Hospitais da região de Lisboa aumentarão em 21% as colonoscopias em 2014

Tânia Rêgo / ABr

foto: Tânia Rêgo / ABr

foto: Tânia Rêgo / ABr

Os hospitais da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT) vão aumentar em 21% o número de colonoscopias a realizar em 2014, o que traduzirá mais 5.500 exames, foi hoje anunciado.

A decisão foi anunciada depois de uma hoje reunião entre a ARSLVT e os conselhos de administração dos hospitais e no dia em que o jornal Diário de Notícias relatou que uma doente descobriu um cancro em estado grave depois de dois anos à espera de uma colonoscopia.

“Durante o ano de 2013 realizaram-se na região da ARSLVT mais de 70 mil colonoscopias, das quais 27 mil foram realizadas nos hospitais do Serviço Nacional de Saúde (SNS)”, adiantou a ARSLVT, em comunicado enviado à agência Lusa ao início da noite.

A administração regional registou o “esforço demonstrado hoje por todos os hospitais da região e do SNS, através do compromisso em incrementar em 5.500, 21%, o número de exames a realizar em 2014”.

A ARSLVT garantiu ainda o empenho em “elaborar um conjunto de medidas suplementares que permitam dar resposta adequada aos utentes da região nesta área”.

Em declarações hoje à agência Lusa, o presidente da ARSLVT, Cunha Ribeiro, admitiu haver um “problema preocupante” com a capacidade de resposta para realizar colonoscopias na região, tanto no setor público como no privado.

O responsável disse pretender ter, dentro de duas ou três semanas, uma estratégia definida para responder à dificuldade de realização destes exames, que servem de diagnóstico ao cancro colorretal.

As soluções que vierem a ser encontradas devem passar, segundo Cunha Ribeiro, pela “maximização da capacidade instalada nos hospitais públicos” e pelo recurso a entidades sociais e privadas, uma vez que o setor público não conseguirá ser suficiente.

Sobre a dificuldade de realização de colonoscopias nos privados com convenção com o Estado, Cunha Ribeiro disse que o assunto também está a ser analisado, mas sem adiantar mais pormenores.

O presidente da ARS lembrou ainda que o número de especialistas na região para realizar as colonoscopias é “insuficiente para as necessidades”, um problema que não será possível resolver a curto prazo.

Sobre o caso da doente que esperou dois anos para fazer uma colonoscopia, Cunha Ribeiro declarou que irá examinar o relatório que o hospital em causa, o Amadora-Sintra, vai realizar.

Segundo o jornal Diário de Notícias, a doente fez o rastreio ao cancro colorretal e a análise foi positiva, tendo sido de imediato encaminhada para o hospital Amadora-Sintra, mas foi chamada para consulta apenas um ano depois.

Em Portugal há cerca de sete mil casos de cancro do intestino por ano e, em média, morrem 11 pessoas por dia com a doença.

/Lusa

 

PARTILHAR

RESPONDER

Luxemburgo 0-2 Portugal | Campeão marca presença no Euro

Portugal venceu o Luxemburgo por 2-0 e apurou-se para a fase final do Euro2020 – a 11ª presença consecutiva da turma das “quinas” em fases finais de grandes competições. Num encontro mal jogado, em parte pelas …

Hologramas e outras tecnologias podem ajudar a combater incêndios florestais

Portugal continua a ser assombrado pela destruição sem precedentes dos incêndios florestais. Agora é a hora de aproveitar as nossas ferramentas tecnológicas e encontrar maneiras inovadoras de ajudar a aliviar o problema e também evitar …

Pombos estão a perder dedos ou patas por causa da poluição

Basta passar algum tempo na praça de uma cidade para ver que alguns pombos têm patas feridas ou dedos em falta. Embora possamos pensar que isto é causado por algum vírus ou pelos eventuais desentendimentos …

Descoberto no Japão fóssil de pássaro com 120 milhões de anos

O fóssil de um pássaro do Cretáceo recentemente descoberto no Japão pode levar os cientistas a repensarem alguns detalhes sobre a evolução do voo. Há cerca de 120 milhões de anos, um pássaro com o tamanho …

Irão corta acesso à Internet após protestos contra a subida do preço da gasolina

O Irão cortou o acesso à internet no sábado, após os protestos contra o aumento do preço da gasolina, que provocaram fortes confrontos entre manifestantes e forças de segurança. O Irão cortou o acesso à internet …

A maior parte das Testemunhas de Jeová não apresenta queixa em caso de abuso sexual. Mas uma nova lei pode alterar essa realidade

Em casos de abuso sexual dentro organização religiosa Testemunhas de Jeová, a maior parte das vítimas não acusa os agressores por receio de serem excluídas, revelou um artigo da Vice. Agora, uma nova lei norte-americana, …

Hong Kong. Agente atingido por flecha e operação policial reforçada com canhão de água

Um polícia foi atingido numa perna por uma flecha lançada por manifestantes antigovernamentais e pró-democracia, informaram as forças de segurança, que reforçaram a operação no local com um canhão de água. Um polícia foi atingido …

Príncipe André nega ter abusado sexualmente de jovem de 17 anos

O príncipe André, filho de Isabel I, é acusado de ter abusado sexualmente de Virginia Giuffre, uma jovem que na altura tinha 17 anos. O caso remonta ao dia 10 de março de 2001 e, este …

FC Porto tira pão da boca ao Sporting ao desviar central brasileiro

Os 'dragões' podem estar perto de chegar a acordo para a transferência de Gustavo Henrique. O central do Santos estava em negociações com o Sporting, mas uma forte investida do FC Porto, pode ter mudado …

Será que os cães conseguem farejar uma gravidez?

Já ouvimos falar de cães a farejar bombas e de cães a farejar cancro. E quanto à gravidez, o que poderá o nariz de um cão dizer? Há várias mulheres grávidas a relatar que o cão …