Canadá. Indígena e neta de 12 anos detidos ao tentarem abrir conta em banco

Can Pac Swire / Flickr

BMO – Bank of Montreal

Um indígena apresentou duas queixas por racismo após ter sido detido e algemado, juntamente com a sua neta de 12 anos, quando tentava abrir uma conta no BMO – Banco de Montreal, no Canadá.

Em dezembro, Maxwell Johnson – membro da Nação Heiltsuk -, visitou uma agência do BMO, em Vancouver, para abrir uma conta para a neta, Tori-Anne. Os funcionários não acreditaram que eram indígenas, não tendo verificado os seus cartões emitidos pelo governo e suspeitando ainda sobre o valor de um depósito na conta de Johnson, o que levou a chamar a polícia.

Segundo relatos da Nação Heiltsuk, citados na terça-feira pelo Guardian, os funcionários do banco alegaram que os dois membros estavam a cometer fraude e que apresentaram identificações “falsas”. O funcionário que contactou a polícia terá também indicado que Johnson e a neta eram “do sul da Ásia”.

De acordo com o Guardian, Johnson terá apresentado aos funcionários do banco o seu cartão de estatuto indígena, a certidão de nascimento e o cartão de cliente.

Quando os agentes chegaram, algemaram Johnson e a neta. Um relatório policial indica que estes acreditavam que Tori-Anne tinha “16 ou 17 anos”, mas removeram as algemas depois que perceberam que a jovem tinha 12 anos.

Nas duas queixas apresentadas no Tribunal de Direitos Humanos da Colúmbia Britânica e na Comissão Canadiana de Direitos Humanos, Johnson acusou o departamento de polícia de Vancouver e o Banco de Montreal de racismo.

“Isso afetou-me. Quando aconteceu, a minha ansiedade explodiu. Afetou a minha motivação, o meu raciocínio, muitas coisas”, indicou Johnson.

O banco e a polícia de Vancouver pediram desculpas pelo incidente. O BMO criou um conselho consultivo indígena e um novo treinamento para funcionários, enquanto o departamento da polícia de Vancouver avançou que está analisar as suas políticas atuais, embora ambas as organizações neguem que o incidente envolva questões raciais.

“Desde o gerente do BMO a decidir que os nossos membros não pertenciam [à Nação Heiltsuk], à chamada para a polícia, que algemou, deteve e interrogou Max e a neta, este foi um caso claro de discriminação racial e racismo sistémico”, disse em comunicado Marilyn Slett, conselheira-chefe da Nação Heiltsuk.

“Max e a neta merecem justiça pela dor que este incidente causou, e a BMO” e o departamento de polícia de Vancouver “devem tomar medidas para garantir que isso não aconteça novamente”, acrescentou.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Quase todos os presidentes da câmara tentam a reeleição. Mais de metade entra no último mandato

Eleições de 2025 começam já a ser preparadas pelos partidos, dada o número significativo de autarcas que atinge o número máximo de mandatos permitidos por lei. As eleições autárquicas de 26 de setembro serão marcadas por …

"Portugal em situação única no mundo". Peritos defendem o fim de todas as restrições (só há duas dúvidas)

Os especialistas responsáveis pela definição das medidas contra a pandemia de covid-19 vão defender, nesta quinta-feira, na reunião do Infarmed, o fim de todas as restrições obrigatórias, considerando que chegou o momento da "libertação total". …

Associação Mutualista Montepio com prejuízo consolidado de 86 milhões em 2020

A Associação Mutualista Montepio teve um prejuízo consolidado de 86 milhões de euros em 2020, após um lucro de nove milhões de euros em 2019, penalizado pelas perdas de 81 milhões de euros do Banco …

"Uma morte horrível". Suspeitas de erro clínico no caso de mulher atacada por bode

O Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT) abriu um inquérito à morte de uma mulher de 81 anos que foi atacada por um bode. Há suspeitas de que houve um erro clínico, com uma alegada …

"Ontem estava fantástico, hoje arrasta os pés". Ex-secretária falou da saúde de Salgado após uma vida de trabalho

A saúde de Ricardo Salgado está a degradar-se e sente-se, sobretudo, ao nível da memória, contou a secretária do ex-banqueiro, Tereza Araújo, em tribunal no âmbito do julgamento do antigo presidente do Grupo Espírito Santo …

Com foco na sustentabilidade, Apple anuncia iPhone 13

Os fãs da Apple conheceram ontem as novidades da marca para a próxima temporada. O evento de terça-feira é a iniciativa anual mais importante para a tecnológica norte-americana. Foram apresentados novos iPhones. O evento ficou marcado …

Se Rangel arriscar (e estiver isolado), Pinto Luz poderá abdicar de uma eventual candidatura à liderança do PSD

A direção de Rui Rio avisou que "esta não é a altura para conjeturas nem debates internos", mas os bastidores continuam a agitar-se em torno da eventual sucessão do líder. "Tudo o que possa contribuir para …

Francisco Rodrigues dos Santos espera que autárquicas sejam o "momento de viragem do socialismo"

Francisco Rodrigues dos Santos, líder do CDS-PP, traça o objetivo para as eleições dos dia 26 de setembro: "conseguir mais autarcas eleitos do que em 2017". Em entrevista à Rádio Renascença, publicada esta quarta-feira, Francisco Rodrigues …

Audição "mostra o desespero do PSD". Eduardo Cabrita ouvido no parlamento sobre festejos do Sporting

O ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, responde esta quarta-feira no Parlamento a perguntas sobre os festejos do título do Sporting, pelos quais está a ser investigado. De acordo com o Observador, Eduardo Cabrita está esta …

De primeiro-ministro dos talibã a desaparecido. Ninguém sabe de Baradar após forte discussão com líder militar

Abdul Ghani Baradar passou de primeiro-ministro do governo talibã a desaparecido. O homem que é visto como o "diplomata" do grupo que tomou o poder no Afeganistão não é visto em público há vários dias …