Cientistas descobrem por que os incas tinham “crânios extraterrestres”

Cornell University

Matthew Velasco, investigador da Universidade Cornell, nos EUA

A aparência “extraterrestre” dos crânios dos incas, como no filme “Alien”, tem suscitado o interesse dos cientistas desde há muito tempo. Agora, investigadores norte-americanos parecem ter encontrado a resposta para este enigma.

Muitos povos antigos tinham tradições estranhas, que muitas vezes indiciavam a correlação entre o aspecto de uma pessoa e a sua posição e papel na sociedade. Por exemplo, a nobreza chinesa da Idade Média enfaixava os pés das meninas para que estes não crescessem, pois pés pequenos eram símbolo de origem nobre.

No Japão, mais ou menos no mesmo período, ganhou fama a tradição de pintar os dentes de negro. Os dentes negros eram símbolo de riqueza e fidelidade conjugal. Mais tarde, esta tradição espalhou-se por outros países asiáticos.

Do mesmo modo, segundo os cientistas, os incas alongavam os crânios dos filhos, que ficavam parecidos com “extraterrestres”, por razões sociais, mas os motivos exactos permaneciam um mistério, pois não restaram nenhumas descrições escritas da tradição.

O antropólogo Matthew Velasco, da Universidade Cornell, em Ithaca, nos Estados Unidos, e a sua equipa, descobriram uma das possíveis razões para a estranha tradição, após estudar vários crânios e corpos do povo antigo do vale do Colca, datados aproximadamente do início do século XIV.

Segundo crónicas dos conquistadores, no território do vale habitavam duas grandes tribos, os Collagua e os Cabanas, cada uma com as suas próprias tradições de “moldagem de crânios”. A primeira costumava estender e alongar os crânios, enquanto a segunda tinha crânios largos e “chatos”.

maurizio_l / Flickr

Um tabuleiro de xadrez inca

Os incas alongavam os crânios dos seus filhos, que ficavam parecidos com “extraterrestres”, por razões sociais

Velasco e os colegas decidiram analisar a forma como estas tradições mudaram ao longo do tempo para entender que papel desempenharam na vida destas tribos.

Alguns arqueólogos acreditam que a tradição terá sido trazida à região pelos incas, que pretendiam incitar o confronto entre as duas tribos, fazendo com que estas se juntassem ao império.

Os especialistas norte-americanos compararam como a forma dos crânios da nobreza de ambas as tribos mudou durante alguns séculos, desde o século XIV até ao colapso do Império Inca.

A equipa descobriu que a tradição não foi imposta pelas incas, mas sim causada pela crescente desigualdade social e estratificação da sociedade. As tentativas dos Collagua e Cabanas de se unirem perante a ameaça comum proveniente do império vizinho também contribuiu para este fenómeno.

“As mulheres com crânios alongados parecem ter comido melhor e ter morrido menos de violência. Assim, podemos afirmar que a forma do crânio desempenhou um papel importante no surgimento da estratificação social no Peru antigo”, diz o estudo, publicado no iníciode janeiro na revista Current Anthropology.

Com o tempo, o número de crânios “extraterrestres” foi aumentando, de 30% no início do século XIV para 74% na altura em que o vale se tornou parte do Império Inca – e em que desaparecem as diferenças nas “técnicas” das duas tribos.

“A forma do crânio era uma espécie de “bilhete de identidade”, indicando que uma dada pessoa pertencia a um certo grupo, o que podia ajudar a unir a nobreza, fazendo com que cooperasse na área política”, explica o cientista.

Ainda não se sabe por que os indígenas do vale de Colca escolheram a forma alongada, mas Velasco acredita que isso pode ter a ver com sua religião e mitos, segundo os quais eles eram “filhos de vulcões”.

E se essa teoria estiver certa, a exótica tradição era não apenas um instrumento social, mas também um fenómeno religioso.

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Possivelmente com métodos semelhantes/parecidos a outras tribos, noutras partes do mundo, como por ex. a tradição de alongar o pescoço nos Padaung na Tailândia. No caso dos Incas, uma possibilidade seria a utilização de faixas de tecido, comprimindo e moldando o crânio desde o nascimento.

  2. Esqueceram-se de referir que alguns dos crânios alongados, encontrados um pouco por todo o mundo, não têm sutura craniana, facto que continua inexplicado.
    E já agora, que alguns desses crânios alongados sem sutura craniana fazem parte de esqueletos com mais de dois metros de altura…

  3. “ficar parecido com extraterrestres”, Não temos nenhuma afirmação concreta de existências de seres extraterrestres, todas as matérias são suposições, será que os incas tiveram convívio com estes seres?

  4. Descobriram Porquê? Estive o Peru há 15 anos atras e VI os crânios. O povo indigina local diz a todo mundo que era feito isso para destacar os nobres do povo comum e assim “eles ficarem parecidos com seus deuses que vinham de fora” visita-los. Desde crianças, eram enrolado firmemente faixas de cipós molhado na cabeça para aos poucos irem deformando o crânio. Isso já se sabe há anos na localidade. Há escritos antigos sobre isso e ai vem uns figuras dizer que descobriram o que todo mundo sabia!

RESPONDER

Encontradas três "estrelas fracassadas" ultrarrápidas. Estão prestes a autodestruir-se

Uma equipa de cientistas identificou as três anãs castanhas de rotação mais rápida já encontradas. Estas estrelas, conhecidas como "estrelas fracassadas" estão a girar tão depressa que podem estar prestes a desfazer-se. Usando dados no Spitzer …

“É como ser queimado com ácido quente“. Planta venenosa australiana causa dores que podem durar anos

Os "cabelos" da planta gympie-gympie causam uma picada tão tóxica que a dor pode durar anos. Esta pode ser encontrada nas florestas australianas. A gympie-gympie, ou dendrocnide moroides, é um tipo de arbusto que recebe o …

Sporting 1-1 Famalicão | Leão volta a tremer e vê Porto a 6

Segundo empate consecutivo do Sporting na Liga NOS, e pelo mesmo resultado, 1-1. Na recepção ao Famalicão, o líder do campeonato começou bem, marcou, mas sofreu um golo de imediato e nunca mais se encontrou …

Arqueólogos descobrem túnel medieval na Polónia. Tinha restos mortais de 18 carmelitas

Uma equipa de arqueólogos descobriu um cemitério medieval onde estava sediado um mosteiro do século XIV. No local foi ainda encontrado um túnel com dezoito esqueletos de padres carmelitas. A descoberta ocorreu em Jaslo - uma …

Militantes apoiados pelo Al-Qaeda defendem uso de mel contra a covid-19

O Al-Shabaab, um grupo rebelde islâmico apoiado pela Al-Qaeda, apela ao boicote à vacina da AstraZeneca contra a covid-19. A alternativa é "cominho preto e mel". A vacina da AstraZeneca não está apenas a levantar preocupações …

Em menos de um ano, a polícia foi chamada a intervir pelo menos nove vezes na mansão dos Sussex

A vida nos Estados Unidos não tem sido fácil para os duques de Sussex. No último ano, a polícia da Califórnia foi chamada pelo menos nove menos à mansão onde o casal habita desde que …

Rivalidade entre China e Índia é obstáculo à maior aproximação entre os BRICS, diz especialista

Apesar de os BRICS representarem "o tipo de relações entre países que queremos no século XXI", a rivalidade entre a Índia e a China ainda é um obstáculo a uma maior integração, dizem os especialistas. Na …

Variante sul-africana pode resistir à Pfizer. China pondera misturar vacinas

A variante do coronavírus descoberta na África do Sul pode "romper" a vacina contra a covid-19 da Pfizer/BioNTech até certo ponto, concluiu um estudo em Israel, embora a sua prevalência no país seja baixa e …

Rússia garante que não haverá guerra com Ucrânia. EUA desconfiam e prometem consequências

O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, descartou este domingo a possibilidade de uma guerra com a Ucrânia, depois de Kiev ter manifestado preocupação com o reforço de tropas russas nas suas fronteiras. “Ninguém está a embarcar …

Inspetores do SEF rejeitam extinção sem aval do Parlamento (e dizem estar em causa o Espaço Schengen)

O sindicato dos inspetores do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) rejeitou este domingo a extinção daquele organismo sem a aprovação formal da Assembleia da República e considerou que está em causa a permanência de …