Hong Kong vai censurar filmes em busca de “ameaças à segurança nacional”

Jerome Favre / EPA

As autoridades de Hong Kong vão começar a censurar todos os filmes nacionais e estrangeiros em busca de casos que possam ser interpretados como “violações da segurança nacional”, no mais recente exemplo do reforço do controlo da China sobre o território semi-autónomo.

Num comunicado publicado esta sexta-feira, o Governo de Hong Kong anuncia que foram feitas “emendas às orientações para os censores”, no sentido de expandir a sua autoridade sobre a verificação e classificação dos filmes. As mudanças foram feitas na sequência da aprovação, no Verão de 2020, de uma nova lei de segurança nacional por Pequim.

“O censor deve prestar atenção à representação de qualquer ato ou atividade que possa constituir uma ameaça à segurança nacional, ou que possa pôr em perigo, de qualquer outra forma, a defesa da segurança nacional de Hong Kong, e a qualquer conteúdo que seja objetivamente passível de ser entendido como um apoio, promoção, glorificação, encorajamento ou incitação aos referidos atos e atividades”, lê-se no comunicado.

A censura dos filmes na China é muito rigorosa, e são poucos os filmes que chegam às salas de cinema do país a cada ano. Contudo, em Hong Kong, os censores costumavam ter uma atitude menos restritiva, numa indústria local com sucesso internacional.

No entanto, há sinais cada vez mais preocupantes de que as autoridades querem apertar o controlo sobre os mundos da cultura e da arte no território de Hong Kong.

Em março, um documentário sobre os protestos pró-democracia de 2019 e 2020 foi retirado de circulação horas antes da estreia, sob a acusação de que continha ameaças à segurança nacional.

A nomeação do mini-documentário “Do Not Split” para um Óscar levou o canal TVB a não transmitir a cerimónia de entrega dos prémios de Hollywood pela primeira vez em 50 anos.

No início do ano, uma universidade local cancelou uma exposição de fotografia que continha imagens dos protestos de 2019, também citando ameaças à segurança nacional.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Hong Kong. Veredicto de culpado no primeiro julgamento sob a lei de segurança nacional

A primeira pessoa acusada e julgada de acordo com a lei de segurança nacional de Hong Kong foi esta terça-feira considerada culpada de terrorismo e incitação à secessão, numa decisão histórica que estabelece um precedente …

Medina queixa-se dos juízes: "Há coisas que não dá para entender"

Dia de emoções diferentes para o Brasil, no surf. O primeiro campeão olímpico na modalidade é brasileiro mas Gabriel Medina nem chegou à final; e não gostou da pontuação na meia-final. Aí está a primeira medalha …

Estado demora dois anos a pagar aos fornecedores

Atrasos nos pagamentos têm vindo a diminuir, com muitos organismos a conseguir cumprir os 60 dias previstos pela lei. À semelhança do que acontece com os prazos, também os valores em dívida apresentam uma tendência …

Ministra da Saúde abre a porta à presença de público na Supertaça

A Supertaça, entre Sporting e Sporting de Braga e agendada para sábado, pode vir a ter adeptos nas bancadas, admitiu a ministra da Saúde, esta terça-feira, descrevendo o jogo como um possível "evento-teste". "Em relação ao …

Escolas avançam para a "desmaterialização dos manuais"

"As escolas estão já a avançar para a desmaterialização dos manuais e materiais clássicos da aprendizagem", indicou esta segunda-feira o vice-presidente da Associação Nacional de Diretores de Agrupamentos e Escolas Públicas (ANDAEP), David Sousa, a …

Marcelo sai do Infarmed "irritantemente otimista". "Onde avança a vacina, o vírus recua"

O Presidente da República elogiou, esta terça-feira, o processo de vacinação, considerando que "é excecional" o ritmo a que tem avançado, e declarou-se "irritantemente otimista", expressão que antes atribuía ao primeiro-ministro. "Eu agora também estou, como …

EUA. Casos de covid-19 podem ter sido subestimados em 60%

O número de casos de covid-19 nos Estados Unidos (EUA) pode ter sido subestimado em até 60%, com as infeções relatadas a representarem "apenas uma fração do número total estimado". Esta é a conclusão de um …

Portugal com mais seis mortes e 2316 novos casos de covid-19

Portugal registou, esta terça-feira, mais seis mortes e 2316 casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 2316 novos …

Um quarto dos processos às companhias aéreas por falta de testes à covid já resultou em multas pagas

A Autoridade Nacional da Aviação Civil (ANAC) instaurou, entre 2020 e a semana passada, 539 processos a 40 companhias aéreas por transportarem passageiros para o território nacional sem o respetivo teste negativo à covid-19. Cerca …

Colômbia pede que a Venezuela seja declarada como país promotor do terrorismo

A Colômbia pediu esta segunda-feira aos EUA que declarem a Venezuela como país promotor do terrorismo por alegadamente "proteger" guerrilheiros colombianos do Exército de Libertação Nacional (ELN) e do Grupo Armado Residual (Gaor 33, composto …