/

Indianos declaram “guerra” ao Super-Homem e à Mulher-Maravilha

Injustice, o último filme de animação da DC Comics, deixou alguns indianos muito perto de um ataque de fúria. Cenas em que o Super-Homem e a Mulher-Maravilha surgem a lutar contra militares indianos e a declarar o estado de Caxemira como uma zona livre de armas não lhes agradaram.

Injustice: Gods Among Us tem lugar num mundo mergulhado no caos e a missão do Super-Homem é salvá-lo. Antes de o filme ter sido lançado, foi divulgada uma cópia no início deste mês.

Partes do filme que mostram o Super-Homem e a Mulher-Maravilha a pôr fim a uma série de conflitos em várias regiões do mundo tornaram-se virais nas redes sociais, mas não agradaram a toda a gente.

Segundo a Vice, os dois super-heróis fictícios lutam contra as forças militares indianas e, quando destroem todo o seu equipamento, há uma voz que diz: “Na disputada Caxemira, o Super-Homem e a Mulher-Maravilha destruíram cada peça de equipamento militar, declarando-a uma zona livre de armas”.

Varun Puri, membro do Conselho Indiano para as Relações Culturais, apelou à DC Comics que apague a cena. “Os ocidentais estão agora a utilizar filmes de animação para difundir a propaganda anti-Índia. Estas acrobacias baratas não vão funcionar. Caxemira é a nossa parte integrante e não vamos tolerar estas tentativas ofensivas de nos malignizar”.

A Vice escreve que a hashtag #AntiIndiaSuperman esteve nas tendências do Twitter durante algumas horas, com aproximadamente 47.000 publicações, depois de um canal local ter noticiado o assunto.

Esta não é a primeira vez que os fãs indianos ficam indignados com um filme de Hollywood. Em 2018, o Conselho Central de Certificação de Filmes da Índia cortou referências a Caxemira no filme Mission Impossible: Fallout.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.