Japonês decifrou o maior mistério da matemática – mas ninguém o percebe

Kanijoman / Flickr

Caricatura do matemático japonês Shinichi Mochizuki por Paddy Mills

Caricatura do matemático japonês Shinichi Mochizuki por Paddy Mills

Um dos maiores mistérios da matemática, formulado há 27 anos, poderá ter sido finalmente resolvido – mas até agora nenhum matemático conseguiu perceber a críptica demonstração apresentada.

O investigador japonês Shinichi Mochizuki, matemático da Universidade de Kyoto especializado na teoria dos números, apresentou à comunidade científica, numa videoconferência por Skype, uma demonstração da conjectura abc, também conhecida como conjectura Oesterlé-Masser,

Mas, de acordo com a revista Nature, os mais destacados matemáticos do mundo não conseguiram até agora compreender a demonstração de Mochizuki.

O matemático apresentou ao mundo a sua demonstração há quase 3 anos, num trabalho composto por 4 artigos com mais de 500 páginas de texto e fórmulas matemáticas.

Na altura, o presidente da Sociedade Portuguesa de Matemática, Miguel Abreu, considerou que “é possível que os 4 artigos científicos de Shinichi Mochizuki venham a constituir uma dessas descobertas matemáticas muito significativas, que nos surpreendem, maravilham e abrem novas perspectivas”.

“Mochizuki já era considerado um matemático de primeiríssima classe, bastante conceituado e respeitado, pelo que estes 4 artigos estão a ser levados muito a sério pelos especialistas da área”, acrescentou o matemático português.

“No entanto, mesmo para os maiores especialistas, o novo universo de objectos matemáticos introduzido por Mochizuki vai levar alguns meses a ser assimilado“, previu Miguel Abreu.

Efectivamente, assim foi.

Este mês, numa sessão via Skype organizada pelo Instituto Clay de Matemáticas, em Oxford, entre os dias 7 e 11, Shinichi Mochizuki respondeu às questões colocadas pelos seus colegas, matemáticos de renome de todo o mundo.

Os cientistas que participaram no evento reagiram de forma diferente às explicações do colega japonês, que se recusa a sair do seu país, não fala com jornalistas e raramente responde a emails.

Alguns dos matemáticos não perceberam nada da explicação, e ficaram simplesmente desapontados.

Mas outros consideram que a apresentação de Mochizuki foi apenas uma farsa, apontando-lhe a sua linguagem demasiado abstracta e o estilo (in)formal da demonstração.

Até agora, apenas 4 matemáticos dizem ter lido – e compreendido – a demonstração de Mochizuki para a conjectura, formulada pela primeira vez por Joseph Oesterlé e David Masser em 1985.

Poderemos estar assim, como dizia Miguel Abreu há 3 anos, perante “uma descoberta matemática muito significativa e com enorme potencial para desenvolvimentos futuros”.

Infelizmente, parece que apenas 5 pessoas no mundo a percebem.

AJB, ZAP

PARTILHAR

RESPONDER

Primeiro-ministro da Irlanda renuncia (mas aguarda novo governo)

O primeiro-ministro da Irlanda, Leo Varadkar, anunciou na noite desta quinta-feira a sua renúncia, mas continuará no cargo até a formação de um novo governo, após os resultados das recentes eleições legislativas. "Leo Varadkar apresentou esta …

Conselho da Europa contra extradição de Assange para os Estados Unidos

A extradição de Julian Assange para os Estados Unidos, onde é acusado de espionagem, terá um “efeito paralisador na liberdade de imprensa”, alertou esta quinta-feira a comissária para os direitos humanos do Conselho da Europa, …

O vulcão "Garganta de Fogo" do Equador pode entrar em colapso

O vulcão Tungurahua do Equador, um dos mais ativos e perigosos da América do Sul, está a mostrar sinais precoces de um potencial colapso parcial. A atividade recente do vulcão levou a uma rápida e significativa …

Astrónomos detetaram oxigénio fora da Via Láctea pela primeira vez

Os astrónomos detetaram oxigénio numa galáxia a mais de 500 milhões de anos-luz da Via Láctea. Esta é terceira deteção deste género fora do Sistema Solar - e a primeira fora da nossa galáxia. O oxigénio …

Robô transpira para regular a própria temperatura

As peles robóticas acabam de ficar ainda mais parecidas com as peles humanas: agora, conseguem regular a sua própria temperatura. Para a grande maioria dos robôs, funcionar durante longos períodos de tempo sem correr o risco …

Sim, as pessoas ficam mais bonitas quando estamos bêbados

Uma investigação acaba de provar a teoria dos "óculos de cerveja": depois de ingerirmos álcool, as outras pessoas tornam-se mais atraentes para nós. Uma equipa de investigadores da Edge Hill University, no Reino Unido, resolveu investigar …

Leverkusen 2-1 vs FC Porto | Luis Díaz mantém “dragão” à tona

  O FC Porto perdeu na Alemanha, na visita ao Bayer Leverkusen, por 2-1, e tem tudo em aberto na perspetiva de chegar aos oitavos-de-final da Liga Europa. Após uma primeira parte difícil, na qual praticamente não …

Ex-presidente do Tribunal da Relação Vaz das Neves arguido na Operação Lex

O ex-presidente do Tribunal da Relação de Lisboa foi constituído arguido no processo Operação Lex, em que também são arguidos o desembargador Rui Rangel e a sua ex-mulher e juíza Fátima Galante. A fonte adiantou à …

Rangers 3-2 Braga | "Braveheart" romeno estraga noite "guerreira"

O Sporting de Braga perdeu em casa dos escoceses do Rangers por 3-2, esta quinta-feira, em jogo da primeira mão dos 16 avos de final da Liga Europa de futebol em que esteve a vencer …

Morreu Joaquim Pina Moura, antigo ministro da Economia e das Finanças

O ex-ministro da Economia e das Finanças morreu em casa, em Lisboa, aos 67 anos, devido a doença neurodegenerativa, disse à agência Lusa o filho, o fotojornalista João Pina. Natural de Loriga, Seia (distrito da Guarda), …