Já se sabe de onde veio o meteorito que se desfez na atmosfera da Terra em 2018

Um pequeno asteróide disparou pelos céus e queimou-se sobre o deserto de Kalahari do Botswana no verão de 2018. Agora, os cientistas suspeitam que a rocha espacial se tenha originado em Vesta, o segundo maior asteróide do Sistema Solar.

O pequeno asteróide que impactou o Botswana, chamado 2018 LA, foi identificado pela primeira vez pelo Catalina Sky Survey da Universidade do Arizona como um ténue ponto de luz a mover-se entre as estrelas.

Agora, uma equipa internacional de cientistas localizou a região onde o meteoro provavelmente se desintegrou, espalhando fragmentos de rocha espacial no solo. Esta região encontra-se dentro da Central Kalahari Game Reserve, um parque nacional no deserto de Kalahari.

“O meteorito é denominado Motopi Pan em homenagem a um poço local”, disse Mohutsiwa Gabadirwe, geocientista do Instituto de Geociências do Botswana, citado pelo LiveScience.

Depois de procurar o meteorito no parque em várias expedições de campo, a equipa encontrou 23 fragmentos do meteorito Motopi Pan. Os cientistas analisaram os isótopos dentro dos pedaços de meteorito, que indicaram a composição química e o tamanho do asteróide original, antes de explodir na atmosfera.

O 2018 LA media originalmente cerca de 1,5 metros de diâmetro e tinha voado no Espaço durante cerca de 22 a 23 milhões de anos antes de uma aterragem forçada na Terra. A rocha estava a viajar a cerca de 60 mil quilómetros por hora antes de entrar na atmosfera do planeta.

Uma análise mais aprofundada dos fragmentos rochosos mostrou que se assemelhavam muito a outro conjunto de meteoritos chamado Sariçiçek, que caiu na Turquia em 2015.

Ambos os corpos celestes foram categorizados como meteoritos howardita-eucrita-diogenita (HED), que são a única classe de meteoritos a ter sido rastreados até Vesta, de acordo com o Museu Americano de História Natural (AMNH).

Os pedaços de eucrita nos meteoritos HED contêm lava endurecida da superfície de Vesta; diogenitas contêm minerais de rochas enterradas abaixo da superfície do asteróide; e howardites são uma mistura única dos dois outros tipos de rocha, formados quando os objetos colidiram com Vesta.

O caminho orbital que o LA 2018 percorreu ao redor da Terra também aponta para Vesta como o ponto de origem do asteróide.

Apesar de ambos serem meteoritos HED, Motopi Pan e Sariçiçek diferiam de várias formas. Por exemplo, a equipa estimou que o material em ambos os meteoritos provavelmente solidificou na superfície de Vesta há cerca de 4,563 mil milhões de anos, mas os grãos de fosfato em Motopi Pan mostraram evidências de terem derretido mais recentemente, enquanto Sariçiçek não apresentava essas marcas.

Isto significa que o Pan Motopi se formou perto do centro de um grande evento de impacto ocorrido há cerca de 4,324 mil milhões de anos. Os investigadores suspeitam que a bacia de impacto Veneneia na superfície de Vesta.

“Asteróides de um metro não representam perigo para nós, mas aperfeiçoam as nossas capacidades na deteção de asteróides que se aproximam”, disse Eric Christensen, diretor do programa Catalina Sky Survey, em comunicado.

Este estudo foi publicado na revista científica Meteoritics and Planetary Science.

Maria Campos Maria Campos, ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Açores vão ter testes gratuitos em farmácias e rastreios laborais aleatórios

Os Açores vão passar a disponibilizar testes rápidos gratuitos para o despiste da covid-19 nas farmácias, testes de saliva para a testagem massiva aos alunos e rastreios laborais aleatórios, anunciou esta quinta-feira o secretário regional …

Uma morte e 377 novos casos nas últimas 24 horas. Rt e incidência recuam

O boletim da DGS desta sexta-feira dá conta de mais 377 novos casos em Portugal. Registou-se ainda mais um óbito. Nesta sexta-feira, dia 7 de maio, o país tem 22.421 casos ativos, menos 114 do que …

MP investiga morte de bebé que terá sido esquecido no carro em Lisboa

O Ministério Público instaurou um inquérito para averiguar as circunstâncias da morte de uma criança de dois anos que terá ficado esquecida no interior de um carro, em Lisboa. A mãe ter-se-á esquecido do bebé …

Governo está a preparar contestação de providência cautelar sobre Zmar

O ministro da Administração Interna afirmou hoje que já está a ser preparada a contestação à providência cautelar que suspende a requisição civil das casas do complexo Zmar, adiantando que o Ministério não foi ainda …

Subsídio europeu de 150 euros mensais para tirar 5 milhões de crianças da pobreza severa

Arrancou nesta sexta-feira, no Porto, a Cimeira Social promovida pela presidência portuguesa do Conselho da União Europeia. Um momento que o ex-ministro Pedro Marques aproveita para lançar a ideia de um novo apoio social de …

Banca empresta 475 milhões para Fundo de Resolução pagar ao Novo Banco

O sindicato bancário, composto por sete bancos, vai proceder ao financiamento do Fundo de Resolução para este cumprir a injeção de capital no Novo Banco já na próxima semana. O Jornal Económico avança, esta sexta-feira, que …

China suspende "diálogo económico" com a Austrália e denuncia "mentalidade de Guerra Fria"

Esta quinta-feira, o Governo chinês anunciou a suspensão "por tempo indefinido" de todas as atividades realizadas no âmbito da iniciativa "Diálogo Económico Estratégico China-Austrália". As relações entra a China e o ocidente estão cada vez mais …

Bolsonaro diz ter tido sintomas de reinfeção. China acusa-o de "politizar" novo coronavírus

O Presidente do Brasil admitiu na quinta-feira que teve sintomas de reinfeção pelo novo coronavírus "há poucos dias" e afirmou que tomou ivermectina, fármaco sem comprovação científica contra a covid-19. As declarações de Jair Bolsonaro foram …

"É fácil despedir". PCP quer mudar regime de despedimento coletivo e extinção de postos de trabalho

O PCP vai entregar na Assembleia da República esta sexta-feira um projeto de lei que visa limitar os despedimentos coletivos e a extinção de postos de trabalho, eliminando o despedimento por inadaptação. O objetivo do partido …

Páginas ocultas do PRR revelam "reedição da troika" na reforma aos hospitais

O Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) prevê uma concentração das urgências da Grande Lisboa e Grande Porto, cortes nos gastos e uma gestão dos hospitais mais vigiada com imposição de objetivos financeiros. O jornal Expresso …