“Se Jesus tem dito que sim, não seria o Bruno Lage a substituir Rui Vitória”

Tiago Petinga / Lusa

O presidente do Benfica, Luis Filipe Vieira

O presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, revelou que o atual treinador das águias, Jorge Jesus, já era um nome pensado na altura em que Bruno Lage assumiu a cadeira deixada por Rui Vitória.

“Disse que Jesus já estava pensado em março/abril? Não, não, disse: ‘Se houvesse uma alteração no Benfica tu serás o próximo treinador do Benfica, assim o queiras”, começou a  dizer o presidente das águias em entrevista ao desportivo A Bola.

“Sei a conversa que tive com Jesus. Disse ao Jorge: ‘Se nós fizermos alguma alteração, serás o nosso treinador’. Aliás, deixe-me dizer, quando chamo Bruno Lage, quando ele entra, se o Jorge tem dito que sim, na altura, não seria o Bruno Lage“.

“Agora, quando o Bruno Lage entra já não era capaz de tirá-lo de lá. Isso acabou. O Bruno era para fazer um jogo, depois o Jorge disse que não. Era o Jorge que estava pensado, vamos ser claros nisto”, disse Luís Filipe Vieira.

Questionado sobre o facto de ter dito que Jorge Jesus, que deixou o Benfica em 2015 para rumar ao Sporting, não voltaria à Luz, Vieira afirmou: “É o contexto. Quando falei o contexto era um, hoje é outro. A vinda do Jesus foi muito, muito pormenorizada e bem pensada. Não foi pensado há dias. Ele sabe melhor do que eu que não foi há dias“.

Na mesma entrevista Luís Filipe Vieira foi questionado sobre a saída de Tiago Dantas, jogador da formação, para o Bayern Munique, mas continuou sem revelar se o clube alemão ficou com opção de compra no contrato de empréstimo.

Acho que os benfiquistas não estão nada preocupados [com a situação de Tiago Dantas]. Um jogador que era suplente na equipa B, ele próprio disse que não era opção do treinador. O que é que quer fazer a um jogador que tem 15 anos de Benfica?”.

“No Benfica, saiu o Tiago mas está lá outro na calha, o Paulo Bernardo. Aquilo é uma fábrica que está lá e vai funcionando. Se nos agarrarmos a isso… (…) Hoje, é importantíssimo para o futebol português oito, dez 15 milhões em alguns jovens da formação. Há jogadores que são titulares de equipas e que estão a sair por sete, oito, dez, 12 milhões de euros e está agora a falar-me do Tiago ou de outro qualquer. Se vendesse por 15 milhões diziam: ‘Porque é que venderam?’ E os outros que estão a chegar?”.

Sobre o mesmo assunto, e sem responder se a equipa alemã ficou ou não com clásula de compra, recordou Florentino, que saiu para o AS Monaco “sem opção de compra” porque é “uma aposta a sério do Benfica”.

A entrevista de Luís Filipe Vieira surge a poucos dias das eleições para os órgãos sociais do clube, que tiveram de ser adiadas para 28 de outubro devido à proibição de circulação entre concelhos entre 30 de outubro – a data inicialmente marcada – e 3 de novembro.

Concorrem às eleições do Benfica Luís Filipe Vieira (lista A), João Noronha Lopes (lista B), Luís Miguel David (lista C), em substituição de Bruno Costa Carvalho, e Rui Gomes da Silva (lista D), que foi vice-presidente do Benfica entre 2009 e 2016.

Vieira sucedeu a Manuel Vilarinho em 2003, frente a Jaime Antunes e Guerra Madaleno, foi reeleito em 2006, sem oposição, 2009, perante Bruno Costa Carvalho, 2012, diante Rui Rangel, e em 2016, novamente como único candidato.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Conselho de Ministros de hoje vai trazer de volta "antigo normal". Restauração abandona certificado

Governo vai reunir no dia de hoje para decidir quais os moldes em que avança a última fase do processo de desconfinamento. Regras só deverão entrar em vigor a partir de 1 de outubro. Após vários …

O que causou um enorme buraco na camada do ozono em 2020? A ciência já pode ter resposta

O grande buraco que se abriu na camada do ozono no ano passado pode ter sido desencadeado por temperaturas recordes, durante o inverno, no oceano Pacífico Norte, indicam novas análises. O enorme buraco, que se formou …

Rio diz que Governo “procura influenciar voto" com “notícia positiva” pré-eleições

O presidente do PSD defendeu que o Governo “se esforçou” por, em cima das autárquicas, dar uma notícia positiva aos portugueses sobre a pandemia, considerando que deveria tê-lo feito há mais tempo ou então só …

Um habitat demasiado perfeito pode ser pior para o acasalamento dos pandas

Apesar de serem necessários habitats para a sobrevivência dos pandas gigantes, estes animais têm uma maior tendência para reproduzir se não houver abundância de recursos. Este ano, as autoridades chinesas disseram que os pandas gigantes deixaram …

Computador quântico ajuda a criar um computador quântico melhor

Um computador quântico foi usado para projetar um qubit aprimorado que poderá alimentar a próxima geração de computadores quânticos mais pequenos, de alto desempenho e mais confiáveis. Da mesma forma que um bit binário é a …

Em apenas três anos, a Austrália perdeu um terço dos seus coalas

A seca, os incêndios florestais e a desflorestação na Austrália levaram o país a perder um terço dos seus coalas nos últimos três anos. A Austrália perdeu cerca de 30% dos seus coalas nos últimos …

Há modelos matemáticos que preveem se uma música vai ser viral — os mesmos utilizados com a covid-19

O uso de modelos matemáticos para antecipar o nível de sucesso de uma música pode começar a ser usado, a partir da publicação do presente estudo, por artistas e editoras para melhorar o desempenho dos …

Alemanha. Funcionário de posto de combustível abatido a tiro por cliente que se recusou a usar máscara

Um homem de 49 anos matou um funcionário de um posto de combustível na Alemanha, após tentar comprar cerveja sem utilizar a máscara. No país, o uso deste equipamento de proteção é obrigatório para entrar …

Um violino gigante flutuou no Grande Canal de Veneza (ao som de Vivaldi)

No passado fim de semana, um violino gigante, com quase 12 metros de comprimento, desceu o Grande Canal de Veneza. A bordo estava um quarteto de cordas, que tocou Four Seasons de Vivaldi. O Noah's Violin …

Assembleia de credores aprova recuperação da Groundforce

Esta quarta-feira, os credores da Groundforce aprovaram a recuperação da empresa. Em causa está uma dívida de 154 milhões de euros. Os credores da Groundforce, reunidos esta quarta-feira em assembleia de credores, no tribunal de Monsanto, …