Homicídio de Olof Palme. Mistério com 34 anos pode ter sido finalmente desvendado

O mistério em torno do assassinato de Olof Palme, primeiro-ministro da Suécia, pode ter finalmente desvendado. As autoridades suecas vão apresentar na quarta-feira as conclusões da investigação, 34 anos depois do crime.

De acordo com o jornal britânico The Guardian, as conclusões de uma investigação sobre um dos casos mais infames do mundo, o assassinato do primeiro-ministro sueco Olof Palme em 1986, serão finalmente divulgadas em Estocolmo na quarta-feira.

Em 28 de fevereiro de 1986, depois de sair do cinema com a sua mulher, Olof Palme, foi morto a tiro no centro da cidade de Estocolmo. Palme era uma referência da social-democracia nórdica e do socialismo “de rosto humano” – em contra ponto ao socialismo de raiz comunista.

Em fevereiro deste ano, o procurador Krister Petersson, responsável pela investigação desde que foi reaberta em 2016, anunciou que esperava esclarecer o que aconteceu naquela fatídica noite ainda antes do verão. Petersson anunciou que as autoridades suecas estavam convencidas de que tinham “uma ideia muito clara” do que aconteceu naquela noite.

Segundo o jornal sueco Aftonbladet, a polícia pode ter em sua posse a arma utilizada no crime. De acordo com a BBC, as balas recuperados no local do crime confirmam que o assassino utilizou uma Magnum .357, uma arma muito poderosa.

Investigadores suecos encontraram-se em março, em Pretória, com investigadores sul-africanos. Esta tese é partilhada por Goran Björkdahll, diplomata sueco, que está convencido de que o regime sul-africano ordenou o assassínio de Olof Palme.

Nos anos 1980, mais de dez mil pessoas foram interrogadas e 134 declararam-se culpadas mas o crime continua por resolver. O Caso Olof Palme reúne milhares de documentos que ocupam 250 metros de estantes.

Olof Palme foi o primeiro-ministro da Suécia entre 1969 e 1976 e novamente entre 1982 e 1986. Defensor dos direitos humanos, era anti-colonialista e crítico das intervenção dos Estados Unidos na América do Sul. Denunciou o apartheid na África do Sul, a invasão soviética da Hungria em 1956, a da Checoslováquia em 1968 e a do Afeganistão em 1978.

Alguns suecos acreditavam que Palme era um espião da KGB, o que, após o seu assassinato, motivou as mais diversas especulações sobre a intromissão da polícia secreta soviética na questão. Outros dados como autores do crime foram separatistas curdos, os serviços de segurança da África do Sul, a polícia secreta da antiga Jugoslávia e um grupo de extrema-direita sueco.

ZAP ZAP //

 

PARTILHAR

RESPONDER

"Já vimos este filme". Catarina Martins receia austeridade pós-bazuca (e está preocupada com a TAP)

A coordenadora do Bloco de Esquerda disse temer a austeridade que possa surgir após a prometida bazuca de fundos europeus e confessou estar “muito preocupada” com a TAP. Em entrevista à TVI na noite de segunda-feira, …

Portugal continental atinge 4 milhões de doses administradas. Processo está a ser mais rápido do que o previsto

Portugal Continental vai atingir esta terça-feira as quatro milhões de doses de vacinas administradas. Segundo a task force, o processo está a acontecer mais rapidamente do que o previsto. De acordo com um fonte da task …

Descoberta nova espécie de tartaruga que viveu no final do Cretáceo

Em 2015, paleontólogos descobriram em Madagáscar um fóssil excecionalmente bem preservado, que agora se confirma ser de uma nova espécie de tartaruga, que remonta ao final do Cretáceo. A antiga tartaruga era uma espécie de água …

Pelo menos onze mortos na sequência de um tiroteio numa escola da Rússia

Dois indivíduos não identificados efetuaram esta terça-feira disparos numa escola na cidade de Kazan, no centro da Rússia, informaram agências de notícias, que citam fontes oficiais. Pelo menos onze pessoas morreram, avança a AFP, que cita …

Pedido de insolvência da Groundforce não implica despedimentos. Mas salários de maio estão em risco

O Sindicato dos Trabalhadores da Aviação e Aeroportos (Sitava) recebeu a garantia do Governo de que não vão acontecer despedimentos na Groundforce depois de a TAP ter avançado com um pedido de insolvência da empresa. "Foi-nos …

#Estrumegate. Matos Fernandes admite "linguagem desajustada", mas Galamba continua debaixo de fogo

O ministro do Ambiente admitiu esta segunda-feira que o seu secretário de Estado adjunto e da Energia usou "linguagem desajustada" para criticar um programa de informação, mas considerou que o próprio João Galamba o …

Reforma das Forças Armadas. Cravinho critica “manobras escusas” de “agremiação”

O ministro da Defesa acusou esta segunda-feira ex-chefes militares de “manobras escusas” para “perpetuar a influência” nas Forças Armadas, declarando não se intimidar em relação às reformas legislativas em curso, mantendo a expetativa da aprovação …

Cientistas treinaram abelhas para detetar covid-19 em poucos segundos

Cientistas holandeses têm estado, nos últimos tempos, a treinar abelhas para serem capazes de detetar casos de covid-19. De acordo com o comunicado da Universidade de Wageningen, nos Países Baixos, que trabalhou com a start-up InsectSense, …

EUA autorizam vacina da Pfizer entre 12 e 15 anos. Imunização pode arrancar esta quinta-feira

A Food and Drug Administration (FDA) autorizou a administração da vacina contra a covid-19 da Pfizer a crianças de 12 a 15 anos. A imunização de jovens pode arrancar já esta quinta-feira. Agora que a Food …

Rio critica estratégia de “ostracizar” extrema-direita (e prefere traçar “linhas vermelhas”)

O presidente do PSD, Rui Rio, criticou nesta segunda-feira a estratégia que considera estar a ser seguida na Europa de “ostracizar” a extrema-direita, admitindo ser preferível aceitar o apoio desses partidos, mas sem “nunca permitir …