Ilhas Marshall podem desaparecer devido às alterações climáticas

As Ilhas Marshall estão em risco de desaparecer devido à subida da água do mar, causada pelas alterações climáticas. Investigadores pedem uma “adaptação radical”.

Ao longo da costa dos Estados Unidos, da Califórnia à Flórida, os residentes estão cada vez mais acostumados a um fenómeno conhecido como “King Tide” (Maré-rei). Estas marés muito altas levam a enchentes e causam estragos nas comunidades afetadas. À medida que as alterações climáticas aumentam os níveis do mar, elas estão a tornar-se mais extremas.

As “King Tide” não são novidade para as Ilhas Marshall, uma nação formada por 29 atóis de coral que se estendem do Oceano Pacífico ao nordeste da Austrália. Em 2035, o U.S. Geological Survey projeta que algumas das Ilhas Marshall ficarão submersas.

Outras não terão mais água potável porque os seus aquíferos ficarão contaminados com água salgada. Como resultado, os habitantes das Ilhas Marshall seriam forçados a migrar para longe da sua terra natal.

Este cenário não é inevitável. Uma equipa de investigadores sugere que medidas de adaptação em grande escala que poderiam salvar essas e outras ilhas ainda são possíveis, e que os líderes marshalleses estão comprometidos a adaptarem-se. Mas a história colonial da sua nação tornou difícil para eles agirem, deixando-os dependentes de ajuda estrangeira. E, até o momento, os financiadores externos não quiseram ou não puderam investir em projetos que poderiam salvar o país.

A maioria das outras nações insulares do mundo compartilham histórias coloniais semelhantes e enfrentam desafios climáticos semelhantes. Sem uma adaptação rápida e dramática, nações insulares inteiras podem tornar-se inabitáveis. Para as Ilhas Marshall, isto deve acontecer em meados deste século.

As Ilhas Marshall ganharam soberania em 1986, mas os EUA mantêm plena autoridade e responsabilidade por “questões de segurança e defesa nas Ilhas Marshall”, incluindo o direito de usar as terras e águas marshallianas para atividades militares.

Além disso, embora as ilhas fossem um território de confiança dos EUA, os Estados Unidos não fomentaram uma economia autossuficiente. Em vez disso, injetaram grandes quantidades de ajuda sob a suposição de que as ilhas eram, nas palavras do investigador Epeli Hau’ofa, “demasiado pequenas, pobres e isoladas para desenvolver qualquer grau significativo de autonomia”.

O grosso dessa ajuda foi para fornecer serviços sociais em vez de promover o desenvolvimento económico, resultando numa economia baseada quase que inteiramente em transferências financeiras dos EUA.

Que opções têm as Ilhas Marshall para proteger os seus cidadãos das alterações climáticas? Quando os investigadores se reuniram com o ex-Conselheiro Nacional do Clima Ben Graham em 2019, ele disse que seria necessária uma “adaptação radical”.

Para controlar as enchentes provocadas pela subida das águas do mar, a nação precisaria de elevar terras e consolidar a sua população nos centros urbanos. Fazer isto “não é nada de transcendente”, disse Graham. “A China está a construir ilhas todos os dias, a Dinamarca planeia construir nove ilhas artificiais. Não é novo, mas é caro”.

De acordo com Graham, a implementação do próximo Plano Nacional de Adaptação custará cerca de mil milhões de dólares. Isto é dinheiro que o país não tem.

Mas um atol provavelmente será salvo: Kwajalein, que é ocupado pelos militares dos EUA. Os norte-americanos já fizeram investimentos substanciais para entender como é que o subida das águas do mar está a afetar os seus recursos militares em Kwajalein.

  ZAP // The Conversation

PARTILHAR

RESPONDER

Argentina ganhou: os números de Emiliano e a crítica de Messi

Resultado positivo diante do Peru não impediu uma "boca" do número 10 ao árbitro. Mais um jogo em que Emiliano Martínez não sofreu golos. A Argentina está cada vez mais perto de assegurar a presença na …

Leão promete "boa notícia" para as empresas sobre o preço da electricidade

Com as negociações em torno do Orçamento do Estado para 2022 ao rubro, o ministro das Finanças, João Leão, acredita num entendimento à esquerda e revela que o próximo ano vai trazer "uma boa notícia" …

"Não tenho problema em ir para casa" - e foi mesmo, no dia seguinte

Eduardo Berizzo, seleccionador do Paraguai, disse que não teria que receber qualquer indemnização, se fosse demitido. E foi. O percurso de qualificação para a fase final do Mundial 2022 não está propriamente famoso para os lados …

Revolta contra os preços dos combustíveis. Greves, ameaças de bloqueio e transporte escolar em risco

A contínua subida dos preços dos combustíveis está a gerar uma onda de contestação, com cidadãos a apelarem à greve ao abastecimento, os camionistas a ameaçarem com protestos, alertas de aumento de bens essenciais, como …

Supercomputador prevê classificação final da Premier League — com Brentford à frente do United

Um supercomputador previu a classificação final da Premier League deste ano e pode-se dizer que a tabela classificativa está recheada de surpresas. O atual campeão europeu Chelsea é apontado como o futuro vencedor da Premier League, …

Gary Neville identificou o ponto fraco de Cristiano Ronaldo

Gary Neville diz que Cristiano Ronaldo "não trabalha o suficiente nos grandes jogos". O ex-futebolista alerta o treinador do United para tomar medidas para precaver isto. Apesar dos seus feitos extraordinários, Cristiano Ronaldo é um ser …

Infarmed aprovou financiamento público para o medicamento mais caro do mundo

A Autoridade Nacional do Medicamento (Infarmed) anunciou, esta quinta-feira, que foi aprovado o financiamento público do medicamento Zolgensma para a atrofia muscular espinhal tipo 1. "Foi aprovado o financiamento público do medicamento Zolgensma, uma nova opção …

Explosão em mesquita no Afeganistão faz vários mortos

Uma forte explosão atingiu, esta sexta-feira, uma mesquita xiita na cidade de Kandahar, no Afeganistão, tendo feito vários mortos e feridos. De acordo com a BBC, pelo menos 16 pessoas morreram e 32 ficaram feridas, na …

PCP diz ser "lamentável ver ministros a falar de eleições antecipadas"

O líder parlamentar do PCP respondeu aos ministros do Governo socialista que, nos últimos dias, têm acenado com os problemas de um eventual cenário de eleições antecipadas. Nos últimos dias foram vários os ministros que têm …

Médico que salvou Eriksen diz que teve sorte: "Os remédios para o coração só duram dois meses"

O médico que salvou Christian Eriksen diz que o futebolista teve sorte. Os medicamentos para o coração "só duram dois meses" e, por acaso, o que Morten Boesen tinha na mala era novo. O mundo do …