Cientistas identificaram destino fatal da há muito perdida 8.ª Maravilha do Mundo

Wikimedia / Charles Blomfield

Pintura dos terraços branco e rosa do Lago Rotomahana

Os Terraços Rosa e Branco da Nova Zelândia, conhecidos como a 8.ª Maravilha do Mundo, desaparecerem misteriosamente há mais de 130 anos. Agora, um grupo de investigadores acredita ter descoberto o que levou ao fatídico fim dos terraços.

Dezenas de turistas costumavam reunir-se nos amplos terraços feitos de sílica, onde a água desaguava em piscinas naturais. Há muito tempo, essas rochas em tons de rosa e branco – que acabaram por apelidar o local – faziam do espaço um destino famoso na região de Rotorua, na Nova Zelândia

Agora, num novo estudo publicado no final do mês de junho na Journal of The Royal Society of New Zealan, pesquisadores da GNS Science reiteram descobertas anteriores, nas quais defendiam que os terraços foram destruídos pela erupção vulcânica do Monte Tarawera em 1886.

Os cientistas confirmam ainda que quaisquer fragmentos remanescentes dos Terraços Rosa e Branco foram provavelmente “engolidos” pelo aumento da água no lago, permanecendo agora nas profundezas do Lago Rotomahana.

A pesquisa agora realizada vem contrapor estudos publicados anteriormente, nos qual investigadores alegavam que os terraços mais famosos do hemisfério Sul tinha sobrevivido à erupção e estavam enterrados no subsolo das terras em volta do lago – argumento, que esta nova pesquisa não valida, de acordo com o Nature World.

Recorrendo à engenharia e à topografia do século XIX, o geólogo Ferdinand von Hochstetter concluiu os terraços foram parcialmente destruídos, e há até investigadores que dizem que parte dos Terraços Rosa e Branco podem mesmo ser recuperados.

Afinal, a Maravilha desapareceu para sempre

No novo artigo publicado, a equipa de Cornel de Ronde, o autor principal, rejeita qualquer esperança de recuperação dos Terraços. Dados recolhidos entre 2011 e 2014 foram recentemente reavaliados e provam isso mesmo.

“Nós voltamos a analisar todas as nossas descobertas de há vários anos e concluímos que é insustentável que os Terraços possam estar enterrados em terras próximas do Lago Rotomahana”, explicou de Ronde.

A equipa de investigação recorreu técnicas avançadas para “encontrar” o lendário local, incluindo tecnologias de sonar, levantamentos sísmicos e até fotografias subaquáticas. As descobertas recentes são consistentes com fotografias histórias bem como, com os mapas publicados pelo geólogo Hochstetter.

De forma geral, o novo estudo pinta um cenário abrangente da tragédia que ditou o fim dos Terraços da Nova Zelândia.

Segundo os investigadores, a erupção destruiu a maior parte dos Terraços Rosa e Branco. Com a destruição, o nível da água do lago subiu, expandido consequentemente a sua área. Com isto, todos os vestígios remanescentes do Terraço acabaram por submergir.

De Ronde realça ainda que, dada a brutalidade da erupção de 1886, não é de forma alguma surpreendente que os míticos Terraços tenham sido totalmente destruídos.

O novo estudo vem desta forma contrariar a investigação de Rexx Bunn e Sascha Nolden, dois investigadores neozelandeses que, baseados nas notas de Ferdinand von Hochstetter, concluíram no ano passado, que os terraços naturais poderiam estar enterrados a 15 metros abaixo do nível da terra, cobertos com cinzas vulcânicas.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Descobertas duas super-Terras na zona habitável de uma das estrelas mais próximas do Sistema Solar

Uma equipa internacional de cientistas encontrou duas super-Terras a orbitar uma das estrelas mais próximas do Sistema Solar. Conduzida pela Universidade de Göttingen, na Alemanha, a equipa de especialistas localizou um sistema formado por pelo …

Sporting 2-1 Gil Vicente | Leão de Plata só sabe vencer

O Sporting cumpriu na recepção ao Gil Vicente, no fecho da 29ª jornada da Liga NOS, e venceu por 2-1, num jogo que pareceu sempre controlado, mas que terminou com emoção. Os “leões” dominaram por completo …

Leões marinhos decapitados estão a dar à costa no Canadá (e ninguém sabe porquê)

Os corpos decapitados de pelo menos cinco leões-marinhos encontrados nas costas de Vancouver, no Canadá, nos últimos meses sugerem que pode haver um serial killer de mamíferos marinhos à solta. O LiveScience relata que pelo menos …

Este japonês é a única pessoa no mundo a ter um mestrado em Estudos Ninja

Um homem japonês tornou-se a primeira pessoa no mundo a ter um mestrado em Estudos Ninja depois de concluir um curso de pós-graduação que envolvia a aprendizagem de artes marciais básicas e escalada de montanhas. De …

Cátio Baldé acusado de comprar vistos para jogadores do Benfica

Cátio Baldé está a ser acusado de corrupção passiva por ter pagado a um funcionário da embaixada portuguesa em Bissau para conseguir vistos para jogadores do Benfica. O empresário admite o crime, mas nega o …

Ex-polícia admite ser "Assassino de Golden State" e declara-se culpado de 13 homicídios

O ex-polícia norte-americano Joseph DeAngelo declarou-se, esta segunda-feira, culpado de 13 homicídios. Mais conhecido como o "Assassino de Golden State", DeAngelo foi preso em 2018, após 40 anos de investigação. A identificação do criminoso apenas foi …

Infarmed garante ter stock de remdesivir, apesar da compra massiva dos EUA

Depois da notícia de que os EUA compraram à empresa Gilead Sciences praticamente toda a reserva para três meses do medicamento remdesivir, o primeiro aprovado no país no tratamento de covid-19, o Infarmed garante que …

Orfão, capturado e apresentado à rainha. A história da mais antiga fotografia de um indígena da Nova Zelândia

Um daguerreótipo - primeiro processo fotográfico do mundo - mantido na Biblioteca Nacional da Austrália é o mais antigo retrato fotográfico conhecido de um indígena maori da Nova Zelândia. Na imagem antiga, um adolescente aparece vestido …

Uma mesa de 490 metros na Charles Bridge. Em Praga, o fim da restrições celebrou-se com um jantar em massa

Os habitantes de Praga, capital da República Checa, construíram uma mesa com quase 490 metros e realizaram um enorme jantar público esta terça-feira para comemorar o fim do bloqueio do coronavírus no país. De acordo com …

Vladimir Putin vai poder governar a Rússia até 2036

Os eleitores russos devem aprovar, com larga maioria, as emendas constitucionais que permitem ao Presidente Vladimir Putin concorrer a outros dois mandatos, de acordo com os primeiros resultados do referendo. A Comissão Central de Eleições disse …