árbitro viu e mostrou o cartão vermelho ao avançado brasileiro.

Não foi a primeira vez que Gabriel Jesus deixou a sua seleção com menos um jogador em campo, num jogo decisivo da Copa América. Na última final, em 2019 contra o Peru, Jesus também foi expulso. Mas, também aí, o Brasil ganhou.

Após a partida, o selecionador brasileiro Tite não escondeu que o cartão vermelho foi a decisão adequada: “A expulsão do Gabriel Jesus foi justa mas foi acidental, não foi por maldade”.

Tite criticou o relvado do Engenhão: “Eu, enquanto técnico, fiquei contente com o apuramento. Tínhamos do outro lado a bicampeã anterior da Copa América, poderia ser um espetáculo muito mais bonito. Duas equipas que assumem o jogo, a posse de bola. E fiquei triste com o espetáculo. Fiquei triste. Se eu estivesse em casa a ver o jogo, diria: «que jogo bom que poderia estar a ver». Até nos pontapés de baliza o Ederson teve dificuldades”.

Na primeira meia-final da Copa América, marcada para a próxima terça-feira, o Brasil vai jogar contra o Peru. A seleção peruana precisou das grandes penalidades mas derrotou o Paraguai, também na noite de sexta-feira.

  Nuno Teixeira, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.