Informações dadas pelos funcionários das Finanças não são vinculativas (e podem custar caro)

Miguel A. Lopes / Lusa

A DECO alerta que as informações prestadas pelos funcionários das Finanças, seja numa repartição ou através do balcão eletrónico, “não têm poder vinculativo”.

Em declarações à Renascença, o fiscalista Ernesto Pinto, da associação de defesa do consumidor, alerta que os “contribuintes têm de ter noção que toda a administração fiscal não está feita para ajudar as pessoas, mas sim para cobrar impostos”.

O fiscalista explica que quem vai a um serviço de Finanças tirar uma dúvida não deve tomá-la como garantida, já que estas respostas “não têm poder vinculativo”.

“O contribuinte acha muitas vezes que tem o seu problema resolvido, mas não é assim, porque depois pode ser surpreendido por uma interpretação completamente contrária quando submete a sua declaração de IRS e os serviços centrais informam que não está correto”, refere o fiscalista.

A DECO afirma ter detectado “inúmeras vezes” a existência de informações contraditórias recolhidas nos serviços das Finanças.

“Fazemos testes quer em balcões de serviços de Finanças, quer através da linha telefónica, quer através do balcão eletrónico e posso dizer que, se colocarmos a mesma pergunta – e pode ser uma simples, como ‘quanto é que tenho a pagar pelo IMT da minha casa’, que é o imposto que se paga quando se adquire um imóvel – no mesmo dia podemos ter três, quatro respostas diferentes em função da pessoa que nos atende”, lamenta Ernesto Pinto.

Outro problema apontado pela DECO é o preço “inadmissível” de um parecer vinculativo, que pode custar pelo menos 2.550 euros.

O valor total pode chegar “a perto de 25 mil euros, dependendo – e utilizando a letra da lei – da ‘complexidade e da urgência do processo’, para ter uma informação vinculativa”, acrescenta o fiscalista à Renascença. “Ou seja, por vezes, para poder poupar cerca de 200 euros teria de gastar, no mínimo cerca de 2.500”, remata.

ZAP

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Não sei o que pense da DECO neste momento! O que será que pretende com este tipo de informação? Lançar o descrédito total entre os contribuintes e as finanças!?
    Será que os funcionários (na sua generalidade) querem prejudicar propositadamente os contribuintes? Não me parece!
    Parece é que querem arranjar mais clientela aos advogados e Tecnicos de conta.
    E se os contribuintes não estão bem com as finanças não irão ficar certamente melhor com esses senhores….
    Concordo quando dizem que nem tudo está bem nas finanças, mas com pouco pessoal e recursos tão limitados bem podem agradecer aos funcionários o trabalho que têm para cobrar impostos para politicos incompetentes.

  2. Conclusão os FP das repart. finanças estão lá a fazer o quê? Para nos dar informações erradas p/ depois sermos multados?? Para isso não são necessários… Ou a responsabilidade de informação errada de um funcionário das finanças vai ser do contribuinte? Isto não pode ser, para isso que digam que não estão devidamente informados é melhor do que estar a dar informações erradas que depois vão sobrar c/ penalizações p/ os povo, é claro…

  3. Neste país a legislação está sempre a mudar, muitas vezes para pior (mas isso é oura história) … não culpo só os funcionários que estão no atendimento, é difícil acompanhar as incessantes alterações, e poucos conhecerão a fundo ou estarão interessados em estudar toda a legislação que é extensa e complexa.
    Deveria ser da iniciativa do ministério das finanças fazer regularmente formação e testes aos seus funcionários, para estarem preparados e informados, porque, no fim de contas quem se lixa sempre é o mexilhão.

  4. Desculpem lá, mas isto é uma fantochada.
    Um mediador de seguros, se der uma indicação errada ao assegurado, terá que responder pela mesma caso algo aconteça. (ex extremo: se indicar que o seguro cobre todos os riscos e na realidade apenas cobre contra terceiros). Para isso existem os seguros de responsabilidade civil profissional.
    Além disso, se a maioria dos funcionários não sabe as regras do seu próprio trabalho, o que lá estão a fazer? São apenas despesas do Estado. Não digo que tenham que saber tudo e mais alguma coisa da legislação tributária, mas espera-se um mínimo para se ter confiança. Em caso de dúvida, questiona-se outros colegas para tirarem a limpo a questão.
    Agora, sacudir a água do capote não.
    Dão informações erradas, devem responder por elas e serem responsabilizados por tal. Se a informação erroneamente indicada causar dano à pessoa informada, a pessoa informada deverá apresentar reclamação ao responsável da pessoa que informou e o seu caso deverá ser reavaliado, assim como eventuais coimas ou actos administrativos, deverão ser colocados em suspenso até serem reavaliados e tudo rectificado…

RESPONDER

Governo russo exige 1,8 mil milhões de euros a empresa mineira por poluição no Ártico

A agência russa de defesa do ambiente exigiu uma indemnização de 147,8 mil milhões de rublos (1,8 mil milhões de euros) ao conglomerado mineiro Norilsk Nickel, pela grave poluição do Ártico com hidrocarbonetos. Em comunicado, a …

Perda de habitat pode aumentar doenças que passam de animais para humanos, prevê ONU

Um novo relatório da Organização das Nações Unidas (ONU) alertou que podem surgir mais doenças que passam de animais para humanos, como a covid-19, à medida que os habitats são devastados pela exploração da vida …

Rússia ameaça retaliar face às sanções "hostis" do Reino Unido

A Rússia ameaçou responder às sanções "hostis" anunciadas por Londres contra 59 pessoas e entidades, 25 delas russas. A Rússia vai responder às sanções "hostis" anunciadas pelo Governo britânico contra 49 pessoas e organizações, 25 das …

Ministério dispensa quase todos os alunos da renovação de matrículas (após ataques informáticos e o desespero dos pais)

As matrículas online são agora obrigatórias apenas para os alunos que no próximo ano lectivo vão iniciar os 5.º, 7.º e 10.º anos de escolaridade. O anúncio é feito pelo Ministério da Educação depois das …

"Estavam prontos para bater". Atleta Ricardo dos Santos vai processar polícia londrina

O atleta português Ricardo dos Santos disse na segunda-feira que não demorou mais de 20 segundos a parar o carro, quando lhe foi pedido pelas autoridades em Londres, e garantiu que vai processar a polícia …

Motorista de autocarro em morte cerebral depois de agressões de passageiros em França

Um motorista de autocarro foi declarado em morte cerebral esta segunda-feira, em França, depois de ter sido agredido no domingo por passageiros a quem recusou a entrada no transporte público. No domingo à noite, um motorista …

Erro de laboratório origina 20 casos em dois clubes da Liga búlgara

Vinte pessoas estão infetadas com o novo coronavírus, após um futebolista com covid-19 ter participado no duelo entre o Cherno More e o Tsarko Selo, da Liga búlgara, devido ao erro de um laboratório, foi …

Soleimani foi assassinado de forma "ilegal e arbitrária", considera perita da ONU

A relatora especial da ONU, Agnes Callamard, considera que os Estados Unidos não apresentaram provas suficientes para justificar o ataque. Uma especialista da ONU concluiu que o general iraniano Qasem Soleimani, morto num raide norte-americano …

Bolsonaro infetado com covid-19

A imprensa brasileira confirmou, esta terça-feira, que o Presidente Jair Bolsonaro está infetado com covid-19. O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, testou positivo à covid-19. De acordo com a Globo, a informação foi avançada pelo próprio, …

Costa avisa que vem aí a "fase mais crítica" dos incêndios e pede prevenção

O primeiro-ministro participou numa reunião de acompanhamento e monitorização sobre prevenção e combate a fogos florestais e advertiu, esta terça-feira, que Portugal entra agora na fase mais crítica. Esta terça-feira, o primeiro-ministro advertiu que Portugal entra …