Já o homem das cavernas palitava os dentes

Bas Leenders / Flickr

-

O Homo Erectus usava palitos na sua higiene bucal, concluiu um estudo hoje publicado na revista Quaternary International, que apresenta as primeiras provas de marcas desses instrumentos encontradas em dentes de hominídeos do Pleistoceno Médio no leste da Ásia.

O Centro Nacional espanhol de Investigação sobre a Evolução Humana (CENIEH), que colaborou no estudo, indicou que os investigadores concluíram que as marcas corresponderiam à ação de remover restos de comida pelos hominídeos que viveram há entre um milhão e 120 mil anos.

Na investigação participou Laura Martín-Francés, do Grupo de Antropologia Dental do CENIEH, juntamente com uma equipa científica do Instituto de Paleontologia de Vertebrados e Paleoantropologia (IVVP) de Pequim.

cenieh.es

Laura Martín-Francés Martín de la Fuente, investigadora de Antropología Dental da Fundación Atapuerca

Laura Martín-Francés Martín de la Fuente, investigadora de Antropología Dental da Fundación Atapuerca

O estudo publicado hoje precisa que foram analisadas microscopicamente as superfícies laterais dos dentes fossilizados do Homo Erectus descobertos em 1981 e 1982 em Yiyuan, uma jazida de fósseis na província chinesa de Shandong.

As marcas de palitos foram encontradas em cinco dos sete dentes analisados, que pertencem a três pessoas, e a precisão da análise dos dentes permite ver o grau de desgaste das coroas e das raízes dos dentes, que vão desde múltiplas estrias finas até sulcos profundos.

A localização, a morfologia e a dimensão destes são similares ao desgaste artificial causado pelo uso habitual de palitos nos dentes.

As características morfológicas exibidas pelas marcas dos dentes de Yiyuan, as mais antigas da Ásia, coincidem com as marcas de palito já identificadas noutras espécies: Homo Habilis do Plio-Pleistoceno Africano e Homo Heidelbergensis do Pleistoceno Médio e Homo Neanderthalensis do Pleistoceno Superior Europeu.

Laura Martín-Francés já tinha publicado um trabalho com a equipa de Antropologia Dental do CENIEH sobre as marcas de palitos mais antigas da Europa, no qual se estudavam as patologias dentais de um hominídeo com 1,2 milhões de anos, encontrado na jazida da Cova do Elefante, em Atapuerca (Burgos).

Entre as hipóteses sugeridas como causas dessas marcas de palito, estão a higiene oral, a extração de comida entalada entre os dentes, o alívio de uma dor ou patologia ou um simples hábito.

O artigo conclui que as marcas se devem à ação de extrair ou eliminar restos de alimentos de entre os dentes, porque os dentes não apresentam patologias, “embora estas não se possam descartar totalmente, já que não se possuem os ossos mandibulares nem maxilares associados aos dentes destes indivíduos”, disse Martín-Francés.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Vírus gigantes nas águas da Índia podem resolver mistério evolutivo

Uma equipa liderada por cientistas do Instituto Indiano de Tecnologia em Bombaim descobriu mais de 20 novos vírus nas águas da cidade, incluindo versões gigantes destes agentes biológicos que podem ajudar a desvendar questões importantes …

Sondagens dão maioria pró-UE no Parlamento Europeu (mas eurocéticos crescem)

As sondagens para o Parlamento Europeu apontam para uma maioria de partidos pró-União Europeia (UE), apesar de os partidos eurocéticos ganharem terreno em relação à composição que resultou das eleições de 2014. Entre os 751 assentos …

A ciência por detrás de um bom chocolate foi finalmente revelada

O melhor chocolate é uma mistura complexa de ciência e o truque não é novo: esta técnica de mistura tem mais de 140 anos. Uma equipa de cientistas da Universidade de Edimburgo, na Escócia, Reino Unido, …

Cristiano Ronaldo eleito o melhor da liga italiana

Cristiano Ronaldo foi o melhor jogador da Liga Italiana 2018/19. A distinção foi anunciada neste sábado, com a Série A a explicar que a escolha foi feita com base em cálculos dos sites Opta Sports, …

Europeias: PS quer fazer o mesmo na Europa, PSD lembra cataplana de Costa e BE pede para não ficar em casa

No dia em que ficou decidido quem seria o campeão nacional de futebol deste ano, a campanha eleitoral para as europeias abrandou, com os partidos a terminarem as iniciativas pelo final da tarde. O cabeça de …

Descobertas inscrições neolíticas com símbolos da realeza egípcia

Uma missão arqueológica do Ministério de Antiguidades de Egito descobriu perto da cidade de Assuão, no sul do país, as primeiras inscrições reais que remontam ao período neolítico. Este período começou há 12 mil anos e …

Já sabemos qual é o segredo para superar a inveja

De acordo com uma investigação recente, temos mais inveja da experiência de uma determinada pessoa antes de ter acontecido do que depois de já ter passado. O segredo está no tempo. Pesquisas anteriores mostraram que os …

Holanda é a vencedora da 64.ª edição da Eurovisão

A Holanda, que venceu pela última vez há 44 anos, foi o país que obteve maior pontuação (492 pontos), atribuída pelos espetadores de cada país e pelos júris nacionais dos 41 países que participaram na …

Primavera em Plutão: uma análise ao longo de 30 anos

Sempre que passa em frente de uma estrela, Plutão fornece informações preciosas sobre a sua atmosfera, preciosas porque as ocultações de Plutão são raras.  A investigação realizada por investigadores do Observatório de Paris, ao longo …

Os carros voadores podem fazer parte do transporte público de Paris em 5 anos

A operadora de transportes públicos RATP, que administra os serviços de autocarros, elétricos e metros em Paris, anunciou a sua parceria com a companhia aérea europeia Airbus para "estudar a viabilidade" de incorporar veículos voadores …