Israel bombardeia instalações do Hamas em Gaza

Mohammed Saber / EPA

Uma palestiniana ao lado de uma casa destruída pelos bombardeamentos de Israel

O exército israelita anunciou esta terça-feira que bombardeou dois edifícios do Hamas na Faixa de Gaza, em resposta a novo lançamento de balões incendiários.

O exército israelita bombardeou vários edifícios — uma fábrica de armas e um ponto de lançamento de rockets — e várias entradas de túneis do Hamas na Faixa de Gaza, esta segunda-feira.

O anúncio surgiu na manhã desta terça-feira, através de uma publicação feita pelas Forças de Defesa Israelitas na rede social Twitter.

Apesar de não se ter registado qualquer vítima, os balões incendiários lançados pelo Hamas provocaram vários incêndios florestais no sul de Israel.

De acordo com a Reuters, também não há, para já, relatos de feridos ou mortes associados aos bombardeamentos israelitas.

De acordo com os palestinianos, o envio de balões não pretende afrontar Israel, apenas pressionar o governo de Naftali Bennett para aliviar as restrições em Gaza e permitir que a ajuda humanitária chegue ao território, escreve o Observador.

De acordo com as Forças de Defesa Israelitas, os lançamentos deste género têm acontecido ao longo de “todo o verão”, mesmo depois de ter sido decretado o cessar-fogo entre Israel e o movimento islamista Hamas, em maio, após 11 dias de conflito.

  ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Colômbia condenada por não ter investigado agressões "verbais, físicas e sexuais" a jornalista

De acordo com a sentença, o Estado colombiano não investigou devidamente o caso de sequestro, tortura e violação da jornalista Jinedth Bedoya, que estava a trabalhar numa reportagem sobre a guerra civil em 2000. O Tribunal …

Rio diz ter "obrigação" de avançar com recandidatura à liderança do PSD

O presidente do PSD justificou a sua recandidatura à liderança, esta quarta-feira, pela "obrigação" de colocar o interesse do país e do partido à frente da sua vida pessoal. No final de uma audiência com o …

Fenprof e FNE convocam greve nacional de professores para 5 de novembro

A Federação Nacional dos Professores (Fenprof) e a Federação Nacional da Educação (FNE) anunciaram, esta quarta-feira, que vão convocar uma greve nacional de professores para 5 de novembro. Em comunicado, a Fenprof refere que a greve …

PCP reconhece aproximação do Governo, mas diz que ainda é insuficiente

O líder parlamentar do PCP considerou, esta quarta-feira, que houve uma aproximação do Governo às propostas do partido, mas que ainda não é suficiente para alterar a avaliação feita sobre o Orçamento do Estado para …

Alemanha pode falhar objetivo de doação de vacinas contra a covid-19 (e culpa fabricantes)

A Alemanha pode falhar o seu objetivo de doar 100 milhões de doses de vacinas contra a covid-19 a países mais pobres. Um funcionário do ministério da saúde alemão revelou, numa carta a Bruxelas, que a …

Alexei Navalny vence Prémio Sakharov 2021

O opositor russo Alexei Navalny é o vencedor do Prémio Sakharov para a Liberdade de Pensamento 2021, anunciou o Parlamento Europeu, esta quarta-feira. Alexei Navalny foi nomeado pelos grupos políticos PPE e Renovar a Europa devido …

Extinção do SEF aprovada na especialidade no Parlamento

A proposta do PS e do Bloco de Esquerda sobre a extinção do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) foi aprovada na Comissão de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias, esta quarta-feira. Segundo o jornal Público, …

Steve Bannon deve ser investigado por envolvimento no ataque ao Capitólio, indica Comissão responsável

Antigo conselheiro de Donald Trump foi aconselhado pelo antigo presidente e pela respetiva equipa de advogados a não colaborar com a comissão especial designada para investigar os ataque. A Comissão responsável por investigar o ataque ao …

Trânsito em Lisboa regista valores mais altos do que em pré-pandemia - e há uma razão para isso

O trânsito na capital tem registado valores que ultrapassaram os da pré-pandemia. O receio que as pessoas ainda têm de usar transportes públicos é visto como o principal fator. Se durante o período de confinamento circular …

Qualificações mais elevadas já não garantem salários altos aos jovens. Contratos a prazo triplicam face às gerações anteriores

Estudar mais anos em Portugal já não é representativo de remunerações mais elevadas. Esta é a principal conclusão de um estudo desenvolvido pela Fundação Calouste Gulbenkian, centrado nas diferenças e semelhanças entre as gerações de …