Dois irmãos transformaram 7 linhas de código num império de 36 mil milhões de dólares

JD Lasica / Wikimedia

Patrick Collison, cofundador da Stripe.

Patrick e John Collison são dois jovens empreendedores irlandeses que fundaram a Stripe, uma empresa que criou uma solução alternativa para os pagamentos online, avaliada em 36 mil milhões de dólares.

Em vez de construirem soluções de pagamento desajeitadas para cada cliente individual, os irmãos Collison criaram sete linhas de código que os programadores poderiam simplesmente colocar nos seus sites, escreve o Entrepeneur’s Handbook.

Quando a Stripe foi lançada em 2010, era essencialmente uma comunidade de programadores. E qual foi a fórmula do seu sucesso iminente? Não vendia para empresas, vendia para programadores, sustenta Dmytro Okunyev, fundador da Chanty.

“A Stripe ofereceu uma alternativa ao PayPal e ao Authorize que era muito mais fácil de implementar que os programadores de todo o mundo estavam naturalmente inclinados a usá-la”, explica Okunyev.

Há dez anos, configurar um sistema de pagamentos para a sua empresa era um processo tedioso que podia demorar várias semanas ou até mesmo meses. Na altura, as empresas pouco conheciam este processo penoso e impunham aos programadores prazos irrealistas para configurarem o sistema.

A Stripe veio facilitar a vida aos programadores, que mal podiam acreditar que sete linhas de código podiam substituir aquilo que lhes demorava até seis meses a escrever.

Durante anos, o crescimento explosivo do comércio eletrónico ultrapassou a tecnologia existente na altura. Para ter o pagamento eletrónico a funcionar, as empresas tinham de ir a um banco e, mais uma vez, todo o processo demorava semanas e era dispendioso.

O trabalho dos irmãos Collison junto das empresas de cartões de crédito, bancos e instituições reguladoras permitiu que, como resultado, as empresas apenas precisassem de fazer upload de um par de documentos para terem uma conta totalmente operacional na Stripe.

Até Mike Moritz, um dos primeiros investidores do Paypal, confessou à Bloomberg que configurar pagamentos para empresas era muito complicado antes da Stripe.

Segundo a Nasdaq, a Stripe está atualmente avaliada em 36 mil milhões de dólares. Tudo graças a sete linhas de código e ao espírito empreendedor de dois jovens irmãos.

ZAP //

PARTILHAR

14 COMENTÁRIOS

  1. Cambada de empreendedores, cheios de vontade e de ideias.
    Não sabiam ir agitar bandeiras para ganhar um lugar na autarquia local?!
    Esperemos que exemplos destes não se repitam, pois isso ameaça a visão de uma nação unida, feita de pobres e sem iniciativa privada, a lamber botas aos iluminados do partido e da estrutura estatal.

      • Bem, façamos algumas correcções:
        não é “falar” mas sim “dizer”;
        não é”bilhão” mas sim “bilião”.
        Finalmente, bilião é um milhão de milhões em toda a Europa, e erradamente utilizado como mil milhões nos EUA e no Brasil.

        • Erradamente? Quem é que diz? Países diferentes têm uma definição diferente. Não me consta que exista uma entidade superior a definir a forma correta.

  2. No Brasil se “diz” falar e bilhão. Bilhão é como se fala nos USA, no Reino Unido” e na comunidade científica, ninguém fala “mil milhões de anos-luz” e sim “bilhões de ano-luz”, é mais coerente e prático. E falar bilião não faz sentido, pois ao se falar milhão a lógica mostra que deve-se falar “bilhão”, “trilhão” e assim por diante e não bilião.

    • Tem razão, não existe. Mas de facto apenas uma minoria de países civilizados (e não todos os países) usa a definição de bilião como sendo mil milhões (escala curta). De facto a primeira definição de bilião foi com sendo um milhão de milhões (escala longa).
      A ideia por detrás da escala longa é simples:
      1000 mil (milhar)
      10 000 dezena de milhar
      100 000 centena de milhares
      1 000 000 milhão (evitando o milhar de milhares)
      10 000 000 dezena de milhões
      100 000 000 centena de milhões
      1 000 000 000 milhar de milhões
      10 000 000 000 dezena de milhares de milhões
      100 000 000 000 centena de milhares de milhões
      1 000 000 000 000 bilião bilião (evitando o milhão de milhão)

      A única entidade superior que se costuma ocupar desta coisas é a Conferência Geral de Pesos e Medidas (que define o Sistema Internacional de Unidades). Embora tenha chegado a haver uma proposta para definir a escala longa como a norma internacional, a Conferência decidiu utilizar um sistema diferente de múltiplos:
      kilo (x 1000)
      mega (x 1 000 000)
      giga (x 1 000 000 000)
      tetra (x 1 000 000 000 000)
      e por aí adiante.

    • Apenas a comunidade científica brasileira diz “bilhões de anos-luz”.
      A comunidade científica portuguesa diria “milhares de milhões de anos-luz”. Isto se a comunidade científica portuguesa estivesse a falar para o público em geral. Em publicações científicas, a comunidade científica portuguesa expressa-se em “unidades astronómicas” (símbolo “au”), sendo que 1 au = 149 597 870 700 m (por definição).
      Quando a unidade astronómica é demasiado pequena, poderá eventualmente recorrer-se ao “parsec” (símbolo “pc”). 1 pc é cerca de 206 000 au (a definição do parsec é um bocadinho mais complicada).

  3. As palavras bilião ou bilhão têm sua origem na palavra em francês billion. No Brasil, E.U.A. e outros países, este número se refere a mil milhões, ou seja, 1.000.000.000. Em Portugal, França, Inglaterra, e outros países, este número se refere a um milhão de milhões, ou seja, 1.000.000.000.000. Bilião ou bilhão pode significar também uma grande quantidade indeterminada.
    A palavra bilião é tida como a mais correta e socialmente aceite, por ser mais próxima da palavra original em francês. Alguns dicionários sugerem que a palavra bilhão seja utilizada apenas em contextos informais.

RESPONDER

Encontradas fibras de poliéster em todo o Oceano Ártico

Investigadores encontraram fibras de poliéster em todo o Oceano Ártico. As evidências sugerem que lavar as nossas roupas está a contribuir para esta contaminação. Há muito tempo que o Ártico provou ser um barómetro da saúde …

Campus universitários nos Estados Unidos podem tornar-se super-propagadores da covid-19

Os campus universitários podem tornar-se super-propagadores do novo coronavírus, que causa a covid-19, para toda a sua área de abrangência, concluiu uma nova investigação levada a cabo nos Estados Unidos. Analisando os 30 campus universitários …

A "máscara mais inteligente do mundo" é recarregável, tem microfone e dá luz

A Razer afirma ter criado a máscara mais inteligente do mundo. O Projeto Hazel é um design com um revestimento externo feito de plástico reciclado à prova de água e é transparente para permitir a …

Novo tratamento permite que pessoas com lesões na espinal medula voltem a mexer mãos e braços

Uma equipa de investigadores da Universidade de Washington conseguiu ajudar seis participantes com lesões traumáticas da espinal medual a recuperar alguma mobilidade de mãos e braços. Muitas das pessoas que sofrem lesões traumáticas da espinal medula …

Ventiladores comprados à China custaram 1,3 milhões. Autarquias algarvias vão pedir devolução do dinheiro

Os 30 ventiladores comprados à China seriam usados nos hospitais do Algarve, mas os equipamentos não funcionam. Os autarcas vão agora exigir devolução do dinheiro. De acordo com a edição do jornal Público deste domingo, o …

EUA um passo atrás da China. Pequim leva avanço na Guerra Comercial (e as suas exportações estão em alta)

No ano em que a pandemia se expandiu em todo o mundo, muitos países viram-se em mãos com graves problemas financeiros e económicos. No caso da China, a situação foi mais positiva e o país …

Alexei Navalny detido no regresso à Rússia

O líder da oposição russa, Alexei Navalny, foi detido este domingo no aeroporto em Moscovo quando regressava à Rússia. Os serviços prisionais russos (FSIN) detiveram o opositor russo Alexei Navalny, este domingo, à chegada a Moscovo, acusando-o …

Prazo para trocas ou devoluções suspenso durante confinamento

O prazo para efetuar trocas ou devoluções de bens ficará suspenso durante o atual confinamento e as garantias que terminem neste período ou nos 10 dias seguintes serão prorrogadas por 30 dias, segundo diploma publicado …

Desde 2001 que polícias negros alertam para racismo de agentes do Capitólio

Com a invasão do Capitólio, investiga-se o alegado racismo existente na Polícia do Capitólio. Desde 2001 que agentes negros denunciam casos de discriminação racial no departamento. Desde 2001, centenas de agentes policiais negros processaram o departamento …

Um megatsunami devastou uma vila na Gronelândia. Três anos depois, há quem não possa voltar a casa

Em junho de 2017, Nuugaatsiaq, na Gronelândia, foi devastada por um megatsunami, cujas ondas foram desencadeadas por um enorme deslizamento de quase 30 quilómetros através do fiorde. Embora as ondas se tivessem dissipado quando chegaram a …