Homens com namorada podem parecer mais atraentes (e a Evolução pode explicar porquê)

A comunidade científica permanece dividida e tenta perceber se as mulheres realmente preferem um homem com namorada. Esta preferência já foi observada em algumas espécies de animais.

Vários estudos — nomeadamente um publicado no ano passado na revista Adaptive Human Behavior and Physiology — já apontaram a hipóteses de mulheres heterossexuais preferirem homens que já estejam numa relação. A teoria baseia-se no princípio que as mulheres poupam tempo e energia à procura de um parceiro ao selecionar um que já foi escolhido por outras mulheres.

Esta preferência já foi analisada em animais, como roedores, pássaros e peixes. Contudo, se os humanos também o fazem continua a ser uma incógnita para a comunidade científica.

De acordo com a Discover Magazine, as mulheres podem tentar evitar o esforço de encontrar um homem que considerem digno para uma relação ao escolher um que já esteja ocupado. Isto porque, à partida, a sua parceira atual já o fez e validou as suas qualidades.

O princípio é polémico e está longe de reunir consenso entre os biólogos. A primeira vez que foi observado no reino animal foi nos anos 90, num estudo com peixes guppy.

Num tanque com machos e fêmeas, as fêmeas escolhiam os seus parceiros tendo em conta o tamanho, o comprimento da cauda e a sua cor (os machos com um laranja mais brilhante eram os preferidos). Do outro lado do tanque, outro grupo de fêmeas observava o ritual de acasalamento.

Quando este último grupo era introduzido no tanque com o resto dos machos, as fêmeas acabavam por optar pelos peixes que tinham sido escolhidos anteriormente, mesmo que tivesse um mais alaranjado disponível.

O caso humano

E com os humanos? Um homem pode ter bom aspeto superficialmente, mas carregar maus genes e abandonar a família. Caso isso aconteça, a mãe continua a ter de criar o filho — carregando o DNA do pai de qualquer forma.

Assim, seria mais seguro escolher um homem que já tinha passado pela análise minuciosa de outra mulher. No entanto, estas não passam de suposições e a preferência por homens com parceiras não é algo bem definido nos estudos feitos ao longo dos anos.

Para testar este princípio nos humanos, a experiência habitual é: os investigadores pedem aos participantes para avaliarem a atratividade de um homem através de fotografias com ou sem uma companheira. Normalmente, se o homem estivesse acompanhado por uma mulher — de preferência atraente — o macho era visto com melhores olhos por parte das mulheres.

Porém, a Discover Magazine alerta que são necessários fazer mais estudos para que se chegue a uma conclusão final.

Alguns cientistas sugerem ainda que esta preferência pode advir da tendência dos humanos em aprender com os outros em vez de tentar resolver os problemas independentemente. Comparando com os chimpanzés, os humanos imitam os seus pares com uma frequência muito maior.

Os seres humanos podem apenas ter uma tendência evolutiva para se protegerem, imitando os outros. Ou isso, ou ao longo da evolução humana, pode ter sido especialmente benéfico para as mulheres copiarem as decisões de acasalamento de outras fêmeas.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Viagens ao Espaço têm um novo perigo desconhecido para os astronautas

Há um perigo inerente às longas viagens espaciais dos astronautas desconhecido até aos dias de hoje. Um novo estudo aponta que os cosmonautas podem ver o seu fluxo sanguíneo revertido na parte superior do corpo. A …

Macrocilix maia, a misteriosa traça que tem moscas a comer fezes nas suas asas

Macrocilix maia é uma espécie de traça que se destaca pela forma como se camufla dos seus predadores. Nas suas asas vê-se duas moscas a comer excrementos de pássaro. A natureza nunca falha em surpreender-nos e …

Há provas que ligam misteriosa doença que paralisa crianças a vírus raro

Pela primeira vez, foram encontradas provas da associação do Enterovírus D68, um vírus raro até há algum tempo, à Mielite Flácida Aguda, uma doença semelhante à poliomielite que tem afectado centenas de crianças, provocando a …

Antigos egípcios podem ter encurralado milhões de pássaros só para os mumificar

Novas evidências de ADN sugerem que os antigos Egípcios capturavam pássaros selvagens para sacrifícios ritualísticos (e para os poderem mumificar depois). As catacumbas egípcias contêm milhares de pássaros mumificados, especificamente íbis-sagrados (Threskiornis aethiopicus), empilhados uns sobre …

Estudo mostra que sondagens tendenciosas enviesam eleições políticas

Através de experiências práticas, uma investigação recente sugere que as sondagens tendenciosas podem influenciar e enviesar as eleições políticas, até mesmo nas grandes democracias. Enquanto uma eleição se aproxima no Reino Unido e uma votação presidencial …

A Rússia criou a arma mais mortífera da história. Foi há 72 anos

Comummente conhecida por AK-47, a espingarda Kalashnikov foi responsável por milhões de mortes durante a nossa História, sendo uma das armas mais populares do mundo e a mais fabricada pela indústria de armamento. Segundo o The Conversation, …

Luxemburgo 0-2 Portugal | Campeão marca presença no Euro

Portugal venceu o Luxemburgo por 2-0 e apurou-se para a fase final do Euro2020 – a 11ª presença consecutiva da turma das “quinas” em fases finais de grandes competições. Num encontro mal jogado, em parte pelas …

Hologramas e outras tecnologias podem ajudar a combater incêndios florestais

Portugal continua a ser assombrado pela destruição sem precedentes dos incêndios florestais. Agora é a hora de aproveitar as nossas ferramentas tecnológicas e encontrar maneiras inovadoras de ajudar a aliviar o problema e também evitar …

Pombos estão a perder dedos ou patas por causa da poluição

Basta passar algum tempo na praça de uma cidade para ver que alguns pombos têm patas feridas ou dedos em falta. Embora possamos pensar que isto é causado por algum vírus ou pelos eventuais desentendimentos …

Descoberto no Japão fóssil de pássaro com 120 milhões de anos

O fóssil de um pássaro do Cretáceo recentemente descoberto no Japão pode levar os cientistas a repensarem alguns detalhes sobre a evolução do voo. Há cerca de 120 milhões de anos, um pássaro com o tamanho …