Índia já localizou módulo lunar perdido (mas não conseguiu retomar comunicações)

A Índia já localizou a sonda que enviou para a lua, incontactável desde sexta-feira. O módulo Vikram foi encontrado no polo sul lunar, mas não foi possível determinar se está a funciona.

O anúncio foi feito esta terça-feira a Organização Indiana de Investigação Espacial, responsável pela missão da missão Chandrayaan-2.

Os especialistas admitem que a nave que transportava a sonda possa ter descido mais depressa do que o calculado, acabando por pousar de forma brusca no solo lunar. Seguiu o trajeto calculado até aos últimos segundos da viagem, mas quando estava prestes a alunar perdeu todas as comunicações com a terra.

A Organização Indiana de Investigação Espacial não revelou se o Vikram se despenhou ou se está danificado. No Twitter, apenas afirma que as todas as comunicações com a sonda continuam cortadas e que estão a ser feitos “todos os esforços” para as recuperar”.

Apesar do desfecho da missão Chandrayaan-2, o primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi assegurou que o país vai continuar a investir no seu programa especial. Os cientistas “deram o seu melhor” e deixaram o país orgulhoso. “Estes são momentos para sermos corajosos e corajosos seremos”, afirmou Modi.

A primeira missão da Índia à lua foi realizada em 2008. Entre 2013 e 2014, o país colocou um satélite em órbita ao redor de Marte, tendo esta sido a sua primeira missão interplanetária.

O Vikram tinha como missão explorar o planalto localizado entre as crateras Manzinus-C e Simpelius-N para tentar encontrar os depósitos de água detetados pelas missões orbitais que a agência espacial indiana realizou anteriormente.

Mas a missão deu problemas desde o início: foi abortada uma hora antes do lançamento e só dias mais tarde os especialistas conseguiram corrigir os problemas técnicos e enviar a nave para a lua.

Apesar de ter perdido as comunicações com o módulo Vikram, a índia assume-se como o quarto país a alunar, depois dos Estados Unidos, Rússia e China. Os Estados Unidos, que assinalam este ano o 50º aniversário da missão que levou Neil Armstrong e Buzz Aldrin à Lua, estão a preparar uma nave espacial tripulada que deverá ser enviada ao polo sul da superfície lunar até 2024.

“Agora somos o primeiro país a pousar o polo sul da Lua. Parabéns à equipa. Espero que possamos entrar em contacto com a sonda Vikram em breve”, escreveu a Organização Indiana de Investigação Espacial no Twitter.

Esta foi a missão espacial mais ambiciosa do país, com um custo total de 125 milhões de euros. Num país em que 1,3 mil milhões de pessoas são pobres e que tem uma das maiores taxas de mortalidade infantil, há quem tenha questionado o custo da missão.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Parker Solar Probe lança nova luz sobre o Sol

Em agosto de 2018, a Parker Solar Probe da NASA foi lançada para o espaço, tornando-se pouco tempo depois a sonda mais próxima do Sol. Com instrumentos científicos de ponta para medir o ambiente em …

Encontrado no mar das Malvinas navio alemão da I Guerra Mundial 105 anos depois de naufragar

O naufrágio de um cruzador alemão da I Guerra Mundial foi identificado nas Ilhas Malvinas, onde foi afundado pela Marinha britânica há 105 anos. O SMS Scharnhorst foi o principal ativo da esquadra alemã na Ásia …

Boavista 1-4 Benfica | Águia goleia no xadrez do Bessa

O Benfica deu o pontapé de saída da 13ª jornada com uma vitória competente na visita ao Boavista, por 4-1. Num jogo potencialmente perigoso para as aspirações “encarnadas”, frente a um adversário com somente uma derrota …

Cientistas desenvolvem técnica para determinar o humor através da caligrafia

Uma equipa de cientistas estudou a biomecânica dos movimentos das mãos a escrever e a desenhar, e desenvolveu um método para avaliar as propriedades individuais da velocidade de escrita e da pressão do lápis no …

Quase seis mil denúncias de agressões sexuais em viagens da Uber nos EUA

A plataforma de transporte de passageiros Uber divulgou na quinta-feira um relatório, revelando quase seis mil denúncias de agressões sexuais a utilizadores, motoristas e terceiros nos Estados Unidos (EUA), em 2017 e 2018. No relatório de …

Polícia de Los Angeles vai usar dispositivo "ao estilo Batman" para prender suspeitos

A polícia de Los Angeles, nos Estados Unidos, vai adotar, no início do próximo ano, um novo dispositivo, conhecido como BolaWrap 100, que dispara um cinto de fibra sintética a uma velocidade de 200 metros …

Corriere dello Sport defende-se das acusações e garante ser "inimigo do racismo"

O jornal desportivo italiano Corriere dello Sport afirmou esta sexta-feira ser “inimigo do racismo”, defendendo-se das críticas motivadas pela manchete de quinta-feira, com o título “Black Friday” e ilustrada com os futebolistas negros Romelu Lukaku …

Alisadores e tintas para cabelo podem aumentar o risco de cancro da mama

Alisadores e tintas para cabelo são dois produtos comummente utilizados por mulheres. Um novo estudo sugere que estes podem aumentar o risco de cancro da mama, especialmente em mulheres negras. Muitos produtos capilares contêm compostos que …

Black Friday. Marca de cosméticos oferece por engano desconto de 96% e perde 10 milhões em duas horas

Uma falha no site oficial da marca de produtos cosméticos Foreo fez com que o seu artigo mais caro fosse vendido com um desconto de 96%, fazendo com que a empresa sueca perdesse 10 milhões …

Camisola usada por Pelé no seu último jogo foi vendida por 30 mil euros em leilão

Uma camisola usada por Pelé no seu último jogo com a seleção brasileira foi vendida por 30 mil euros num prestigiado leilão de objetos desportivos, realizado na quinta-feira em Turim, Itália. A camisola com o número …